Barchef Casa Forte
Barchef Casa ForteFoto: divulgacao

O próximo domingo (25), será um dia destinado para muita diversão em família. É que o Barchef, localizado na Zona Norte do Recife, recebe a segunda edição do evento Nós Juntinhos, que tem como principal objetivo, proporcionar aos pequenos, momentos de lazer. A programação conta com show de Tio Dodinho e os 3 Porquinhos, contação de histórias com Tio Bola, atividades de recreação, brinquedos e etc.

De acordo com as idealizadoras Gabriela Leão e Camila Drummond, da Go Joy Eventos, o evento chega para revigorar a relação entre a criança e família. “O conceito do evento é proporcionar momentos de interação entre os adultos e as crianças, onde os pais, tios, avós, amigos e/ou cuidadores também participarão das atividades através de brincadeiras com os recreadores, jogos, brinquedos e contação de histórias. Iremos oferecer um dia de muita alegria para todos que estarão presentes”, explicou Gabriela Leão.

Aos interessados em participar da festa, os ingressos custam R$ 30,00 (preço único para adultos e crianças a partir de 2 anos) e podem ser adquiridos os nas lojas Track&Field (Shoppings RioMar e Plaza) e no site da Bilheteria Digital. Mais informações podem ser adquiridas através do instagram da Produtora: @gojoy_eventos ou através da central de informações do Barchef: (81)32048500

O Barchef fica localizado na Rua Marquês de Tamandaré, 59 - Poço da Panela, Zona Norte do Recife

Serviço: Nós Juntinhos – Programação Infantil
Data: Domingo (25) O evento será dia 11/11, das 10h às 14h.
Hora: 10h às 14h
Valor: R$ 30,00
Atrações: Apresentação e show de Tio Dodinho e os 3 Porquinhos, Contação de histórias com Tio Bola, Brinquedos e Recreação.

Projeto nós do amor
Projeto nós do amorFoto: divulgacao

 Para ajudar famílias com filhos portadores de câncer, uma série de empresas e entidades se uniram para realizar uma ação beneficente. Um dia de príncipes e princesas, como nos contos de fadas.


Na vida real, muitas vezes, este cenário mágico é interrompido por batas hospitalares, cateteres, quimioterapias e perda de cabelo. No Brasil cerca de 12.600 novos casos foram diagnosticados em 2017. Só em Pernambuco a cada ano,2.700 crianças tem que lidar com um tratamento difícil e agressivo ,que deixa marcas profundas em seus corações e mentes.

Esse expressivo número de casos, tem o suporte de uma rede de cuidados já estabelecido no estado de Pernambuco que conta com hospitais, ONG’S e entidades filantrópicas. Entre estes grupos de apoio, destaca-se o NACC, que já atua há 30 anos em Pernambuco, inclusive atendendo pacientes de outros estados e possue cerca de 5000 pacientes cadastrados. Essa credibilidade foi decisiva para a escolha da entidade como parceira / beneficiária.

Fany Rubin e Veronica Azevedo, sensibilizadas com a causa, decidiram procurar apoiadores e oportunizar a estes pequenos pacientes um dia ultra especial.

Inspiradas em projetos que já existem em outras partes do mundo, as idealizadoras juntamente com uma equipe, irão promover “Um dia de príncipes e princesas", que além de resgatar o sonho mágico da infância, alerta a população para a necessidade de prevenção e da importância de detectar os sinais precoces (e muitas vezes silenciosos) da enfermidade.

Os dados indicam que de acordo com o estágio do diagnóstico, as chances de cura são de aproximadamente 80%.

O objetivo é oportunizar para que cada criança receba a roupa do personagem escolhido (produzida por artesãos de Camaragibe, fomentando uma cadeia de geração de emprego e renda) em um cenário decorado, com alimentação supervisionada é adequada às especificidade requeridas pelo tratamento.

Príncipes, super heróis , princesas e madrinhas irão recepciona-los. Atletas, artistas e pessoas, formadores de opinião e sensíveis à causa, já confirmaram suas presenças.

O evento será dia 23 de novembro, das 15h as 18h, no Donna Festa

Quem quiser contribuir e amadrinhar ou apadrinhar uma criança para custear o kit princesa/superheroi (fantasia, peruca e brinquedo) para eles é só entrar em contato com Fany (81)98314.4237

Econucleo Jaqueira
Econucleo JaqueiraFoto: divulgacao

Para o feriado prolongado da Proclamação da República, a Prefeitura preparou diversas atrações para quem gosta de aproveitar a folga em contato com a natureza. Com horário de funcionamento normal, de quinta-feira (15) até o domingo (18), vai rolar trilhas ecológicas, oficinas, jogos e apresentações com opções de diversão para toda família.

O Econúcleo Jaqueira, às 10h, vai sediar uma oficina super legal de histórias em quadrinhos. A arte educadora, Flávia Gomes, ensinará como construir personagens para as HQs. A atividade convidará os participantes a soltarem a imaginação e desenvolver protagonistas cativantes para suas histórias. Já a tarde, o público vai conferir a contação de histórias “Àrvore de Jô”, às 14h. O conto visa gerar reflexão a respeito das árvores e a valorização da importância de cada ser vivo, repensando questões ambientais e verde urbano.

Muitas outras atrações aguardam o visitante na sexta (16) e no final de semana, dentre elas serão promovidas oficina de teatro, trilha ambiental, meditação e torneio de jogos digitais.

O feriado segue com bastante diversão também no Jardim Botânico. Às 10h, a culinarista, Michele Caldas, vai mostrar aos participantes como produzir receitas sustentáveis utilizando ingredientes naturais e reaproveitados que seriam normalmente descartados. A oficina é gratuita e visa conscientizar o público quanto a sustentabilidade e o não desperdício. No período da tarde, o visitante também poderá curtir uma vivência ambiental musical que vai misturar elementos sonoros com o prazer da imersão no ambiente de Mata Atlântica. A prática começa às 15h.

Sexta(16), sábado (17) e domingo (18) também estarão com a programação recheadas no equipamento. Vai ter histórias cantaroladas; oficina de brinquedos; sarau ambiental e muito mais.

Confira a programação completa deste feriadão:

Econúcleo Jaqueira, Quinta-feira (15)
09h – Vivência ambiental de expressão corporal
10h – Oficina de Histórias em Quadrinhos
11h – Resíduo nos eixos: oficina de malabares
14h – Contação de historias: A Árvore de Jô
15h – Em cena verde: Dom e a máquina do tempo
16h - Jogos teatrais “objeto oculto”

Sexta-feira (16)
09h – Os sons ao redor: vivências ambientais musicais
10h – Patrulha da Natureza + caça ao tesouro
11h – Com pet ao meio: oficina de percussão com garrafa PET
14h – Oficina de Teatro
15h – Trilha Ambiental
16h - Jogo da Memória Ambiental

Sábado (17)
09h – Apresentação do espaço sustentável com Cordel + Caça Palavra Ambiental
10h30 – Oficina de Histórias em Quadrinhos
14h – Em cena verde: Dom e a máquina do tempo
15h – Gincana Ambiental: Jogo das Argolas
16h – Oficina de teatro

Domingo (18)
09h – Meditação com o grupo Sahaja Yoga
10h – Vivência Ambiental: “natureza em movimento”
11h – Torneio de jogos digitais
14h – Em cena verde: Dom e a máquina do tempo
15h – Torneio de jogos digitais
16h - Jogo da Memória Ambiental

Econúcleo Jaqueira
R. do Futuro, 959 - Jaqueira
De quinta à domingo, das 9h às 17h
Entrada gratuita

Jardim Botânico, Quinta-feira (15)
09h - Caminhada poética: Caminhos DiVersos
10h – Oficina de Culinária Sustentável
10h - Ecordel: Oficina de Cordel
11h – Historias Cantaroladas
13h30 - Borboletando entra as árvores: trilha ambiental + oficina de criação com resíduos sólidos
15h - Mesa sonora: vivências ambientais musicais

Sexta-feira (16)
09h – Faz de conto – contação de histórias em Cordel
10h - Vivência Ambiental: “natureza em movimento”
11h – Resíduo nos eixos: oficina de brinquedos com resíduos sólidos
13h30 – Caminhada poética: Caminhos DiVersos
14h10 – Historias Cantaroladas
15h – Ecordel: Oficina de Cordel

Sábado (17)
09h – Vozes do Meio “Sarau Ambiental”
09h30 - Caminhada Ecológica aos Jardins (Orquidário, Sensorial, Cactário) Visita Guiada com monitoria (inscrição na portaria- 10 a 30 pessoas)
11h - Com pet ao meio: oficina de percussão com garrafa PET
13h30 – Historias Cantaroladas
14h – Caminhada Ecológica aos Jardins (Orquidário, Sensorial, Cactário) Visita Guiada com monitoria (inscrição na portaria- 10 a 30 pessoas)
15h – Mesa sonora: vivências ambientais musicais

Domingo (18)
09h – Caminhada poética: Caminhos DiVersos
10h - Os sons ao redor: vivências ambientais musicais
11h – Oficina de Xilogravura
13h30 – Faz de conto – Contação de histórias em Cordel
14h10 – Mesa sonora: vivências ambientais musicais
15h10 – Oficina de criação: construindo imagens com tangram

Jardim Botânico do Recife
BR ­232, km 7,5 - Curado
De terça a domingo, das 9h às 15h30
Entrada gratuita

Maria Chaves, da Proa Cultural, Ricardo Leitão, da Cepe, e Margarida Cantarelli, da APL, em coletiva à imprensa
Maria Chaves, da Proa Cultural, Ricardo Leitão, da Cepe, e Margarida Cantarelli, da APL, em coletiva à imprensaFoto: Arthur Mota / Folha de Pernambuco


O segmento infantojuvenil foi o único que não entrou na estatística da retração de 21% que o mercado editorial nacional sofreu ano passado. Por si só, essa já seria uma forte justificativa para uma feira voltada exclusivamente para o público infantil.

De 22 a 25 de novembro será realizada a I Feira da Literatura Infantil (Flitin), na Academia Pernambucana de Letras (APL).

O evento, realizado pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) em parceria com APL e a Proa Cultural, será gratuito e voltado ao público de 3 a 12 anos.

Na programação, além de lançamentos literários, oficinas, animações e mediação de leituras, haverá espaço para outras manifestações culturais como música e teatro. Serão cinco polos que ocuparão os oito mil metros quadrados com eventos simultâneos, além da feira permanente de livros com editoras e livrarias de todo País. A expectativa de público é de 30 mil pessoas. Haverá ônibus gratuitos para escolas de ensino fundamental.

Em coletiva de imprensa ocorrida nesta quarta-feira, foi anunciado o tema da feira: “Era uma vez…Minha História”. Trata-se de uma referência a como se iniciam muitas histórias infantis, e ainda insere a criança como protagonista, tanto do evento como da própria vida que está sendo escrita.

Na ocasião, o presidente da Cepe, Ricardo Leitão, falou do investimento da editora pública estadual no segmento infantojuvenil. “A Cepe é a editora que mais edita livros infantis em Pernambuco e no Nordeste. Além disso, temos um prêmio literário voltado apenas para esse público, o Prêmio Cepe Nacional de Literatura Infantojuvenil”, declara Leitão. O presidente ainda destacou como objetivo da feira discutir o conteúdo da literatura infantil na educação dos pequenos. O catálogo da editora pública voltado a esse segmento chega a 53 títulos, muitos deles premiados.

Já Maria Chaves, da Proa Cultural, mencionou o potencial transformador que a leitura tem sobre as crianças, “gerando cidadãos críticos”, pontua a produtora.

A presidente da APL, Margarida Cantarelli, falou da importância de aproximar o público infantil da academia. “É uma oportunidade de contato com a leitura, o que é papel da academia. No nosso museu teremos apresentação adequada ao público infantil”, declarou Margarida.

Também parceira da feira, a Fundarpe, representada pelo coordenador de Literatura José Jaime, entrará com duas ações. Uma delas chama-se “Livros Livres”, que se propõe a ‘libertar livros’ desde 2011, uma vez por mês, em todos os cantos do Estado. “Deixaremos livros em lugares da feira para que as pessoas peguem, leiam e depois devolvam”, explica Jaime. Já o “Escambo de Livros” leva um estande e propõe a troca de livros em bom estado que não sejam nem didáticos, nem religiosos.  

I Feira da Literatura Infantil – Flitin
Tema: Era Uma Vez...Minha História

Quando: 22 a 25 de novembro

Horário: 9h30 às 20h (quinta e sexta-feiras) e das 9h30 às 17h (sábado e domingo)

Local: Academia Pernambucana de Letras (APL)

Endereço: Avenida Rui Barbosa, 1.596, Graças

Entrada franca

PROGRAMAÇÃO

QUINTA-FEIRA (22/11) - ANCESTRALIDADE

9h30 às 20h – Feira de Livros

POLO LETRAS MIÚDAS

9h às 11h – Oficina Galeria Reciclada (oficina de pintura e montagem de peças feitas com papel reciclado)

14h às 15h - Oficina Galeria Reciclada

SALA DE PROJEÇÃO

10h às 10h30 - Sessão de filme de animação

15h às 15h30 - Sessão de filme de animação

AUDITÓRIO

11h - Cerimônia de abertura da Flitin 2018 - Apresentação do grupo Meninos do Batuque (Garanhuns)

16h - Apresentação teatral “O Pequeno Príncipe Preto” (Pé de Vento Produções -RJ)

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

14h30 às 15h30 - Mediação de Leitura - “Histórias do meu povo”, com Roma Júlia (Contação de histórias com livros de temática afro-brasileira e africana com o objetivo de valorizar autores e personagens negras)

SEXTA-FEIRA (23/11) - SONHOS E IDEIAS TRANSFORMADORAS

9h30 às 20h – Feira de Livros

POLO LETRAS MIÚDAS

9h30 às 10h30 – Oficina Galeria Reciclada (oficina de pintura e montagem de peças feitas com papel reciclado)

14h às 15h - Oficina Galeria Reciclada

16h às 17h - Oficina de Palhaçaria - “Ao amanhecer, brincar”, com Marcelo Oliveira

SALA DE PROJEÇÃO

10h às 10h30 - Sessão de filme de animação

15h às 15h30 - Sessão de filme de animação

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

10h às 11h - Mediação de leitura - Livro Um Novo Abraço (Cepe Editora), com grupo Tapete Voador

14h30 às 15h30 - Bate-papo com Cleyton Cabral (O Menino da Gaiola - Funcultura)

SÁBADO (24/11) - HERANÇAS E TRADIÇÕES

9h30 às 20h – Feira de Livros

SALA DE PROJEÇÃO

10h às 10h30 - Sessão de filme de animação

15h às 15h30 - Sessão de filme de animação

AUDITÓRIO

10h às 12h - Seminário Flitin: “A produção literária para a infância no Brasil” - participação de Sueli Cagneti (autora e crítica literária), Wellington de Melo (editor da Cepe) e Renata Penzani (Lançamento do livro A coisa brutamontes - Cepe Editora)

14h às 16h - Seminário Flitin: “A leitura como ferramenta de transformação social”

POLO LETRAS MIÚDAS

11h - Apresentação teatral - “As aventuras de Mané Gostoso” (Cia. Meias Palavras - PE)

17h - Apresentação teatral - “Histórias da Caixola (Coletivo Tear - PE)

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

14h às 15h - Mediação de leitura - Livro Pequeninas histórias de gente pequenina (Cepe Editora), de Xico Bezerra-PE

15h às 16h - Mediação de leitura - Livro Dianimal (Cepe Editora), de Alexandre Revoredo

16h às 17h - Lançamento do livro Pedrinho e a chuteira da sorte (Cepe Editora), de Marcelo Cavalcante

DOMINGO (25/11) - DESPRINCESAMENTO

9h30 às 17h – Feira de Livros

POLO LETRAS MIÚDAS

9h30 às 11h - Oficina de Musicalização com Cacau da Mini Rock!

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

10h às 11h - Bate-papo com a autora Débora Seabra sobre o livro Débora conta histórias (Alfaguara)

11h às 12h - Mediação de leitura - Lançamento do livro Uma Festa na Floresta (Cepe Editora), com presença da autora, Lêda Selaro, e grupo Tapete Voador

14h às 16h - Oficina de Desprincesamento com a jornalista Cláudia Bettini (Rádio Matraquinha/ Corujices)

SALA DE PROJEÇÃO

14h às 16h - Oficina “Como ilustrar um livro infantil, da teoria à prática - Walther Moreira Santos (Fundarpe)

Festa Vitoria Regia
Festa Vitoria RegiaFoto: divulgacao

A Festa da Vitória Régia chega aos 40 anos. A partir de sexta-feira (9) até domingo (11), na Praça de Casa Forte, homenageando todas as pessoas que fizeram e fazem acontecer a Paróquia de Casa Forte, desde 1978. Vai ter desfile itinerante da bandinha de música, apresentações de grupos musicais com e para portadores de deficiência e, barraca de mães que enfrentam, com garra, o problema da microcefalia. 

São três dias de festejo, e pouco mais de mil trabalhadores voluntários vão se juntar a 150 profissionais de segurança para garantir tranquilidade e alegria aos moradores e amigos da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Casa Forte.

Vai ter Exposição Vitória Régia de fotografias, shows de música e dança no palco central. Atividades esportivas e a reinação de crianças, pintando a praça e brincando com o Palhaço Chocolate. 

A Festa da Vitória Régia tem objetivo de ajudar a manter em funcionamento as obras assistenciais e pastorais da Paróquia de Casa Forte, administrada pelo padre Deyvson Soares. A Casa da Criança Marcelo Asfora é o alvo principal. Ela atende há 25 anos, 120 crianças na faixa etária dos 7 aos 14 anos de idade, garantindo além do ensino fundamental, práticas esportivas, artísticas, alimentação e assistência médica de qualidade. 

Programação

Sexta-feira
Quatro colégios da zona norte do Recife abrem a agenda de shows
Os grupos Vates e Violas contarão com recurso de autodescrição para cegos e pessoas com limitação visual;
Sons do Silencio, formada por músicos surdos-mudos
Los Cubanos com seu som caribenho

Sábado
16h - Corrida
18h - Banda Coquetel Light
Folclore do Pastoril
Banda Toca do Cuco
Os Tártaros
Som de Vinil

Domingo
8h - Passeio Ciclístico pelo bairro
Depois, as crianças ocupam o espaço das ruas para pintura no chão
19h - Grupo Éfata faz o encerramento  

Além da Lenda no Dia do Brincar
Além da Lenda no Dia do BrincarFoto: divulgacao

As histórias de Comadre Fulozinha, Cuca e Curupira, personagens da série de animação Além da lenda, serão tema do primeiro Dia do Brincar, evento voltado para o resgate das brincadeiras tradicionais promovido pela casa de festas Vila Alecrim, em Boa Viagem.

A farra como antigamente será no domingo (11) e promete recuperar a memória da criançada com muita alegria e diversão. A programação, que começa às 15h, está repleta de atrações bem interessantes, como contação de histórias, cineminha e recreação.

Quem gosta da combinação filme e pipoca terá uma oportunidade única de assistir alguns episódios da série, numa sessão bem especial, com aquele verdadeiro clima de cinema. Joanah Flor, contadora de histórias, levará as crianças até o mundo das lendas, narrando experiências e casos dos personagens de Além da Lenda. A equipe da Ludicanto estará a postos para resgatar as principais brincadeiras do passado e fazer todo mundo se divertir como antigamente. O mascote da Comadre Fulozinha também vai participar da festa.

Durante o evento, também haverá sessão de autógrafos do livro Além da Lenda. Quem adquirir um exemplar vai ganhar uma dedicatória bem especial, feita pela ilustradora da obra, Jacquie Lima.

A primeira edição do Dia do Brincar, promovido pela Vila Alecrim, é inspirada na série de animação Além da lenda, produzida pela Viu Cine e exibida pela Rede Globo Nordeste durante os sábados de outubro. A animação pernambucana retrata com humor e aventura uma crise existencial dos principais personagens do folclore brasileiro. A Cuca já não assusta mais a criança que não dorme no horário determinado. Boto, antes um irresistível sedutor, amarga a incapacidade de conquistar as pessoas. Preocupados com a possibilidade do desaparecimento e com a falta de credibilidade diante das crianças, eles vão recorrer a um terapeuta – o personagem Sr. L. H.

O ambiente da festa é a Vila Alecrim, uma casa de eventos em Boa Viagem que abraça o universo das festas infantis. Esta é primeira edição do Dia do Brincar. A proposta é que este evento se estenda por todo ano, contemplando as datas comemorativas e edições temáticas especiais, como esta inspirada na série Além da Lenda.


DIA DO BRINCAR ALÉM DA LENDA
Domingo, 11 de novembro de 2018.
Vila Alecrim - Rua Faustino Porto, 537. Boa Viagem. Recife – PE.
Horário: 15h
Ingressos: R$ 60,00 –( 1 Adulto + 1 Criança com um livro do Além da lenda.)
R$ 40,00 – Criança extra
R$ 20,00 Adulto

Os ingressos estão sendo vendidos na Vila Alecrim, Loja Bitsy (no Shopping Recife), na bilheteriadigital.com e estande Ticket Folia (Shoppings Recife e Rio Mar).

ballet Fada Açucarada
ballet Fada AçucaradaFoto: divulgação

O grupo de dança do Aria Social volta ao Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu, para apresentação do ballet No reino da fada açucarada, nesta sábado, às 16 e 19h, e no domingo, às 18h.

O espetáculo reúne trechos do ballet de repertório narrando os momentos felizes da Fada Açucarada, personagem célebre do Quebra Nozes.

A companhia de dança do Ária vem ganhando projeção no cenário artístico brasileiro com turnês regionais e nacionais, e a conquista de prêmios como o de Melhor Espetáculo de 2014, para O nosso Villa – um musical de Villa Lobos, concedido pelo jornal Folha de São Paulo, e Melhor Figurino, Cenário e Bailarina, pela APACEPE de 2018, para a mesma montagem.

SERVIÇO:
No reino da Fada Açucarada
Teatro Luiz Mendonça (Dona Lindu, Av. Boa Viagem, s/n)
Sábado (dia 03) , às 16h e 19h e domingo (dia 04) às 18h
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (na bilheteria ou no Ária Social)
Telefones: 3355-9821 / 3355-9823 / 9822

Cia Crias da Casa
Cia Crias da CasaFoto: Marilene Pitta/ Divulgação

A CAIXA Cultural Recife vai receber o espetáculo musical infantojuvenil Três Marias, da Cia Teatral Crias da Casa, em curta temporada, com sessões nos dias 27 de outubro, 03 e 04 de novembro de 2018. No enredo, uma trupe mambembe se desdobra em vários personagens para contar histórias de amor e de aventura.

A peça lúdica e poética utiliza as linguagens da farsa e do musical para retratar a saga de Antonio Maria, Zé Maria e Maria Aparecida ao contar o principal enredo: um grande amor entre um anjo da guarda, Gabriel, e sua tutelada, a jovem Janaina. Premiada com os troféus de melhor espetáculo e figurino, o espetáculo foi recordista de indicações ao Prêmio Zilka Sallaberry em 2013, concorrendo em nove das 10 categorias.

A trilha sonora de Três Marias possui 13 músicas originais, compostas especialmente para o espetáculo por Denise Peixoto e Aline Peixoto, respectivamente mãe e filha, que também assinam a direção musical. O texto é de Gabriel Naegele, responsável ainda pela direção geral, ao lado de Maria Vidal. No elenco estão Aline Peixoto, Jordi Marchon, Denise Peixoto, Gabriel Naegele e Leo Thurler.

O cenário, idealizado também por Gabriel Naegele, não usa coxias para as trocas de adereços e de personagens: tudo acontece diante do público. Há em cena malas e caixas de diversos tamanhos, utilizadas pelos ‘menestréis’, e um baú gigante de madeira que se abre apresentando um pequeno palco, de onde saem dois atores, seus instrumentos musicais e outros adereços. O figurino de Leo Thurler é multicolorido e criado a partir de retalhos, pequenas peças de brinquedos, variadas sucatas customizadas, centenas de botões e elementos de diversas origens com seus usos modificados, numa profusão de texturas e cores. A iluminação é de Ricardo Lyra Jr.

Idealizado e realizado pela Cia. Teatral Crias da Casa, grupo carioca com 10 anos de atuação, Três Marias foi apresentado em mais de 25 cidades no país, já tendo passado por Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Bahia, Amazonas, Santa Catarina e Paraná.

Oficina Crias da Casa
Os integrantes da Cia Crias da Casa vão oferecer uma oficina para atores ou pessoas interessadas em Artes Cênicas. O objetivo é a construção de um ambiente de troca de experiências sobre o fazer teatral, que vai se estabelecer a partir do processo de criação deTrês Marias. Serão cinco eixos temáticos: “O espetáculo e seus constituintes”, “Estética teatral”, “O corpo na cena”, “A busca da verdade cênica” e “A musicalidade do ator”.

A oficina será realizada no dia 1º de novembro, das 13h30 às 18h30, na CAIXA Cultural Recife. Há 25 vagas disponíveis, mas para participar é preciso ter pelo menos 14 anos. As inscrições podem ser feitas através do e-mail gentearteirape@gmail.com.

Incentivo à cultura:
A CAIXA investiu mais de R$ 385 milhões em cultura nos últimos cinco anos. Em 2018, nas unidades da CAIXA Cultural em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, está prevista a realização de 244 projetos de Artes Visuais, Cinema, Dança, Música, Teatro e Vivências.

A CAIXA Cultural Recife oferece, desde 2012, uma programação diversificada, com opções gratuitas ou a preços populares, estimulando a inclusão e a cidadania. O espaço, situado em um prédio histórico na Praça do Marco Zero, conta com duas galerias, teatro, sala multimídia, salas de oficinas e tem 40 projetos previstos na programação de 2018.

Serviço:
Três Marias, com a Cia Crias da Casa
Local: CAIXA Cultural Recife – Av. Alfredo Lisboa, 505, Praça do Marco Zero, Bairro do Recife
Data: 27 de outubro, 3 e 4 de novembro de 2018
Horários: sábados (27/10 e 03/11), às 16h e às 19h; domingo (04/11), às 11h e às 16h
Duração: 55 minutos
Informações: (81) 3425-1915
Ingressos: R$ 16,00 (inteira) e R$ 8,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.
Bilheteria: Aberta às 9h do dia 26/10 para sessões do dia 27/10; e às 9h do dia 02/11 para sessões de 03 e 04/11
Classificação: Livre
Capacidade: 80 lugares
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: CAIXA

Casa cor PE
Casa cor PEFoto: Divulgacao

A Casa Cor PE vai contar com uma programação para pais e filhos neste domingo (21/10), as 15h30, na Arena Arbor.
A nutróloga Manuela Wanderley e a nutricionista Amanda Guimarães vão fazer uma roda de conversa sobre: Como envolver a criança em uma dinâmica alimentar atraente e saudável. Vai ter brincadeiras sensoriais com a Casa das Asas e oficina de plantio de mudas para crianças com Dona Jardineira e degustações de lanchinho da Mini Menu.

Um novo abraço
Um novo abraçoFoto: divulgacao

A relação entre crianças e seus brinquedos pela ótica dos bonecos já foi abordada em contos clássicos, como o Soldadinho de Chumbo e O Quebra-Nozes. Um novo abraço (Cepe Editora), de Henrique Vale com ilustrações de Luísa Vasconcelos, conta a história de Dadinho e Trancinha, bonecos de pano que há anos pertencem ao mesmo dono, mas que durante uma mudança são deixados de lado. O lançamento acontecerá com a presença do autor, dia 21 de outubro, na programação do Domingo dos Pequenos no Museu, às 10h, no Museu do Homem do Nordeste.


“Os bonecos percebem que estão ‘acabados’, mas não se dão por derrotados, nem se deixam levar pela opinião dos brinquedos modernos e iniciam sua busca pela utilidade”, conta o autor. Ao longo da jornada, descobrem que a vida em liberdade é mais difícil do que imaginavam.


Um novo abraço é o quarto livro infantil de Henrique Vale e o segundo lançado pela Cepe (em 2016 o autor publicou Úrsula e o urso polar). Suas histórias sempre misturam o mundo real com o fantástico, exercitando a imaginação dos pequenos leitores. “Acredito que a fantasia é essencial para a literatura infantil; é um elemento de criação literária que tem como finalidade facilitar a comunicação com as crianças, gerar encantamento e é ideal para despertar o interesse pelos livros.” O autor recomenda a leitura da obra de 36 páginas para crianças a partir dos oito anos de idade.


Os protagonistas foram inspirados em uma lembrança da infância de Henrique. Dois bonecos que pertenciam à casa da sua avó e ficavam pendurados na parede, assim como na narrativa. A ilustradora e estudante de design gráfico Luísa Vasconcelos usou o efeito de aquarela para os desenhos do livro. “Busquei destacar nas ilustrações o mais forte em cada acontecimento, seja uma ação ou uma emoção”, revela a artista, que também ilustrou o infantojuvenil Os filhos do deserto combatem na solidão (Cepe Editora). O resultado é envolvente e tão vivaz quanto delicado.


Desde a frustração por serem deixados de lado até a bravura de enfrentar a rua, diversos sentimentos conduzem a história dos bonecos e trazem reflexões sobre amizade, desigualdade, partilha, solidariedade e busca de aceitação. “A aparência não determina quem você é, mas as atitudes” é o discurso defendido pelo escritor ao longo da história, arrematada com o encontro da dupla com um menino em situação de rua que nunca pôde ter brinquedos e se encanta com Dadinho e Trancinha.


SERVIÇO


Lançamento do livro Um novo abraço (Cepe Editora)

Quando: 21 de outubro, às 10h

Onde: Museu do Homem do Nordeste (Av. Dezessete de Agosto, 2187, Casa Forte)

Preço: R$ 25 (livro impresso), R$ 7 (Ebook)

comece o dia bem informado: