Cena do filme 'Guaxuma', de Nara Normande
Cena do filme 'Guaxuma', de Nara NormandeFoto: Divulgação

Diferentemente de outros anos, o começo da nona edição do Animage - Festival Internacional de Animação de Pernambuco, evento que vai desta sexta-feira (12) até 21 de outubro, será descentralizado: as exibições ocorrem na Caixa Cultural Recife (16h) e em locais abertos (Praça da Várzea, Parque Santos Dumont e Parque da Macaxeira, a partir das 17h30).

Apenas na próxima terça-feira (16) que o Animage chega a suas telas tradicionais, no Cinema São Luiz e Cinema da Fundação Joaquim Nabuco. A programação completa do festival está no final deste texto. 

A abertura no São Luiz terá uma interessante sessão dupla, com o curta-metragem pernambucano "Guaxuma", de Nara Normande, seguido pelo longa "A Cidade dos Piratas", de Otto Guerra. "Guaxuma" é um dos filmes mais premiados da safra pernambucana recente, com 10 vitórias neste ano - incluindo, entre outros, o Festival de Gramado, de Brasília e o Hamptons International Film Festival, em Nova Iorque - vitória que qualifica o filme a ser visto por membros da Academia e disputar uma vaga ao Oscar do ano que vem.

"Não esperava uma recepção tão boa. O filme está fazendo uma carreira muito boa", diz Nara. "A gente passou no Festival de Toronto, teve prêmio nos Estados Unidos, e isso já vai impulsionando a carreira do filme. Não esperava isso. É um filme pessoal, mas toca em temas muito universais. Acho que as pessoas se identificam: falo sobre perdas, infância, passagem para a vida adulta, e alguns dramas que várias pessoas passam. É um filme muito sincero. Acho que comove as pessoas com a honestidade", sugere a diretora.

Leia também:
Festival Animage 2018 apresenta curtas e longas premiados
Animage 2018 divulga programação com 92 curtas-metragens
Crítica: 'Nasce uma estrela' traz Lady Gaga como cantora em ascensão


O curta é baseado nas memórias da cineasta, recorrendo a diferentes técnicas de animação - usando, inclusive, areia como matéria-prima. "Tinha vontade de falar sobre esse lugar que eu passei a infância, em Guaxuma, que é o nome da praia onde nasci. Saí cedo de lá e tinha esse sentimento de querer falar sobre esse lugar, um sentimento nostálgico sobre a infância, sobre as amizades que eu tive. Em 2011 escrevi a primeira versão do roteiro", detalha Nara.

"Como é um filme que fala de memórias e de sonhos, resolvi fazer o filme em areia, com diversas técnicas em areia. Exatamente para remeter ao lugar da infância, a praia, e também para brincar um pouco com a ideia de tempo, a metáfora do tempo que a areia traz. Então resolvi fazer um filme misturando várias técnicas. Porque a gente sempre sonha em diversos formatos, às vezes mais abstratos, às vezes mais claros. Queria dar a sensação de memória através da técnica", ressalta Nara, que trabalhou com uma equipe de 13 animadores.


Complexidade dos sentimentos

O uso da areia resulta em imagens que mesmo em silêncio repassam uma complexa relação de sentimentos. "Foi um desafio", diz Nara. "Fizemos na praia, diretamente na natureza, não fizemos em estúdio. Usei areia molhada, uma areia que gruda fácil mas se desfaz muito fácil. Então era difícil porque para cada frame que eu fazia tinha depois que remodelar tudo. Se eu mexia um pouquinho o boneco, tinha depois que destruir ele e refazer. Então é uma técnica que demora muito tempo", explica Nara, que demorou três anos para fazer "Guaxuma".

O filme tem também a técnica de animação tradicional, mas feita com areia. "Era um desenho em uma mesa de vidro, e essa técnica também era muito demorada, porque se você errasse não podia voltar atrás, tinha que mexer cada grãozinho", detalha Nara, que assinou em 2011 a animação "Dia Estrelado". "São muitas possibilidades na animação. Para mim, só vale a pena trabalhar com animação se ela for artesanal, se ela for orgânica. Gosto também das metáforas que você consegue fazer com a animação e que acho que pode ser difícil fazer isso com atores", destaca.


Programação completa do festival Animage 2018 by Folha de Pernambuco on Scribd

veja também

comentários

comece o dia bem informado: