Uma Série de Coisas

Fernando Martins

ver colunas anteriores
Julia Tolezano possui quase dois milhões de inscritos em seu canal "Jout Jout Prazer"
Julia Tolezano possui quase dois milhões de inscritos em seu canal "Jout Jout Prazer"Foto: Divulgação

O Uma Série de Coisas dará uma pausa nas séries fictícias para convidar a uma reflexão sobre um tema específico. O assunto desta sexta-feira (24) assemelha-se a uma história escrita por Shonda Rhimes – criadora de séries como “Grey’s Anatomy” e “Scandal” – com várias reviravoltas e lutas pelo poder: a política brasileira. Mas vamos combinar que a nossa participação diante desta questão não se resumirá a ligar a televisão, assistir aos debates e dormir, certo?

Com as eleições de 2018 chegando e o atual cenário político muitas pessoas -principalmente nas redes sociais- verbalizam que preferem "não dar atenção à corrupção". Mas não haverá mudança ao menos que as pessoas dialoguem sobre os interesses sociais do País e que isso reflita nas urnas no dia 7 de outubro.

Pensando nisso, a coluna Uma Série de Coisas indica nesta sexta-feira (24) uma websérie que discute o tema de uma forma simples, que qualquer pessoa pode entender, e conversou com a youtuber Julia Tolezano, a Jout Jout, sobre Era uma vez um voto”, que tem episódios publicados toda segunda-feira, às 10h, em seu canal no YouTube.

Neles, a menina do “não tire o batom vermelho” mostra que, sim, temos a obrigação de discutir e nos interessar pela política. Jout Jout, inclusive, estará no Recife nesta sexta-feira (24), às 14h30, no Teatro RioMar, para falar sobre empreendedorismo.

Leia também:
Influenciadores Digitais dão dicas de séries para assistir no fim de semana
As mães da televisão e a ruptura de estereótipos

Os roteiros são escritos em parceria com a amiga Lígia Stocche. A ideia de levar a importância da reflexão política para o “Jout Jout Prazer” surgiu da conversa entre Julia e Lígia. “Lígia fala sobre política de um jeito que qualquer pessoa consegue entender. Eu era essa pessoa que sempre dizia que não sabia nada de política e que não queria discutir política. Mas aí ela foi me mostrando que eu, na verdade, sabia coisa à beça e me explicou tanta coisa incrível que eu falei ‘gente, preciso levar isso para o canal’”, conta Jout Jout.

Veja o primeiro episódio da websérie:



A websérie tem direção de Caio Franco e produção de Liz Tibau. Como mostrado no episódio piloto, tudo ao nosso redor é ligado direta ou indiretamente por assuntos políticos.

“A ideia era influenciar positivamente as pessoas para que elas passassem a pensar mais sobre como podem atuar na política em diferentes esferas, tanto na micropolítica, como na macropolítica, onde lhe couber”, explica Jout Jout.  

Leia também: 
TSE já aprovou cinco registros de candidatura à Presidência
'The Tale', indicada ao Emmy, traduz a triste e comum realidade sobre o abuso sexual 

Um dos temas que ela destaca é Direitos Humanos. Uma pesquisa feita pelo Instituto Ipso  mostra que dois em cada três brasileiros acreditam que os direitos humanos só defendem os criminosos. “As pessoas têm medo e preconceito, aí gera esse resultado [da pesquisa] aí. (...) A televisão só conta o que acontece de ruim, ou seja, violência. Quando fala sobre alguma favela, não é sobre o que acontece de bonito lá dentro, de como as pessoas se ajudam dentro das suas comunidades, é sobre troca de tiros. Claro que essas coisas acontecem e são relevantes de serem divulgadas, mas a manchete que chega até nós por esse meio tem um controle direto na opinião pública”, defende.

Serão 10 episódios, sendo o último divulgado um dia antes das eleições. Que tal "maratonar" a websérie – que já possui três vídeos postados – e convidar pai, avó e vizinho e lembrar a eles que política se discute, sim. Mas de forma saudável e didática, chamando a atenção de outras pessoas sobre a importância do voto consciente

EPISÓDIO #02:
Nossa democracia tá toda cagada

EPISÓDIO #03: 
Como faz pra participar disso aí?

Jout Jout Prazer
A youtuber ganha cada vez mais espaço em seu canal ao dar opiniões que defendem causas sociais e tentam alertar sobre temas que merecem ser debatidos, como feminismo, patriarcado, poder político e exercício da democracia, por exemplo.

*Fernando começou a assistir a séries de TV e streaming em 2009 e nunca mais parou. Atualmente ele acompanha mais de 200 produções e já assistiu mais de 6 mil episódios. A série mais assistida - a favorita - é 'Grey's Anatomy', à qual ele reassiste com qualquer pessoa que esteja disposta a começar uma maratona. Facebook: Uma série de Coisas. Instagram: @umaseriedecoisas. Blog: Uma Série de Coisas.

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas

veja também

comentários

comece o dia bem informado: