Cerveró diz que Pasadena custou abaixo do mercado

Ex-diretor da Petrobras afirma que refinaria é ativa (Foto: Reprodução/Web)

Na contração da declaração da presidente da Petrobras, Maria da Graça Foster, de que a aquisição da refinaria da Pasadena, no Texas (EUA), foi um mau negócio, o ex-diretor da estadual Nestor Cerveró garantiu que o empreendimento foi comprado com valor abaixo do mercado. A declaração foi dada há pouco na Câmara Federal, onde o ex-gestor atende convocação dos deputados para explicar o polêmico processo de compra.

Em seu depoimento, Cerveró também garante que a refinaria, que acabou custando mais de US$ 1,2 bilhão, segue produzindo e gerando, por conta disso, resultado para a Petrobras. “Tem, tinha e continua tendo produção. Ela processa 100 mil barris por dia de petróleo leve”, afirmou.

Nestor Cerveró também frisou que a compra de Pasadena atendeu a estratégia traçada pela Petrobras de entrar no mercado norte-americano de refino.

O ex-dirigente da Petrobras foi o responsável pelo resumo sobre a viabilidade da aquisição da refinaria da Pasadena que teria influenciado o então conselho de administração da estatal brasileira, em 2005, que era presidido pela presidente Dilma Rousseff – na condição de ministra de Minas e Energia.


Conselho debate políticas públicas para o país

Agência Brasil (Brasília) – O Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão, se reúne nesta quarta-feira (15) para fazer balanço de alguns dos pactos nacionais lançados pelo governo após as manifestações de junho de 2013, com metas para as áreas de mobilidade urbana, reforma política, educação, saúde e responsabilidade fiscal. O Conselhão é um grupo de assessoramento da Presidência da República formado por ministros, empresários e representantes da sociedade civil.

Ao abrir o encontro, no Palácio do Planalto, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, disse que o conselho – criado há 10 anos – tem tido papel importante na formulação de políticas públicas e ampliação do debate entre governo e sociedade civil.

“Temos tratado sempre dos temas ligados ao desenvolvimento econômico e social, do fortalecimento da democracia, respeitando a diversidade da composição desse plenário e buscando consensos que ajudem o país a avançar”, avaliou o ministro, que ocupa a secretaria executiva do Conselhão.

Segundo Mercadante, a recente vinculação do conselho à Casa Civil demonstra o interesse em aproximar o grupo da presidente Dilma Rousseff. “Vamos trabalhar para reuniões mais frequentes, para dinamizar o debate. Queremos um conselho mais atuante e mais próximo da presidente”.

Além dos conselheiros, diversos ministros do governo estão na reunião, entre eles o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, que fará uma apresentação sobre as perspectivas da economia brasileira para 2014. Dilma participará do encerramento do encontro.


André Régis cumpre agenda na Finlândia e na Unesco

Com o objetivo de recolher informações e de ter acesso aos modelos de gestão adotados pelo sistema público de educação da Finlândia, país considerado modelo na oferta de ensino básico às crianças e jovens, e para encontros oficiais com autoridades de educação da Unesco em Paris, na França, o presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara do Recife, André Régis (PSDB), seguirá no próximo dia 27 para a Europa. Lá, cumpre uma movimentada agenda. Em pronunciamento na tribuna do plenário Régis solicitou autorização da presidência da Casa para cumprir a programação internacional que não implicará em quaisquer ônus para os cofres públicos.

Em Helsinki, ele será recebido na Secretaria de Relações Internacionais do Departamento de Educação da Prefeitura local e fará uma visita à Escola Municipal Meilahden Vläaste, a Public Comprehensive School. Na agenda, Régis terá também um encontro-almoço com o diplomata finlandês Sami Wacklin. Durante esses encontros e visitas o parlamentar recifense receberá explicações e documentos a respeito do sistema de educação pública daquele país.

Na sede da Unesco, o parlamentar será recebido pela representante do Brasil na OCDE (Programa diretor PISA), Andrea Giovannetti, responsável pela Cooperação Educacional da instituição. O tucano ainda terá uma reunião de trabalho com o secretário Ronaldo Vieira, representante da Missão do Brasil na Unesco e com Qyian Tang, subdiretor geral de Educação da organização. Ele participa também do “Global Action Week on Education for All”. Régis volta ao Recife no dia 12 de maio, quando retoma suas atividades na Câmara.


IPC-S recua em cinco capitais na segunda semana de abril

ABr- O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) recuou em cinco das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) entre a primeira e a segunda semanas de abril. A maior queda foi observada no Rio de Janeiro: 0,19 ponto percentual, ao passar de 0,92% na primeira semana deste mês para 0,73% na segunda semana.

O IPC-S integra o sistema de índices de preços ao consumidor da FGV, que inclui: IPC-DI, IPC-M, IPC-10, IPC-3i e IPC-C1. Apesar de a coleta ser semanal, a apuração das taxas de variação leva em conta a média dos preços coletados nas quatro últimas semanas até a data de fechamento. O intervalo entre o fim da coleta e sua divulgação é de um dia, um dos mais curtos para os padrões internacionais.

Os preços também tiveram queda nas cidades de Brasília (0,16 ponto percentual, ao passar de 1,13% para 0,97%), São Paulo (0,15 ponto percentual, ao passar de 0,98% para 0,83%), Salvador (0,14 ponto percentual, ao passar de 0,7% para 0,56%) e Porto Alegre (0,05 ponto percentual, ao passar de 1,2% para 1,15%).

Tiveram alta os preços nas cidades do Recife (0,17 ponto percentual, ao passar de 0,68% para 0,85%) e Belo Horizonte (0,08 ponto percentual, ao passar de 0,82% para 0,9%).


Petistas já disputam vice-presidência da Câmara

Apesar de o cargo de vice-presidente da Câmara ainda pertencer ao deputado licenciado André Vargas (PT-PR), já que ele não formalizou a renúncia na Mesa Diretora, já começou dentro do PT uma disputa pela sucessão. Enquanto Vargas recuava na decisão de renunciar, nesta terça-feira (15) à tarde, a bancada do partido na Casa se reunia para discutir o processo de indicação do novo vice-presidente, segundo matéria de O Globo.

A não renúncia ao cargo desagrada os petistas, tanto que o líder Vicentinho (PT-SP) reclamou. Vicentinho disse que a postura de Vargas está sendo constrangedora.

A bancada do PT havia definido a renúncia ao cargo na Mesa por se tratar de um posto que cabe ao partido. Para a vaga de Vargas, quatro parlamentares disputam: Luiz Sérgio (RJ), Paulo Teixeira (SP), José Guimarães (CE) e Marco Maia (RS). Os dois primeiro são tidos como favoritos.

O cargo é visto como uma forma de se fortalecer para a disputa da presidência da Casa no próximo ano. Apesar disso, na reunião dessa terça, foi feito um pré-acordo que determina que quem assumir a vice-presidência não poderá disputar o outro posto em 2015.


Logo mais: Terezinha Nunes na Rádio Folha

A deputada estadual Terezinha Nunes (PSDB) é a entrevistada desta quarta-feira (16) do Folha Política. A tucana, que promete seguir com atuação independente na Assembleia Legislativa de Pernambuco, adiantou que dará trégua durante um período ao novo governador João Lyra Neto (PSB). A postura também será adotada pelo deputado Daniel Coelho (PSDB). O programa, comandado por Jota Batista, vai ao ar das 11h ao meio-dia, na Rádio Folha FM 96,7.


Campos diz não ter ‘preconceito’ com privatizações

Presidenciável participou de debate no Rio de Janeiro (Foto: Wagner Ramos)

O ex-governador de Pernambuco e pré-candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), disse, nesta terça-feira (15), no Rio de Janeiro, que não tem “preconceito” contra as privatizações, segundo matéria da Folha de S. Paulo. Campos participou de palestra na Estácio, na Barra da Tijuca, no qual foi o primeiro convidado do ciclo “Presidenciáveis”, promovido pela instituição, com candidatos a presidente em 2014.

“Como você vai governar um País no regime capitalista e ter preconceito com a iniciativa privada?”, questionou. “Eu não vejo a questão da privatização como um dogma. Acho importante atrair o investimento privado para áreas em que o Estado não consegue chegar”.

O presidenciável ainda criticou o modelo atual de leilões de portos e aeroportos e sugeriu que o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) “faz concessão dando a impressão de que está fazendo a contragosto”.

“A pessoa só vai colocar dinheiro se tiver um retorno maior do que se deixar no banco. É óbvio. Você só vai tomar a decisão se tiver retorno do capital. Essa é uma visão que está faltando com clareza no Brasil”, disse. Campos acrescentou que uma atitude mais simpática ao setor privado pode “animar muitos lá fora a voltar a investir no Brasil”.

Sobre o palanque no Rio de Janeiro, o ex-governador de Pernambuco disse que o partido já decidiu apoiar o deputado Miro Teixeira (PROS-RJ) no Estado. “O partido já tomou a decisão de apoio à candidatura do Miro. A decisão foi tomada de maneira tranquila, com o Sirkis, com todos. Isso já está pacificado”, disse. Com essa decisão, Alfredo Sirkis (PSB-RJ), que trocou o PV pelo PSB em outubro no ano passado, não deve mais ser pré-candidato.


Atividade econômica reduz ritmo e tem crescimento de 0,24%, em fevereiro

Agência Brasil (Brasília) – O ritmo de crescimento da atividade econômica diminuiu, em fevereiro. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período) apresentou expansão de 0,24% em fevereiro, comparado com o mês anterior. Em janeiro comparado com dezembro, o crescimento ficou em 2,35%, de acordo com os dados revisados divulgados nesta quarta-feira (16).

Já na comparação com fevereiro de 2013, o crescimento ficou em 4,04%, de acordo com dados sem ajustes, uma vez que a comparação é entre períodos iguais. Em 12 meses encerrados em fevereiro, a expansão ficou em 2,57%. No primeiro bimestre, o crescimento ficou em 2,46%.

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira. O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária.


Dá para esperar qualquer outra coisa?


Nestor Cerveró é esperado nesta quarta na Câmara

O ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró é esperado na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (16), para expor sua versão sobre a compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA). A oposição espera que ele se contraponha à versão da presidente Dilma Rousseff (PT), que foi corroborada nessa terça-feira (15), pela presidente da estatal, Graça Foster.

O advogado do ex-diretor da Petrobras, Edson Ribeiro, encaminhou na tarde de segunda-feira confirmação de presença, segundo matéria do Estado de S. Paulo. Ele procurou a oposição nas últimas semanas colocando à disposição o cliente para dar esclarecimentos.


Comissão vai investigar violência na Venezuela

Agência Brasil (Brasília) – O governo venezuelano e a oposição chegaram a um acordo para a criação conjunta de uma comissão da verdade que investigará as denúncias de tortura e as várias situações de violência ocorridas no país. O acordo foi firmado durante a segunda reunião de diálogo entre o governo venezuelano e a oposição, feita nessa terça-feira (15) em Caracas com a presença de representantes do Vaticano, Brasil, Equador e da Colômbia.

Segundo Ramón Guillermo Azevedo, secretário da coligação Mesa de Unidade Democrática (MUD), da oposição, a comissão será composta por personalidades da sociedade venezuelana e deverá analisar 60 denúncias de casos de tortura e maus-tratos que ocorreram no país.

A oposição vai analisar e fazer propostas em matéria de segurança, prevenção e sanção dos delitos para o Plano de Pacificação Nacional lançado pelo presidente Nicolás Maduro.

De acordo com Azevedo, ainda não foi aceita a proposta da oposição de criar uma Lei de Anistia para os presos políticos e exilados. O governo venezuelano, no entanto, assumiu o compromisso de criar uma junta médica para analisar a saúde de Iván Simonovis, um comissário condenado a 30 anos de prisão pelo envolvimento nos fatos violentos que, em abril de 2002, afastaram temporariamente Hugo Chávez do poder.

Na reunião, a oposição condenou qualquer manifestação de violência no país e apelou pelo apoio e o respeito firme à Constituição.

Segundo o vice-presidente da Venezuela, Jorge Arreaza, a segunda reunião entre governo e oposição ocorreu sob alguma tensão, mas as partes mantiveram o diálogo, respeito e a tolerância. “Avança o diálogo pela paz e pela justiça sem impunidade”, disse Arreaza aos jornalistas, elogiando a disponibilidade da MUD para integrar o Plano Nacional de Pacificação.

A Venezuela registra há dois meses protestos diários em várias regiões, que já deixaram 42 mortos, mais de 600 feridos e grandes danos materiais.

*Com informações da Agência Lusa


Petistas e tucanos fazem embate na Alepe

Deputado Betinho Gomes saiu em defesa do PSDB (Foto: Wagner Ramos/Arquivo Folha)

Por Mirella Araújo
Da Folha de Pernambuco

Em um plenário esvaziado, com a presença de poucos governistas um dia após o lançamento da chapa de Eduardo Campos (PSB) à Presidência em Brasília, a discussão na Assembleia Legislativa (Alepe) ficou entre os antigos rivais PT e PSDB. O deputado estadual Betinho Gomes (PSDB) disse estar surpreso com a acusação da presidente Dilma Rousseff (PT) de que a oposição fará de tudo para acabar com a Petrobras. Segundo ele, apesar de seu partido não ter preconceito com o modelo das privatizações, é “mentirosa” a acusação de que o os tucanos tinham como objetivo vender a Petrobras durante governo de Fernando Henrique Cardoso.

“Nunca esteve nos planos essa mafaldada intenção que o PT, em toda eleição, recria esse discurso. Quem está fazendo mal não é quem está na oposição, mas aqueles que estão no Governo nos últimos dez anos”, afirmou Gomes, citando ainda que a estatal é uma das mais endividadas do mundo.

Para a deputada Teresa Leitão (PT), que momentos antes elogiou as posturas da presidente Dilma e do governador João Lyra Neto (PSB), durante visita ao Porto de Suape, na última segunda-feira, a CPI deveria ao menos ter um foco. “Se uma CPI em ano eleitoral vai resolver ou não, ela deveria ter um foco. Ora, é a operação Pasadena, que tem realmente muitas coisas a ser discutido, ora é a Petrobras, que está à beira do abismo. Uma estatal que valia R$ 15 bilhões e hoje vale mais de R$ 90 bilhões está um lixo”, ironizou a petista.

A defesa também foi acompanhada pelo líder da oposição, Sérgio Leite (PT), afirmando que o PSDB de São Paulo também não autorizou a CPI do Metrô, por considerar a iniciativa eleitoreira na época. Mas o socialista Aluisio Lessa destacou que o pedido de investigação não é eleitoreiro, pois “os brasileiros não querem perder esse patrimônio (Petrobras)”. “Passou a ser eleitoral quando quis que se investigasse Suape, mas se fosse tão preocupante, o PT não faria todas as ações lá. Precisamos tomar conta do que é nosso e deixar as estrelas partidárias de lado”, disparou Lessa.


Cinco investigados de volta

Por Lívia Mota
Da Folha de Pernambuco

CARUARU – Cinco dos dez vereadores investigados pela Operação Ponto final receberam parecer favorável do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e devem retornar as funções dentro da câmara de vereadores de Caruaru. A decisão foi tomada pelo desembargador Itamar Pereira, que entendeu ser desnecessário o pedido de afastamento determinado pela 4ª Vara Criminal da cidade, de 180 dias. Os parlamentares Sivaldo Oliveira (PP) Cecílio Pedro (PTB), Louro do Juá (SDD), Eduardo Cantarelli (SDD) e Jajá (sem partido) tiveram seus mandatos devolvidos e devem retornar à Casa nos próximos dias.

Já os outros cinco parlamentares seguem afastados, devido à Operação Ponto Final 2. Pastor Jadiel Nascimento (PROS), Val das Rendeiras (PROS), Val de Cachoeira Seca (DEM), Evandro Silva (PMDB) e Neto (PMN) esperampor decisão similar para retomar os mandatos.

Com o retorno dos vereadores, saem os suplentes Joel da Gráfica (DEM), Alecrim (PSD), Carlinhos da Ceaca (PPS), Nino do Rap (DEM) e Pastor Carlos Santos (PRB). Os parlamentares haviam tomado posse logo após o início da Ponto Final 1, em dezembro do ano passado. Segundo a assessoria jurídica da Câmara de Caruaru, o Legislativo ainda não foi notificado oficialmente da decisão do desembargador, portanto os cinco vereadores citados ainda não podem reassumir as funções. OMinistério Público analisará a decisão e deverá entrar com recurso para manter o afastamento dos edis.


PSB prioriza quatro estados

Eduardo e Marina estão de olho em 50% do eleitorado (Foto: Humberto Pradera/PSB)

Por Carol Brito
Da Folha de Pernambuco

Após a apresentação da chapa majoritária encabeçada pelo ex-governador Eduardo Campos (PSB) e a vice Marina Silva (PSB), anteontem, em Brasília, o socialista cairá na estrada com o intuito de se tornar mais conhecido entre os eleitores brasileiros. A estratégia é rodar todo o País, mas São Paulo, Rio de Janeiro, Espirito Santo e Minas Gerais serão o foco da pré-campanha presidencial, pois concentram cerca de 50% do eleitorado nacional. O objetivo é circular pelas principais cidades do País até o dia das convenção partidária prevista para o dia 10 de junho, no Rio de Janeiro.

Ontem, o primeiro evento do socialista, depois do lançamento da pré-candidatura, contemplou a cidade do Rio de Janeiro. Eduardo Campos almoçou com jornalistas e foi o primeiro presidenciável a ser convidado para participar do painel de debate promovido pela Universidade Estácio de Sá. No mesmo dia, o presidente nacional do PSB foi para São Paulo, onde fica o comitê central do seu projeto majoritário.

A intenção é que a semana, que será tomada pelo feriado da Semana Santa e Tiradentes, sirva para debater a estruturação interna da campanha e das agendas de Campos e Marina. Na semana seguinte, a dupla de presidenciáveis seguirá para Belém e, no dia seguinte, serão retomados os seminários programáticos regionais, dessa vez, na cidade de Manaus, no Amazonas. O próximo encontro será realizado em Minas Gerais, em maio.


Confira as manchetes dos principais jornais do País

Folha de Pernambuco
Reajustes na conta de luz são aprovados

Diario de Pernambuco
Celpe quer aumento de 18,13%

Jornal do Commercio
Celpe quer reajuste de 18%

Folha de S. Paulo
Refinaria não foi bom negócio, diz Graça Foster

Agora S. Paulo
Saiba para quanto deve ir a sua aposentadoria no ano que vem

O Estado de S. Paulo
Refinaria nos EUA não foi ‘bom negócio’ , afirma Graça Foster

O Globo
Petrobras, enfim, admite que não fez um bom negócio

Correio Braziliense
Entre o constrangimento, o mau negócio e a CPI…

Estado de Minas
Agora vai! Agora vai? Fica pra próxima

Zero Hora
Primeiro a indiferença, depois a brutalidade

Jornais internacionais

The New York Times (EUA)
Unidade que espionou muçulmanos cai em Nova York

The Guardian (Reino Unido)
Ucrânia à beira de tropas abrirem fogo contra rebeldes

El País (Espanha)
Departamento Anticorrupção acha nova maciça na Andaluzia