Hospital Pelópidas Silveira
Hospital Pelópidas SilveiraFoto: Divulgação

O Hospital Pelópidas Silveira (HPS), no bairro do Curado, no Recife, abriu inscrições para processo seletivo de estágio. São 37 vagas para estudantes das áreas de medicina (14), enfermagem (12), fisioterapia (7), nutrição (2), jornalismo (1) e serviço social (1).

As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de dezembro. Para se inscrever, os interessados devem emitir ficha de inscrição no site da unidade de saúde e entregar, na Escolaridade do HPS, além do histórico escolar atualizado, oficializado pela instituição de Ensino Superior, e de duas fotos 3x4.

A seleção será realizada em duas etapas. A primeira, será o teste cognitivo, com prova objetiva, no dia 19 de janeiro de 2019. A segunda é composta por um teste de habilidades e competências no dia 2 de fevereiro. O resultado será divulgado no dia 8 de fevereiro.

O estágio tem duração de seis meses a um ano e as atividades dos novos estagiários têm início em março de 2019. Todos os aprovados receberão bolsa e auxílio transporte conforme a Lei de Estágio. Outras informações pelo telefone (81) 3183.0350.

concurso
concursoFoto: Arte: Folha de Pernambuco

Saiu o edital de duas seletivas bastante aguardadas pelos concurseiros. Uma delas é o da Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE), que abre inscrições na terça-feira (4) e segue até 3 de janeiro. Nesse período, os interessados devem entrar no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) e preencher o formulário disponível apenas na internet.

São 88 vagas distribuídas entre as áreas de analista administrativo de Procuradoria, analista judiciário de Procuradoria e assistente de Procuradoria, além da formação de cadastro de reserva. As regras do edital reforçam os pré-requisitos necessários para cada função. O candidato a analista judiciário deve ser graduado em Direito e estar inscrição na OAB.

Já o cargo de analista administrativo de Procuradoria é dividido nas especialidades de calculista (graduação em Ciências Contábeis, Economia, Administração, Engenharia, Matemática ou Estatística), engenharia (graduação em Engenharia Civil ou Arquitetura e registro no respectivo órgão fiscalizador), gestão pública (graduação em Ciências Contábeis, Economia, Administração, Direito ou Engenharia) e recursos humanos (graduação em Administração, Psicologia ou Pedagogia).

A taxa de inscrição custa R$ 120 e R$ 80, a depender da escolaridade. O vencimento para nível superior é de R$ 3.880,33 com jornada de 40 horas semanais. Para quem terminou o ensino médio ou técnico, a vaga de assistente de Procuradoria oferece remuneração de R$ 2.263,79 também para 40 horas semanais. Ambos farão prova objetiva no mês de abril, mas os candidatos de nível superior também farão prova discursiva.

Outros Estados
As inscrições para o concurso da Polícia Rodoviária Federal começam nesta segunda (3) e seguem até 18 de dezembro. São 500 vagas para o cargo de policial rodoviário federal, com salário de R$ 9.473,57. Os candidatos devem ter nível superior, Carteira Nacional de Habilitação e disponibilidade para 40 horas semanais.

As vagas estão distribuídas no Acre (17); Amapá (28); Amazonas (23); Bahia (17); Goiás (27); Maranhão (18); Mato Grosso (9); Mato Grosso do Sul (35); Minas Gerais (57); Pará (81); Piauí (22); Rio de Janeiro (10); Rio Grande do Sul (74); Rondônia (15); Roraima (23); São Paulo (19) e Tocantins (25). Os interessados devem entrar no site do Cespe e desembolsar a taxa de R$ 180.O certame será realizado com provas objetiva e discursiva marcadas para 3 de fevereiro. Além de exame de capacidade física, avaliação psicológica e de saúde, além da avaliação de títulos e investigação social.

Polícia Rodoviária Federal
Polícia Rodoviária FederalFoto: Arquivo/José Cruz/Agência Brasil

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) abriu edital para o concurso público destinado ao preenchimento de 500 vagas para o cargo de policial rodoviário federal, com salário de R$ 9.473,57. Do número total de vagas, cem serão disponibilizadas para candidatos negros e trinta e três para pessoas com deficiência.

As inscrições estarão abertas a partir da próxima segunda-feira (3) e seguem até o dia 18 de dezembro, e podem ser feitas no endereço eletrônico da organizadora do certame, Cespe: www.cespe.unb.nr/concursos/prf18. A taxa de inscrição é de R$ 180.

Os candidatos ao cargo devem ter nível superior e Carteira Nacional de Habilitação. O cumprimento da carga horária é de 40 horas semanais, e entre as funções exercidas estão a de fiscalização, patrulhamento e atendimento a vítimas de acidentes de trânsito.

As vagas estão distribuídas da seguinte maneira: Acre (17); Amapá (28); Amazonas (23); Bahia (17); Goiás (27); Maranhão (18); Mato Grosso (9); Mato Grosso do Sul (35); Minas Gerais (57); Pará (81); Piauí (22); Rio de Janeiro (10); Rio Grande do Sul (74); Rondônia (15); Roraima (23); São Paulo (19) e Tocantins (25).

Etapas
O certame será realizado em duas etapas, sendo a primeira uma prova objetiva e discursiva - – marcadas para 3 de fevereiro - de caráter eliminatório e classificatório. Exame de capacidade física, avaliação psicológica e de saúde, também integram as etapas do concurso, além da avaliação de títulos e investigação social. Na segunda etapa os candidatos serão submetidos a curso de formação profissional.

Na prova objetiva, constarão perguntas de língua portuguesa, raciocínio lógico-matemático, informática, noções de física, ética no serviço público, geopolítica brasileira, história da PRF, legislação de trânsito, noções de direito administrativo, noções de direito constitucional, noções de direito penal e de direito processual penal, legislação especial e direitos humanos e cidadania.

Veja o edital:




Além das 88 vagas, será formado cadastro de reserva para cargos na PGE
Além das 88 vagas, será formado cadastro de reserva para cargos na PGEFoto: Divulgação

Foi publicado nesta segunda-feira (26), pela Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE), o edital do concurso público para cargos na área administrativa do órgão. São oferecidas 88 vagas, distribuídas entre as áreas de analista judiciário de Procuradoria, analista administrativo de Procuradoria e assistente de Procuradoria, além da formação de cadastro de reserva.

As inscrições podem ser feitas a partir do próximo dia 4 de dezembro e seguem até 3 de janeiro, no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), à frente do certame.

Requisitos
Para o cargo de analista judiciário de Procuradoria, podem se inscrever candidatos graduados em Direito e com inscrição na OAB. Já o cargo de analista administrativo de Procuradoria é subdividido em quatro especialidades: calculista (graduação em Ciências Contábeis, Economia, Administração, Engenharia, Matemática ou Estatística), engenharia (graduação em Engenharia Civil ou Arquitetura e registro no respectivo órgão fiscalizador), gestão pública (graduação em Ciências Contábeis, Economia, Administração, Direito ou Engenharia) e recursos humanos (graduação em Administração, Psicologia ou Pedagogia). A remuneração dos cargos de nível superior é de R$ 3.880,33 com jornada de 40 horas semanais.

Para o cargo de assistente de Procuradoria, é necessária conclusão do ensino médio ou de curso técnico. A remuneração é de R$ 2.263,79 para jornada de 40 horas semanais.

Todos os candidatos farão provas objetivas e para os de nível superior, também haverá prova discursiva. A aplicação será nos dias 7 de abril (nível superior) e 14 de abril (nível médio), no Recife. O resultado final deve ser divulgado em maio. O concurso terá validade de dois anos, prorrogável por igual período.

Veja o edital completo:


Razão ou emoção
Razão ou emoçãoFoto: Arte: Folha de Pernambuco

Já se perguntou o que você faria numa situação ameaçadora no ambiente de trabalho? Ter um desentendimento com a equipe, receber um feedback negativo da diretoria ou falhar em uma atividade importante exigem equilíbrio emocional e racional para o desenrolar dessa história. Como ninguém está livre de passar por situações como essas, ainda mais num mundo tão imediatista e competitivo quanto o empresarial, a dica dos gestores de recursos humanos é exercer o autoconhecimento e analisar os pequenos erros assim que eles acontecem.

É que em momentos de provação, a tendência de muitas pessoas é ficar tomada pelas emoções e perder a condição de ter conversas corajosas que sejam produtivas. Ainda mais porque, do outro lado, é sempre esperado uma resposta competente e adequada a esse momento. Segundo Bettina Krutman, sócia da consultoria Competência no Desenvolvimento Humano, existem estratégias para não se deixar levar pela primeira coisa que vem na cabeça.

Leia também:
Conhecimento técnico pode não fazer mais a diferença


Uma das orientações é trabalhar a chamada comunicação não violenta. “Essa técnica é poderosa para lidar com conflitos. Ela trabalha com a comunicação empática, o que significa muito mais do que o nosso senso comum de se colocar no lugar do outro”, explica. “A empatia é extremamente difícil. Ela implica em reconhecer a cena que me dispara a emoção, entender que sentimento eu tenho, enxergando que atrás desse sentimento existe uma necessidade minha não satisfeita. Além disso, implica em ter a abertura para entender e validar a necessidade do outro”, diz ela que também ministra o workshop “conversas difíceis” e lida ainda com temas como neurociência das emoções e estratégias para autocontrole.

O lado positivo é que, diferente de tempos atrás, as empresas estão cada vez menos tratando o colaborador como uma máquina operacional. Motivo para as equipes de RH observarem com mais atenção às situações em que a impulsividade vem à tona. Em outra época o primeiro ato impensado já seria motivo para demissão.

Juliana Queiroga, diretora executiva da Grow Consulting, lembra que há alguns anos, o neurocientista português Antonio Damasio acompanhou e estudou um grupo de pessoas que tinham sofrido algum tipo de dano à área do cérebro onde as emoções são geradas. Ele descobriu que estas pessoas levavam uma vida inteiramente normal a não ser pelo fato de não conseguirem sentir emoções. Estes indivíduos também tinham outro fator em comum: eles não conseguiam tomar decisões. Mesmo conseguindo descrever logicamente o passo a passo das ações que tomavam, eles apresentavam dificuldade em tomar simples decisões como escolher o que comer numa refeição, por exemplo.

“A descoberta de Damasio reforça a ideia que a razão e a emoção andam de mãos dadas. Mesmo com uma série de explicações racionais e lógicas, nossas decisões são pautadas por nossas memórias, opiniões e experiências prévias. Nosso cérebro cria atalhos em forma de emoções para nos ajudar nos processos decisórios porque não temos tempo suficiente para refletir sobre todos os fatores”, diz Queiroga. Na prática, vale sempre parar alguns segundos que seja, antes de responder algo que possa machucar, denegrir e comprometer a si mesmo. E se algo foi dito mesmo assim, corrigir só depois de os ânimos acalmarem.

Especialista acredita que adiar a gestação por longo período complica as chances de a mulher engravidar naturalmente
Especialista acredita que adiar a gestação por longo período complica as chances de a mulher engravidar naturalmenteFoto: Arthur de Souza

O STF (Supremo Tribunal Federal) reconheceu, por 10 votos a 1, o direito de mulheres grávidas pedirem a remarcação do teste de aptidão física, que é uma das etapas de alguns concursos públicos, em razão da gestação -mesmo que a possibilidade não esteja prevista no edital.

Os ministros julgaram nesta quarta-feira (21) um recurso do estado do Paraná contra decisão da Justiça local que garantiu, em primeira e segunda instâncias, esse direito a uma candidata a uma vaga de policial militar que estava grávida no momento da realização do teste de aptidão física.

A decisão da Justiça do Paraná, da qual o governo recorreu ao STF em 2017, entendeu que "negar a realização de novo teste físico [...] implica em ofensa ao princípio da isonomia, porquanto a condição peculiar da gestante demanda um tratamento distinto e desigual".

A Justiça paranaense determinou a reserva da vaga para que o exame físico fosse feito em algum momento posterior à gravidez.

O estado do Paraná argumentou, ao recorrer, que esse entendimento "contraria frontalmente o princípio da isonomia [...], considerando-se que aos demais candidatos era vedada a realização do teste de aptidão física em data diversa daquela fixada pela comissão organizadora".

O resultado do julgamento no Supremo deverá ser aplicado a todos os processos semelhantes que tramitam nas instâncias inferiores da Justiça (a chamada repercussão geral). Segundo o site do STF, havia 16 processos sobre esse tema suspensos aguardando uma definição da corte.

O relator do recurso, ministro Luiz Fux, afirmou que "a gestante goza de proteção constitucional reforçada". Fux negou o recurso do estado do Paraná. Ele foi acompanhado pelos ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Dias Toffoli (presidente).

Cármen Lúcia fez um paralelo para evidenciar as desigualdades históricas entre homens e mulheres. Segundo ela, até a década de 1980, mulheres não eram aprovadas em concursos para serem juízas se fossem mães solteiras, o que lhes era questionado nos testes psicotécnicos. "Nunca foi perguntado a um homem se era pai solteiro", disse.

"A mulher já é tão discriminada e enfrenta tantas dificuldades no mercado de trabalho em comparação com os homens que esta fase especial da gravidez demanda cuidados que levam que se assegure uma remarcação do teste de aptidão física", afirmou a ministra Rosa Weber.

O único a divergir foi o ministro Marco Aurélio. Para ele, não cabe a remarcação de provas de concursos públicos em razão de circunstâncias pessoais, como é uma gravidez. "É um projeto ousado inscrever-se para concurso público para Polícia Militar e engravidar", disse, referindo-se ao caso da candidata paranaense.

USF Petrônio Portela I & II, inaugurada na manhã desta quarta-feira (21), é uma das unidades que recebem profissionais da Seleção Simplificada
USF Petrônio Portela I & II, inaugurada na manhã desta quarta-feira (21), é uma das unidades que recebem profissionais da Seleção SimplificadaFoto: Chico Bezerra / PJG

O município de Jaboatão dos Guararapes anunciou que começou a convocação de profissionais de saúde, por meio de Seleção Simplificada, para atuar em vários postos e na Unidade de Saúde da Família (USF) Petrônio Portela I & II, inaugurada nesta quarta-feira (21), no bairro de Cajueiro Seco. Ao todo, serão selecionados 79 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e dentistas.

Leia também:
[Podcast] Priscila Krause exige diálogo entre governador e eleitores
Pacote do Governo é aprovado nas comissões da Alepe na ausência da oposição
Sem Bolsonaro, governadores do NE se reúnem com Eunício

A seleção também suprirá as vagas em aberto no programa Mais Médicos. Segundo a Prefeitura de Jaboatão, 14 cubanos atuavam nas comunidades até a última segunda (19). O município é o primeiro em Pernambuco a convocar substitutos para os médicos cubanos.

Prefeitura do Cabo
A Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, também abriu seleção para suprir as vagas deixadas do Programas Mais Médicos. Os novos profissionais atuarão nas Unidades de Saúde da Família (USF), localizadas em Garapu, Malaquias, Enseada dos Corais, Alto dos Índios e Novo Horizonte.

IFPE Cabo de Santo Agostinho
IFPE Cabo de Santo AgostinhoFoto: Reprodução/IFPE

Interessados em cursar Gestão Estratégica em Logística podem se inscrever no processo seletivo que será realizado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE), que lançou edital para o curso gratuito de especialização, no Campus Cabo de Santo Agostinho.

As inscrições podem ser feitas presencialmente, até o dia 29 de novembro, no próprio Campus. São oferecidas 30 vagas e a seleção será feita a partir da análise curricular. No ato de inscrição os candidatos devem apresentar a documentação listada no edital, no horário de atendimento das 8h às 11h e das 13h às 16h.

O curso tem duração de 15 meses e carga-horária total de 400 horas/aulas, que incluem o cumprimento de componentes curriculares obrigatórios e a elaboração de um trabalho de Conclusão de Curso (TCC). As aulas serão presenciais e ocorrerão às sextas-feiras (14h às 18h) e aos sábados (8h às 12h).

Resultado
O resultado preliminar do processo seletivo será divulgado no próximo dia 3 de dezembro. A aula inaugural está programada para o dia 14 do mesmo mês. O IFPE (Campus Cabo de Santo Agostinho) funciona no prédio da Faculdade de Ciências Humanas do Cabo de Santo Agostinho (Fachuca), localizada na Rua Sebastião Joventino, s/nº, Destilaria Central, Cabo de Santo Agostinho.

Veja o edital:


Celular
CelularFoto: Divulgação/Agência Brasil

O Instituto NET Claro Embratel anunciou o lançamento da 7ª edição do Campus Mobile, programa que identifica jovens talentos universitários que atuam na geração de conteúdos e novos serviços para a telefonia móvel. As inscrições podem ser individuais ou em equipe com até três membros e estão abertas até quinta-feira (22), podendo ser realizadas no site www.institutonetclaroembratel.org.br/campus-mobile/, onde serão escolhidos 65 projetos.

Podem concorrer universitários que estejam matriculados em curso de graduação de qualquer instituição de ensino superior do Brasil e estudantes recém-formados nos anos de 2017 e 2018. Na edição deste ano, o Campus Mobile conta com categorias que vão impactar diretamente na rotina da população. A lista inclui educação, diversidade, smart cities e smart farm. As duas últimas devem buscar soluções para o desenvolvimento da vida urbana e da vida rural.

Segundo o gerente de responsabilidade social do Instituto, Flávio Rodrigues, a sétima edição do programa vai facilitar a criação de startups. O programa é dividido em cinco etapas: inscrição, seleção e divulgação das ideias e soluções, desenvolvimento dos projetos, finalização de protótipos e uma viagem de imersão no Vale do Silício, em São Francisco (EUA).

Segundo Rodrigues, além da viagem, os estudantes concorrem ao aporte financeiro que vai de R$ 1,8 mil a R$ 6 mil, por projeto. “Este ano estamos só com estudantes do ensino superior, de qualquer área de conhecimento, desde que esteja formado recentemente ou que esteja cursando ensino superior”, disse.

Funase Timbaúba
Funase TimbaúbaFoto: Reprodução/Internet

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) publicou, na edição desta quinta-feira (15) do Diário Oficial do Estado (DOE), o edital de uma seleção pública simplificada com doze vagas para agentes socioeducativos. Os profissionais atuarão no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Timbaúba, situado na Mata Norte de Pernambuco. Ainda haverá 120 vagas para cadastro de reserva. As inscrições começam no próximo dia 26 de novembro e seguirão até 30 de dezembro de 2018. A previsão é de que a divulgação do resultado aconteça em 5 de fevereiro de 2019. 

Para participar, o candidato deverá pagar uma taxa de R$ 33,70 por meio de boleto bancário emitido no site do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib) – www.idib.org.br – banca organizadora da seleção. Quem se enquadrar nos casos de isenção informados no edital não precisará pagar a inscrição, mas deverá preencher um formulário específico, que também será disponibilizado no site.

As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet. A sede da Funase, situada na Avenida Conselheiro Rosa e Silva, 773, no bairro dos Aflitos, no Recife, terá um ponto físico com computador e internet para viabilizar a inscrição de candidatos que não dispuserem desses equipamentos em casa. No local, o Idib também tirará dúvidas sobre o certame.

Leia também:
Inscrições para seleção de estágio no DPU se encerram nesta quarta
Agência do Trabalho do Paulista e Grupo Trino com vagas de emprego abertas


Os selecionados terão salário de R$ 1.584,00 e escala de trabalho de 24 horas de serviço por 72 horas de descanso. Para concorrer, é necessário ter o ensino médio completo. A seleção será feita por meio da análise de experiência profissional e de títulos, sendo 100 a pontuação máxima.

Ficarão mais bem classificados os candidatos que possuírem o ensino superior completo em qualquer área do conhecimento, que tiverem feito cursos na área de Socioeducação e tiverem experiências profissionais anteriores em Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e abrigos, por exemplo.

Entre as funções dos agentes socioeducativos, estão a recepção dos socioeducandos nas unidades, a garantia da integridade física, psicológica e moral deles, o zelo pela disciplina e o acompanhamento e custódia dos adolescentes em consultas médicas, audiências e visitas domiciliares. Os contratos, que são temporários, terão validade de um ano, podendo ser prorrogados por iguais períodos até o máximo de seis anos, conforme necessidade da Funase. Do total de 12 vagas, uma será reservada para pessoa com deficiência.

comece o dia bem informado: