Suco de maracujá
Suco de maracujáFoto: Pixabay/Divulgação

A sabedoria popular é certeira quando atribui ao maracujá o posto de ansiolítico do bem. De maneira natural, e em doses certas, esse fruto produzido pela planta do gênero passiflora atua no organismo com o aporte de suas substâncias tranquilizantes. Um verdadeiro combo de nutrientes úteis para o tratamento de ansiedade, depressão, hiperatividade e até problemas de sono e agitação. Parece pouco?

Segundo a nutricionista Daniela Lima, a presença de fitoquímicos como carotenoides e polifenois também ajudam no tratamento de câncer. “Em estudos, ainda foi visto que o extrato da flor do maracujá controla a pressão, bem como a semente reduz o número de lipídios total e de colesterol”, adianta. Motivo para o consumidor aproveitar todas as partes deste alimento, como cascas, folhas e sementes destinadas a várias finalidades na cozinha.

Cada fruto tem em média 28 ou 97 calorias se for considerada cada 100g de polpa fresca. Em comparação com outras frutas com as mesmas propriedades nutricionais, como a manga e a uva, essa é a que tem menor quantidade de calorias. “Basta saber comprar, escolhendo frutas grandes, pesadas e firmes. Se ficar com a verde, deixe em temperatura ambiente até amadurecer, ela muda para amarelo, vermelho ou roxo, conforme o tipo”, completa Lima. O consumo também deve obedecer algumas regras. “O correto é utilizar a polpa, mas como muita gente não tolera o sabor azedo é possível, sim, fazer o suco, lembrando que no processamento você vai perder uma quantidade de nutriente e fibras”, alerta a nutricionista Juliana Neves.

O aproveitamento diário deve ser em média de 100g da fruta in natura, o que corresponde a um maracujá médio. Só assim haverá melhor aproveitamento de nutrientes importantes como vitamina C, vitaminas do complexo B2, B3, B6, vitamina A, e os minerais: ferro, cálcio, fósforo, magnésio, zinco, cobre, potássio e fibras. “Graças à sua riqueza em vitamina C, é considerada um potente antioxidante que combate radicais livres, fortalece o sistema imunológico, auxilia no combate às infecções e aumenta a absorção de minerais quando consumido perto das grandes refeições”, sugere a nutricionista clínica e funcional, Cleonice Pereira, do aplicativo GetNinjas .

Leia também:
Nutrição na Síndrome de Down
Queijo é saúde para a terceira idade
Mais saúde na festa de criança

A lista do bem ainda alcança pessoas atentas ao controle do peso. Segundo especialistas, a fruta possui baixo índice glicêmico. “Além disso, a pectina presente na casca é uma fibra solúvel que atua na redução da absorção de glicose sanguínea, o que auxilia na perda de peso”, reforça Pereira. A mesma pectina também auxilia no tratamento de diabetes e na regulação dos níveis de colesterol.

Dica na cozinha
Pela nutricionista Daniela Lima

Além do uso como suco, sorvete e coquetéis, é possível comer a polpa com a colher. Ela pode virar geléia e ser consumida sobre sorvete e outras frutas

Também vale colocar o maracujá nas saladas de folhas e frutas

Uma colher de sopa do suco sobre carne de frango, peixe ou porco pode dar um sabor exótico e sutil à proteína

veja também

comentários

comece o dia bem informado: