[UFPE] Informática: Aula II com Anette Gil

A professora de Informática para concurso Anette Gil continua sua série de videoaulas no Blog dos Concursos. O tema é malware.


[Dica 1] Como ter mais disposição para estudar!

Saiba como melhorar o seu desempenho. Nos próximos dias, o Blog dos Concursos lança dicas diárias sobre como ampliar o seu rendimento de estudos. Confira a primeira dica abaixo. Bons estudos!


Confira as novidades dos concursos locais e nacionais

Na edição deste domingo (19) do suplemento Concurso e Emprego, da Folha de Pernambuco, você confere os principais concursos da semana. Destaque para os concursos da Defensoria Pública da União, com 143 vagas e salários de até R$ 6,3 mil; e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), com 258 oportunidades. Veja ainda que o Projeto de Lei que regulamenta a terceirização foi alterado e passa a valer apenas para a iniciativa privada.


Teste de Matemática para provas da Câmara de Olinda

Esta semana o Blog dos Concursos e o suplemento Concurso e Emprego da Folha de Pernambuco trazem o último simulado para o concurso da Câmara Municipal de Olinda. O professor Nelson Carnaval organizou as questões de Matemática. Aqui você confere uma prévia e o teste completo está na edição deste domindo da Folha.

 

01.  Francisco estava devendo R$ 2.100,00 à operadora do cartão de crédito, que cobra taxa mensal de juros de 12%. No dia do vencimento pagou R$ 800,00 e prometeu não fazer nenhuma compra nova até liquidar com a dívida. No mês seguinte, no dia do vencimento da nova fatura pagou mais R$ 800,00 e, um mês depois, fez mais um pagamento terminando com a dívida. Sabendo que Francisco havia cumprido a promessa feita, o valor desse último pagamento, desprezando os centavos, foi de:

(A) R$ 708,00

(B) R$ 714,00

(C) R$ 720,00

(D) R$ 728,00

(E) R$ 734,00

 

02.  Francisco não tinha herdeiros diretos e assim, no ano de 2003, no dia do seu aniversário, fez seu testamento. Nesse testamento declarava que o saldo total da caderneta de poupança que possuía deveria ser dividido entre seus três sobrinhos em partes proporcionais às idades que tivessem no dia de sua morte. No dia em que estava redigindo o testamento, seus sobrinhos tinham 12, 18 e 20 anos. Francisco morreu em 2013, curiosamente, no dia do seu aniversário e, nesse dia, sua caderneta de poupança tinha exatamente R$ 300.000,00. Feita a divisão de acordo com o testamento, o sobrinho mais jovem recebeu:

(A) R$ 72.000,00

(B) R$ 82.500,00

(C) R$ 94.000,00

(D) R$ 112.500,00

(E) R$ 120.000,00

 

03.  Para Hugo, qualquer pessoa com menos de 40 anos é jovem e qualquer pessoa com 40 anos ou mais é velha. Hugo diz que, na empresa em que trabalha 27% das pessoas são velhas. Ele verificou também que entre todas as pessoas da empresa, 20% das mulheres são velhas e 40% dos homens são velhos. Entre as pessoas que trabalham nessa empresa, a porcentagem de homens é de:

(A) 35%

(B) 40%

(C) 45%

(D) 55%

(E) 65%

 

RESPOSTAS:

Leia Mais


Ebserh convoca mais 80 para Hospital das Clínicas

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) convocou mais 80 profissionais aprovados no concurso público para o Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC/UFPE). Nesta, que é a sexta chamada, há médicos, assistentes sociais, farmacêutico, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos e técnicos em enfermagem, farmácia, histologia, radiologia e informática.

A lista dos convocados foi publicada no Diário Oficial da União da última sexta (17). Confira.

Os candidatos chamados devem comparecer à sala de treinamento do HC nas próximas quarta (22) e quinta (23). Precisam apresentar os documentos exigidos no edital, na publicação do DOU e conforme agendamento enviado por e-mail.


Depen abre concurso com 258 vagas

Saiu o edital do concurso público do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). No total, são oferecidas 258 vagas de níveis médio e superior, com remunerações entre R$ 3.679,20 a R$ 5.403,95. A organizadora é o Cespe/UNB.

Depen
Vagas: 258
Cargos: vários
Níveis: médio e superior
Salário: de R$ 3.306 até R$ 5.030
Inscrições: de 27/04/2015 até 17/05/2015
Taxa: de R$ 75 a R$ 95
Prova: 28/06/2015
Mais informações: www.cespe.unb.br/concursos/depen_15/


Iphan seleciona 48 profissionais em Arqueologia

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) abriu seleção simplificada para contratação temporária de 48 profissinais na área de Arqueologia. O edital do processo foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta (17). A contratação terá prazo de um ano, prorrogável por até quatro anos. O salário é de R$ 8,3 mil.

As inscrições podem ser feitas entre 23 de abril e 12 de maio, pelo site da organizadora da seleção, a Cetro Concursos (www.cetrococoncursos.org.br). A taxa é de R$ 195. Para concorrer às vagas, é exigido nível superior em Arqueologia e experiência mínima de cinco anos.

O processo seletivo será composto por duas fases. Na primeira, os candidatos passam por prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, marcada para o dia 14 de junho. A segunda etapa é a análise curricular, de caráter apenas classificatório.

Os selecionados poderão optar por atuar em uma das 21 capitais seguintes: Brasília, Rio Branco, Maceió, Manaus, Macapá, Salvador, Fortaleza, Vitória, São Luís, Campo Grande, Cuiabá, Belém, João Pessoa, Curitiba, Natal, Porto Velho, Boa Vista, Porto Alegre, Florianópolis, Aracaju e Palmas.


Inscrição em concurso de Caruaru prorrogadas

As inscrições para o concurso público da Câmara de Caruaru, no Agreste do Estado, foram prorrogadas. Os candidatos terão até o próximo dia 23 para se inscreverem no certame, pelo site www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/camaracaruaru. As taxas são de  R$ 68  e R$ 85.

Ao todo, estão sendo oferecidas 50 vagas de níveis médio e superior, além de cadastro de reserva, para os cargos de analista legislativo e técnico legislativo, de níveis superior e médio, respectivamente. Os salários variam de R$ 1.569,90 a R$ 1.976,27.

Estão sendo disponibilizadas oito vagas para analista, distribuídas entre as especialidades de Administração, Biblioteconomia, Comunicação Social, Contabilidade, Direito, Informática, Relações Públicas, cuja remuneração inicial é de R$ 1.976,27. Cada cargo oferece uma vaga, com exceção de Direito, que possui duas. Há também 42 oportunidades para técnico legislativo, com salário base de R$ 1.569,90. Os valores já incluem auxílio-alimentação no valor de R$ 300.

As provas ocorrem no dia 31 de maio, das 8h às 12h para técnicos e das 14h às 19h para analistas. Ambos os cargos realizam prova objetiva, mas os candidatos às vagas de analista também realizam avaliação discursiva no mesmo dia.

O concurso terá a validade de dois anos, a contar da data de publicação da homologação do resultado final no Diário Eletrônico Oficial do Município de Caruaru, podendo ser prorrogado uma única vez, a critério do presidente da Câmara, por igual período.

 


Jaboatão abre seleção simplificada para redutores de danos

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes abriu seleção simplificada para contratação temporária de redutores de danos, profissionais responsáveis por cuidar dos usuários de drogas no município. As inscrições – que ocorrem de 22 a 28 de abril deste ano – podem ser feitas pelo site da prefeitura www.jaboatao.pe.gov.br. A documentação exigida deve ser entregue entre 29 e 30 do mesmo mês na sede da Secretaria Executiva de Direitos Humanos, Políticas Sobre Drogas e Juventude, em Candeias.

Ao todo serão 33 vagas. De nível médio, há 28 vagas para agente comunitário redutor de danos, com salário de R$1.800; duas para motorista com salário de R$1.800. De nível superior, há uma vaga para consultor, com salário de R$6.000; duas vagas para supervisor, com salário de R$3.000. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.


Quadrilha que fraudou concurso de Ipojuca usava ponto eletrônico

Delegada Patrícia Domingos apresentou o caso nesta sexta-feira (17) (Foto.Marília Neves/Blog)

Atualizada às 16h45

Onze homens foram presos durante a Operação Mercador da Polícia Civil do Estado (PCPE) por fraude no concurso público para guarda municipal da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte do Ipojuca (Amttrans), Litoral Sul do Recife, na última quinta-feira (16). Os acusados foram encaminhados ao Complexo Prisional do Curado, na Zona Oeste do Recife, onde aguardam julgamento. De acordo com a delegada responsável pelo caso, Patrícia Domingos, da Delegacia de Crimes Contra Administração e Serviços Públicos (DECASP), os criminosos usavam ponto eletrônico para passar as respostas a candidatos. Dos 11 acusados, nove são servidores públicos.

O ponto era comprado por R$ 1.500 ou R$ 2.000. Após a investidura no cargo, os beneficiados deveriam completar a quantia de R$ 20mil, paga através de empréstimo consignado. Os 19 primeiros colocados tiraram a mesma nota. Eles acertaram todas as questões, com exceção da 18ª, em que marcaram a mesma alternativa equivocada: a letra “E”. As investigações já duram dois meses. Os R$20 mil eram cobrados de forma violenta. “Havia pessoas armadas dentro dessa quadrilha, que participavam do Curso de Formação, com o único objetivo de ameaçar essas pessoas, caso esses valores não fossem pagos”, informou a delegada.

Quadrilha

O líder da quadrilha, o técnico judiciário do Tribunal de Justiça do Estado (TJPE) Anderson Lima Ribeiro, 32 anos, não chegou a ser preso, pois foi assassinado dias antes da deflagração da operação, na última terça-feira (14), em Salgadinho, Olinda. A Polícia não sabe ainda se a causa do homicídio tem ligação com o crime. Além dele, o chamado “braço intelectual” da organização criminosa era composto pelos guardas municipais do Recife Thiago Vaz de Araújo Silva, 31, e Thiago Augusto Nogueira Leão, 29. O “braço armado” era liderado pelo agente penitenciário Márcio Manoel Soares Gomes (conhecido como Márcio Bronca), 37 anos, além do guarda de Itapissuma Jonata Zoberto Verçosa de Lima, 31, e do motorista da Prefeitura de Carpina Clélio Torres de Paiva Júnior, 30.

Os demais – Brunno Henrique de Sena, 20; Augusto César Nascimento da Silva, 38; Gledson Antônio Bandeira, 27; Elter Leão de Castro, 26; e Jefferson Faustino da Silva, 29, único que permanece foragido da justiça – realizavam aliciamento de compradores e cobranças (ver quadro). Luiz Alex de Oliveira Cavalcanti, 25, foi preso, porém não tem ligação com a quadrilha. Ele, que ficou em 102º lugar no certame, se entregou à Polícia e apresentou dois cadernos de prova, um deles foi comprado por R$ 5mil. Ele era porteiro da Universidade de Pernambuco (UPE).

 “A quadrilha agia da seguinte forma: alguns dos membros se inscreviam no concurso que seria fraudado, no caso para agente de trânsito de Ipojuca. Eles faziam a prova, cada qual era responsável por fazer uma disciplina. Eles saiam antes do horário final da prova, se reuniam, montavam o gabarito global da prova e após a montagem desse gabarito eles, simplesmente, repassavam através de ponto eletrônico para os beneficiários da fraude”, afirmou Patrícia Domingos. Além de passarem as respostas da avaliação objetiva, alguns deles participaram do Curso de Formação, última etapa da seleção, já que, ao final do Curso, que é eliminatório e classificatório, os candidatos precisariam fazer uma prova final, que também sofreria o mesmo esquema de fraude.

Denúncia

A suspeita de fraude foi denunciada pelos próprios populares. “Houve várias denúncias de populares, as informações chegaram até a Prefeitura de Ipojuca, que acionou o Ministério Público (MPPE), que acionou a Polícia”, esclareceu Domingos. Segundo a delegada, a própria administração pública suspendeu a realização da prova final do Curso. Não há confirmação de envolvimento dos acusados em outros crimes relacionados à seleções públicas. A integração deles com organizações de outros estados do País ainda estão sendo investigadas de acordo com a Polícia.

A Prefeitura esclareceu a situação por meio de nota oficial. “A Prefeitura do Ipojuca esclarece que, diante das informações divulgadas pela Polícia Civil, o Concurso Público realizado em 2014 está suspenso desde janeiro deste ano a pedido da própria prefeitura, que encaminhou o processo ao MPPE solicitando a suspensão. Os candidatos envolvidos nas fraudes receberão as punições administrativas cabíveis. A Prefeitura do Ipojuca aguarda notificação oficial da Polícia Civil e irá esperar a decisão do Ministério Público para dar andamento ao processo deste concurso”, disse a nota.  

De acordo com a delegada Patrícia Domingos, o Conupe/Iaupe, organizador do concurso, é considerado vítima da ação da quadrilha, até o momento. Durante a operação, foram apreendidos R$ 12.900 em dinheiro, três pontos eletrônicos, três revólveres de calibre 38, duas pistolas, um veículo, diversas provas e munições. Os integrantes da quadrilha vão responder por associação criminosa e fraude contra certames, cujas penas somadas podem chegar a sete anos de reclusão. Os beneficiados, ainda em investigação, serão julgados pelo crime de fraude em certames, que prevê quatro anos de detenção, no máximo.

 

Onze homens foram presos durante a Operação Mercador da Polícia Civil do Estado (PCPE) por fraude no concurso público para guarda municipal da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte do Ipojuca (Amttrans), Litoral Sul do Recife, na última quinta-feira (16). Os acusados foram encaminhados ao Complexo Prisional do Curado, na Zona Oeste do Recife, onde aguardam julgamento. De acordo com a delegada responsável pelo caso, Patrícia Domingos, da Delegacia de Crimes Contra Administração e Serviços Públicos (DECASP), os criminosos usavam ponto eletrônico para passar as respostas a candidatos. Dos 11 acusados, nove são servidores públicos.

 

O ponto era comprado por R$ 1.500 ou R$ 2.000. Após a investidura no cargo, os beneficiados deveriam completar a quantia de R$ 20mil, paga através de empréstimo consignado. Os 19 primeiros colocados tiraram a mesma nota. Eles acertaram todas as questões, com exceção da 18ª, em que marcaram a mesma alternativa equivocada: a letra “E”. As investigações já duram dois meses. Os R$20 mil eram cobrados de forma violenta. “Havia pessoas armadas dentro dessa quadrilha, que participavam do Curso de Formação, com o único objetivo de ameaçar essas pessoas, caso esses valores não fossem pagos”, informou a delegada.

 

Quadrilha

O líder da quadrilha, o técnico judiciário do Tribunal de Justiça do Estado (TJPE) Anderson Lima Ribeiro, 32 anos, não chegou a ser preso, pois foi assassinado dias antes da deflagração da operação, na última terça-feira (14), em Salgadinho, Olinda. A Polícia não sabe ainda se a causa do homicídio tem ligação com o crime. Além dele, o chamado “braço intelectual” da organização criminosa era composto pelos guardas municipais do Recife Thiago Vaz de Araújo Silva, 31, e Thiago Augusto Nogueira Leão, 29. O “braço armado” era liderado pelo agente penitenciário Márcio Manoel Soares Gomes (conhecido como Márcio Bronca), 37 anos, além do guarda de Itapissuma Jonata Zoberto Verçosa de Lima, 31, e do motorista da Prefeitura de Carpina Clélio Torres de Paiva Júnior, 30.

 

Os demais – Brunno Henrique de Sena, 20; Augusto César Nascimento da Silva, 38; Gledson Antônio Bandeira, 27; Elter Leão de Castro, 26; e Jefferson Faustino da Silva, 29, único que permanece foragido da justiça – realizavam aliciamento de compradores e cobranças (ver quadro). Luiz Alex de Oliveira Cavalcanti, 25, foi preso, porém não tem ligação com a quadrilha. Ele, que ficou em 102º lugar no certame, se entregou à Polícia e apresentou dois cadernos de prova, um deles foi comprado por R$ 5mil. Ele era porteiro da Universidade de Pernambuco (UPE).

 

 “A quadrilha agia da seguinte forma: alguns dos membros se inscreviam no concurso que seria fraudado, no caso para agente de trânsito de Ipojuca. Eles faziam a prova, cada qual era responsável por fazer uma disciplina. Eles saiam antes do horário final da prova, se reuniam, montavam o gabarito global da prova e após a montagem desse gabarito eles, simplesmente, repassavam através de ponto eletrônico para os beneficiários da fraude”, afirmou Patrícia Domingos. Além de passarem as respostas da avaliação objetiva, alguns deles participaram do Curso de Formação, última etapa da seleção, já que, ao final do Curso, que é eliminatório e classificatório, os candidatos precisariam fazer uma prova final, que também sofreria o mesmo esquema de fraude.

 

Denúncia

 

A suspeita de fraude foi denunciada pelos próprios populares. “Houve várias denúncias de populares, as informações chegaram até a Prefeitura de Ipojuca, que acionou o Ministério Público (MPPE), que acionou a Polícia”, esclareceu Domingos. Segundo a delegada, a própria administração pública suspendeu a realização da prova final do Curso. Não há confirmação de envolvimento dos acusados em outros crimes relacionados à seleções públicas. A integração deles com organizações de outros estados do País ainda estão sendo investigadas de acordo com a Polícia.

 

A Prefeitura esclareceu a situação por meio de nota oficial. “A Prefeitura do Ipojuca esclarece que, diante das informações divulgadas pela Polícia Civil, o Concurso Público realizado em 2014 está suspenso desde janeiro deste ano a pedido da própria prefeitura, que encaminhou o processo ao MPPE solicitando a suspensão. Os candidatos envolvidos nas fraudes receberão as punições administrativas cabíveis. A Prefeitura do Ipojuca aguarda notificação oficial da Polícia Civil e irá esperar a decisão do Ministério Público para dar andamento ao processo deste concurso”, disse a nota. 

 

De acordo com a delegada Patrícia Domingos, o Conupe/Iaupe, organizador do concurso, é considerado vítima da ação da quadrilha, até o momento. Durante a operação, foram apreendidos R$ 12.900 em dinheiro, três pontos eletrônicos, três revólveres de calibre 38, duas pistolas, um veículo, diversas provas e munições. Os integrantes da quadrilha vão responder por associação criminosa e fraude contra certames, cujas penas somadas podem chegar a sete anos de reclusão. Os beneficiados, ainda em investigação, serão julgados pelo crime de fraude em certames, que prevê quatro anos de detenção, no máximo.


Prefeitura de Ipojuca se pronuncia sobre escândalo em concurso

Após a deflagração da Operação Mercador pela Polícia Civil de Pernambuco, que investiga fraudes em concursos público, a Prefeitura do município se pronunciou sobre o assunto, já que o certame da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte do Ipojuca (Amttrans) está envolvido no escândalo, que ocasionou na prisão de 12 pessoas nesta quinta-feira (16). O processo seletivo foi organizado pelo Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (Iaupe/UPENet).  

De acordo com a Prefeitura, o certame foi suspenso pela própria administração em janeiro deste ano através do ofício nº 18/2015 protocolado junto ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE). No documento, a instituição solicita intervenção e investigação sobre alegações de fraudes formuladas por candidatos.

Saiba Mais
Presas 12 pessoas suspeitas de cometer fraudes em concursos públicos

 


Presas 12 pessoas suspeitas de cometer fraudes em concursos

Do `Portal FolhaPE

A Polícia Civil desencadeou, nesta quinta-feira (16), a operação Mercador com o objetivo de cumprir 11 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão domiciliar em Ipojuca, Litoral Sul de Pernambuco Os alvos são suspeitos de se envolverem com fraudes em concursos públicos realizados naquela cidade. Com o grupo foram encontrados documentos e armas.

Na execução do trabalho operacional participaram 132 policiais civis. A operação foi coordenada pela Diretoria Integrada Especializada da Polícia Civil (Diresp). As investigações tiveram início há dois meses.

O delegado Salustiano Albuquerque, diretor integrado das delegacias especializadas, informou que há a suspeita de o grupo ter se envolvido em outros concursos de outras localidades e que há a possibilidade de participação de funcionários públicos. Outros detalhes da operação serão divulgados nesta sexta-feira (17) pela Polícia Civil.


BB divulga resultado da prova objetiva nesta quinta-feira

O resultado da prova objetiva e das notas preliminares da redação do concurso público do Banco do Brasil (BB) saem nesta quinta-feira (16). A avaliação ocorreu no dia 15 de março em 15 estados do País, entre eles Pernambuco. A organizadora é a Cesgranrio.

A seleção oferece 2.499 vagas em cadastro de reserva para o cargo de escriturário e contabilizou 534.995 inscritos. Segundo o órgão, houve aumento de 58% de participantes em relação ao último processo seletivo da empresa, ocorrido em 2012. A instituição não informou a respeito do número de abstenções.

Além do Estado, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Ceará, Maranhão, Rondônia, Roraima, Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina foram contemplados com o processo seletivo. O resultado final da seleção está programado para o dia 04 de maio de 2015.

2015

O BB deve lançar mais um edital de concurso público para a mesma função neste ano. Os estados contemplados devem ser Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e parte do Amazonas. O prazo de validade do último processo seletivo para esses locais encerra-se em setembro de 2015.

Leia Mais


[Reveja] Concursos Públicos X Iniciativa Privada: qual é sua escolha?

* Por Odilon Medeiros, especialista em Gestão de Pessoas

Apesar das profundas transformações que estão ocorrendo no tocante à relação com o emprego no Brasil, algo não muda: a busca pela estabilidade proporcionada pela atuação no serviço público. A situação se acentua quando as condições econômicas do país não estão favoráveis, como está acontecendo agora. E aí, muitas pessoas enxergam os concursos como únicas alternativas para conseguir um emprego.

Esse fenômeno atinge pessoas de todas as classes sociais, perfil profissional, grau de instrução, idade, etc. Por exemplo, atualmente é bastante comum encontrar pessoas que estão terminando o nível médio e já começam a estudar para participar de algum concurso e não para se preparar para participar de um vestibular. A graduação fica para segundo plano.

Uma explicação para esse fato: pode ser que na iniciativa privada um jovem com pouca ou nenhuma experiência dificilmente teria chances de conseguir um emprego com uma remuneração satisfatórios. Assim, ele prioriza o curso preparatório e, uma vez empregado, busca a graduação.

Quando se fala de gênero, um detalhe que vem chamando a atenção dos especialistas. É que público feminino vem se destacando nas relações de aprovados dos concursos. Além da estabilidade, as mulheres buscam a isonomia salarial, já que, na iniciativa privada, os homens ainda recebem salários maiores. No serviço público, contudo, elas sabem que serão tratadas em condições de igualdade. A aposentadoria integral a que os servidores públicos têm direito pode até fazer a diferença na hora de optar por uma carreira no serviço público ou privado, mas quase nunca é citado pelos concurseiros.

O que eles citam e já estão cansados de saber é que, para chegar lá, o candidato de um concurso público deve estudar várias horas por dia, mesmo que isso ocasione dificuldades na vida pessoal, reduza ao máximo o seu lazer e ainda o submeta a um processo estafante de provas. Todos esses esforços para tentar fugir da instabilidade do emprego na iniciativa privada. Mas ele deverá estar ciente de que nem tudo são flores, pois há uma falta de perspectiva de crescimento muito grande e, mesmo que exista a progressão salarial, a autonomia, os novos desafios e a inovação são aspectos distantes da carreira pública.

É importante destacar também que, em muitos órgãos, a gestão é indicada politicamente, e isso pode afetar a realização do trabalho dos servidores. Outro detalhe: é recomendado que o candidato buscasse participar de processos cujas vagas disponíveis estejam de acordo com o seu perfil profissional/pessoal: assim ele terá mais chances de ser feliz. Isso pode fazer com que alguns servidores deixem a carreira pública e voltem para a iniciativa privada.

Voltando à busca por uma vaga na situação atual do país, é bom estar ciente que as perspectivas para o ano em curso não são tão promissoras principalmente com relação à quantidade de vagas que poderão ser disponibilizadas. Isso é uma das consequências da situação econômica nacional e da necessidade de redução de gastos públicos. Logo, é quase certo que uma das atividades a ser atingida será a de seleções públicas, que deverá ser reduzida. O BNDES já soltou nota informando que não realizará concurso este ano, contrariando informações divulgadas no mercado.

Por outro lado, há quem acredite que pelo menos vinte grandes concursos serão realizados durante este ano, já que existem vinte mil postos federais vagos, segundo dados oficiais do Ministério do Planejamento e isso sem considerar os cargos que dependem de aprovação do Congresso Nacional para serem criados na administração federal.

Na dúvida, é melhor buscar se preparar previamente, já que, como se sabe, é necessário um longo tempo para adquirir todos os conhecimentos exigidos em um concurso.

*Odilon Medeiros é Mestre em Administração, Especialista em Psicologia Organizacional, Pós-graduado em Gestão de Equipes, MBA em Vendas, consultor e palestrante nacional sobre tópicos ligados à gestão com pessoas em empresas públicas e privadas.


Votação da lei da terceirização é adiada

Por Thulio Falcão, do Portal FolhaPE

A votação do projeto de lei ta terceirização, marcada para esta quarta-feira (15), foi adiada e só entrará em pauta apenas na próxima semana. O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na noite de hoje.

Segundo o presidente da Câmara, a PL 4.330 entrará em votação apenas na próxima quarta-feira (22). Até lá, um acordo entre os líderes prevê que a pauta não seja obstruída. Mais cedo, Cunha expressou que o texto fosse esgotado ainda na terça (14). “Não é adiando para outra semana que vamos resolver. Não tenho compromisso ou interesse em qualquer dos resultados. Tenho interesse em que votemos, que enfrentemos o tema e o encaminhemos ao Senado”, informou.

Ainda na terça (14), uma confusão aconteceu devido a votação de um dos destaques da PL. Os deputados aprovaram, por 360 votos a 47, um destaque do PSDB retirando a possibilidade de as empresas públicas, sociedades de economia mista, suas subsidiárias e controladas, no âmbito da União, dos estados, Distrito Federal e municípios, aplicarem as regras que constavam no texto-base aprovado semana passada.