Foram encontrados 4 resultados para "Novembro 2018":

Maria Chaves, da Proa Cultural, Ricardo Leitão, da Cepe, e Margarida Cantarelli, da APL, em coletiva à imprensa
Maria Chaves, da Proa Cultural, Ricardo Leitão, da Cepe, e Margarida Cantarelli, da APL, em coletiva à imprensaFoto: Arthur Mota / Folha de Pernambuco


O segmento infantojuvenil foi o único que não entrou na estatística da retração de 21% que o mercado editorial nacional sofreu ano passado. Por si só, essa já seria uma forte justificativa para uma feira voltada exclusivamente para o público infantil.

De 22 a 25 de novembro será realizada a I Feira da Literatura Infantil (Flitin), na Academia Pernambucana de Letras (APL).

O evento, realizado pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) em parceria com APL e a Proa Cultural, será gratuito e voltado ao público de 3 a 12 anos.

Na programação, além de lançamentos literários, oficinas, animações e mediação de leituras, haverá espaço para outras manifestações culturais como música e teatro. Serão cinco polos que ocuparão os oito mil metros quadrados com eventos simultâneos, além da feira permanente de livros com editoras e livrarias de todo País. A expectativa de público é de 30 mil pessoas. Haverá ônibus gratuitos para escolas de ensino fundamental.

Em coletiva de imprensa ocorrida nesta quarta-feira, foi anunciado o tema da feira: “Era uma vez…Minha História”. Trata-se de uma referência a como se iniciam muitas histórias infantis, e ainda insere a criança como protagonista, tanto do evento como da própria vida que está sendo escrita.

Na ocasião, o presidente da Cepe, Ricardo Leitão, falou do investimento da editora pública estadual no segmento infantojuvenil. “A Cepe é a editora que mais edita livros infantis em Pernambuco e no Nordeste. Além disso, temos um prêmio literário voltado apenas para esse público, o Prêmio Cepe Nacional de Literatura Infantojuvenil”, declara Leitão. O presidente ainda destacou como objetivo da feira discutir o conteúdo da literatura infantil na educação dos pequenos. O catálogo da editora pública voltado a esse segmento chega a 53 títulos, muitos deles premiados.

Já Maria Chaves, da Proa Cultural, mencionou o potencial transformador que a leitura tem sobre as crianças, “gerando cidadãos críticos”, pontua a produtora.

A presidente da APL, Margarida Cantarelli, falou da importância de aproximar o público infantil da academia. “É uma oportunidade de contato com a leitura, o que é papel da academia. No nosso museu teremos apresentação adequada ao público infantil”, declarou Margarida.

Também parceira da feira, a Fundarpe, representada pelo coordenador de Literatura José Jaime, entrará com duas ações. Uma delas chama-se “Livros Livres”, que se propõe a ‘libertar livros’ desde 2011, uma vez por mês, em todos os cantos do Estado. “Deixaremos livros em lugares da feira para que as pessoas peguem, leiam e depois devolvam”, explica Jaime. Já o “Escambo de Livros” leva um estande e propõe a troca de livros em bom estado que não sejam nem didáticos, nem religiosos.  

I Feira da Literatura Infantil – Flitin
Tema: Era Uma Vez...Minha História

Quando: 22 a 25 de novembro

Horário: 9h30 às 20h (quinta e sexta-feiras) e das 9h30 às 17h (sábado e domingo)

Local: Academia Pernambucana de Letras (APL)

Endereço: Avenida Rui Barbosa, 1.596, Graças

Entrada franca

PROGRAMAÇÃO

QUINTA-FEIRA (22/11) - ANCESTRALIDADE

9h30 às 20h – Feira de Livros

POLO LETRAS MIÚDAS

9h às 11h – Oficina Galeria Reciclada (oficina de pintura e montagem de peças feitas com papel reciclado)

14h às 15h - Oficina Galeria Reciclada

SALA DE PROJEÇÃO

10h às 10h30 - Sessão de filme de animação

15h às 15h30 - Sessão de filme de animação

AUDITÓRIO

11h - Cerimônia de abertura da Flitin 2018 - Apresentação do grupo Meninos do Batuque (Garanhuns)

16h - Apresentação teatral “O Pequeno Príncipe Preto” (Pé de Vento Produções -RJ)

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

14h30 às 15h30 - Mediação de Leitura - “Histórias do meu povo”, com Roma Júlia (Contação de histórias com livros de temática afro-brasileira e africana com o objetivo de valorizar autores e personagens negras)

SEXTA-FEIRA (23/11) - SONHOS E IDEIAS TRANSFORMADORAS

9h30 às 20h – Feira de Livros

POLO LETRAS MIÚDAS

9h30 às 10h30 – Oficina Galeria Reciclada (oficina de pintura e montagem de peças feitas com papel reciclado)

14h às 15h - Oficina Galeria Reciclada

16h às 17h - Oficina de Palhaçaria - “Ao amanhecer, brincar”, com Marcelo Oliveira

SALA DE PROJEÇÃO

10h às 10h30 - Sessão de filme de animação

15h às 15h30 - Sessão de filme de animação

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

10h às 11h - Mediação de leitura - Livro Um Novo Abraço (Cepe Editora), com grupo Tapete Voador

14h30 às 15h30 - Bate-papo com Cleyton Cabral (O Menino da Gaiola - Funcultura)

SÁBADO (24/11) - HERANÇAS E TRADIÇÕES

9h30 às 20h – Feira de Livros

SALA DE PROJEÇÃO

10h às 10h30 - Sessão de filme de animação

15h às 15h30 - Sessão de filme de animação

AUDITÓRIO

10h às 12h - Seminário Flitin: “A produção literária para a infância no Brasil” - participação de Sueli Cagneti (autora e crítica literária), Wellington de Melo (editor da Cepe) e Renata Penzani (Lançamento do livro A coisa brutamontes - Cepe Editora)

14h às 16h - Seminário Flitin: “A leitura como ferramenta de transformação social”

POLO LETRAS MIÚDAS

11h - Apresentação teatral - “As aventuras de Mané Gostoso” (Cia. Meias Palavras - PE)

17h - Apresentação teatral - “Histórias da Caixola (Coletivo Tear - PE)

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

14h às 15h - Mediação de leitura - Livro Pequeninas histórias de gente pequenina (Cepe Editora), de Xico Bezerra-PE

15h às 16h - Mediação de leitura - Livro Dianimal (Cepe Editora), de Alexandre Revoredo

16h às 17h - Lançamento do livro Pedrinho e a chuteira da sorte (Cepe Editora), de Marcelo Cavalcante

DOMINGO (25/11) - DESPRINCESAMENTO

9h30 às 17h – Feira de Livros

POLO LETRAS MIÚDAS

9h30 às 11h - Oficina de Musicalização com Cacau da Mini Rock!

POLO OUTRAS PALAVRINHAS

10h às 11h - Bate-papo com a autora Débora Seabra sobre o livro Débora conta histórias (Alfaguara)

11h às 12h - Mediação de leitura - Lançamento do livro Uma Festa na Floresta (Cepe Editora), com presença da autora, Lêda Selaro, e grupo Tapete Voador

14h às 16h - Oficina de Desprincesamento com a jornalista Cláudia Bettini (Rádio Matraquinha/ Corujices)

SALA DE PROJEÇÃO

14h às 16h - Oficina “Como ilustrar um livro infantil, da teoria à prática - Walther Moreira Santos (Fundarpe)

Festa Vitoria Regia
Festa Vitoria RegiaFoto: divulgacao

A Festa da Vitória Régia chega aos 40 anos. A partir de sexta-feira (9) até domingo (11), na Praça de Casa Forte, homenageando todas as pessoas que fizeram e fazem acontecer a Paróquia de Casa Forte, desde 1978. Vai ter desfile itinerante da bandinha de música, apresentações de grupos musicais com e para portadores de deficiência e, barraca de mães que enfrentam, com garra, o problema da microcefalia. 

São três dias de festejo, e pouco mais de mil trabalhadores voluntários vão se juntar a 150 profissionais de segurança para garantir tranquilidade e alegria aos moradores e amigos da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Casa Forte.

Vai ter Exposição Vitória Régia de fotografias, shows de música e dança no palco central. Atividades esportivas e a reinação de crianças, pintando a praça e brincando com o Palhaço Chocolate. 

A Festa da Vitória Régia tem objetivo de ajudar a manter em funcionamento as obras assistenciais e pastorais da Paróquia de Casa Forte, administrada pelo padre Deyvson Soares. A Casa da Criança Marcelo Asfora é o alvo principal. Ela atende há 25 anos, 120 crianças na faixa etária dos 7 aos 14 anos de idade, garantindo além do ensino fundamental, práticas esportivas, artísticas, alimentação e assistência médica de qualidade. 

Programação

Sexta-feira
Quatro colégios da zona norte do Recife abrem a agenda de shows
Os grupos Vates e Violas contarão com recurso de autodescrição para cegos e pessoas com limitação visual;
Sons do Silencio, formada por músicos surdos-mudos
Los Cubanos com seu som caribenho

Sábado
16h - Corrida
18h - Banda Coquetel Light
Folclore do Pastoril
Banda Toca do Cuco
Os Tártaros
Som de Vinil

Domingo
8h - Passeio Ciclístico pelo bairro
Depois, as crianças ocupam o espaço das ruas para pintura no chão
19h - Grupo Éfata faz o encerramento  

Além da Lenda no Dia do Brincar
Além da Lenda no Dia do BrincarFoto: divulgacao

As histórias de Comadre Fulozinha, Cuca e Curupira, personagens da série de animação Além da lenda, serão tema do primeiro Dia do Brincar, evento voltado para o resgate das brincadeiras tradicionais promovido pela casa de festas Vila Alecrim, em Boa Viagem.

A farra como antigamente será no domingo (11) e promete recuperar a memória da criançada com muita alegria e diversão. A programação, que começa às 15h, está repleta de atrações bem interessantes, como contação de histórias, cineminha e recreação.

Quem gosta da combinação filme e pipoca terá uma oportunidade única de assistir alguns episódios da série, numa sessão bem especial, com aquele verdadeiro clima de cinema. Joanah Flor, contadora de histórias, levará as crianças até o mundo das lendas, narrando experiências e casos dos personagens de Além da Lenda. A equipe da Ludicanto estará a postos para resgatar as principais brincadeiras do passado e fazer todo mundo se divertir como antigamente. O mascote da Comadre Fulozinha também vai participar da festa.

Durante o evento, também haverá sessão de autógrafos do livro Além da Lenda. Quem adquirir um exemplar vai ganhar uma dedicatória bem especial, feita pela ilustradora da obra, Jacquie Lima.

A primeira edição do Dia do Brincar, promovido pela Vila Alecrim, é inspirada na série de animação Além da lenda, produzida pela Viu Cine e exibida pela Rede Globo Nordeste durante os sábados de outubro. A animação pernambucana retrata com humor e aventura uma crise existencial dos principais personagens do folclore brasileiro. A Cuca já não assusta mais a criança que não dorme no horário determinado. Boto, antes um irresistível sedutor, amarga a incapacidade de conquistar as pessoas. Preocupados com a possibilidade do desaparecimento e com a falta de credibilidade diante das crianças, eles vão recorrer a um terapeuta – o personagem Sr. L. H.

O ambiente da festa é a Vila Alecrim, uma casa de eventos em Boa Viagem que abraça o universo das festas infantis. Esta é primeira edição do Dia do Brincar. A proposta é que este evento se estenda por todo ano, contemplando as datas comemorativas e edições temáticas especiais, como esta inspirada na série Além da Lenda.


DIA DO BRINCAR ALÉM DA LENDA
Domingo, 11 de novembro de 2018.
Vila Alecrim - Rua Faustino Porto, 537. Boa Viagem. Recife – PE.
Horário: 15h
Ingressos: R$ 60,00 –( 1 Adulto + 1 Criança com um livro do Além da lenda.)
R$ 40,00 – Criança extra
R$ 20,00 Adulto

Os ingressos estão sendo vendidos na Vila Alecrim, Loja Bitsy (no Shopping Recife), na bilheteriadigital.com e estande Ticket Folia (Shoppings Recife e Rio Mar).

ballet Fada Açucarada
ballet Fada AçucaradaFoto: divulgação

O grupo de dança do Aria Social volta ao Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu, para apresentação do ballet No reino da fada açucarada, nesta sábado, às 16 e 19h, e no domingo, às 18h.

O espetáculo reúne trechos do ballet de repertório narrando os momentos felizes da Fada Açucarada, personagem célebre do Quebra Nozes.

A companhia de dança do Ária vem ganhando projeção no cenário artístico brasileiro com turnês regionais e nacionais, e a conquista de prêmios como o de Melhor Espetáculo de 2014, para O nosso Villa – um musical de Villa Lobos, concedido pelo jornal Folha de São Paulo, e Melhor Figurino, Cenário e Bailarina, pela APACEPE de 2018, para a mesma montagem.

SERVIÇO:
No reino da Fada Açucarada
Teatro Luiz Mendonça (Dona Lindu, Av. Boa Viagem, s/n)
Sábado (dia 03) , às 16h e 19h e domingo (dia 04) às 18h
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (na bilheteria ou no Ária Social)
Telefones: 3355-9821 / 3355-9823 / 9822

comece o dia bem informado: