A contratação temporária acontece para atender à demanda de professores na rede de ensino
A contratação temporária acontece para atender à demanda de professores na rede de ensinoFoto: Divulgação

O edital que regulamenta a seleção temporária de 624 professores para a rede municipal de ensino da capital foi publicado neste sábado (24), no Diário Oficial do Recife. As inscrições serão gratuitas e estarão abertas a partir das 8h desta segunda (26) no endereço www.portaldaeducacao.recife.pe.gov.br, onde estará publicado o edital com todas as informações. No total, serão destinadas 479 vagas de ampla concorrência e 53 reservadas a pessoas com deficiência (PCD) para atuação na Educação Infantil e Anos Iniciais com remuneração mensal de R$ 4.139,10 e jornada de 270 horas de aula diurnas.

Leia também:


Para professores bilíngues, há 14 vagas para ampla concorrência e outra duas reservadas a PCD com remuneração de R$ 2.222,85 com carga horária mínima de 145h/ aula. Para professores bilíngues com carga horária de 150 h/ aula, há 10 vagas de ampla concorrência e outras quatro destinadas a PCDs com remuneração de R$ R$ 2.299,50 e para professores do Ensino Fundamental II há 55 vagas de ampla concorrência e sete para PCD com remuneração mensal de R$ 4.139,10 com jornada de 270 horas/ aula.

Podem concorrer a uma das vagas professores de nível superior com habilitação em Licenciatura Plena em Pedagogia e nas demais licenciaturas dos diversos componentes curriculares: Língua Portuguesa, História, Geografia, Ciências, Inglês, Artes, Educação Física. Os postulantes irão atuar na Educação Infantil, Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental, nos projetos e Programas Educacionais e salas regulares bilíngues em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). A seleção é válida por dois anos, sendo prorrogáveis por igual período.

O processo seletivo será realizado por uma comissão composta por servidores indicados pelas Secretarias de Educação e de Planejamento, Administração e Gestão de Pessoas. A seleção será feita em uma única etapa de avaliação curricular, de caráter eliminatório e classificatório. Serão analisados os títulos e experiência profissional que tenham correlação com o cargo. O resultado final da seleção e homologação será publicado no dia 12 de abril.

Termo de posse de Érick José da Silva
Termo de posse de Érick José da SilvaFoto: Cortesia

Aprovados em concurso público realizado pela Prefeitura de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, reclamam da não contratação para assumirem os devidos cargos na administração municipal. O edital nº 0001/2014 ofertava 571 vagas para diversos cargos efetivos do certame homologado em 14 de agosto de 2015. Os servidores públicos denunciam que chegaram a tomar posse dos cargos, mas foram afastados das funções. O concurso foi realizado ainda na gestão do ex-prefeito Elias Lira, em abril de 2015.

A queixa dos aprovados rendeu pareceres favoráveis de entidades públicas como Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão. O MPPE inclusive chegou a emitir uma recomendação para a abstenção de contratos temporários por parte da Prefeitura. O órgão alertou que as vagas deveriam ser preenchidas pelos candidatos aprovados no concurso, que tinha validade de dois anos (até agosto de 2017) e com possibilidade de prorrogação por até mais dois anos.

Leia também:
Oitenta famílias no lixo em Vitória de Santo Antão
Servidores em greve ocupam Prefeitura de Vitória de Santo Antão


Um dos aprovados, o merendeiro Paulo Lemes Sampaio, de 54 anos, alega que recebeu o comunicado oficial através dos Correios e foi à sede do Executivo para entregar a documentação solicitada. "Fizemos todos os trâmites legais depois de receber uma relação com os exames necessários. Em seguida, fomos à perícia e, para a nossa supresa, disseram que só tomaríamos posse através da Justiça. Dessa forma, tivemos que agir e ingressamos com um mandado de segurança", reclamou.

Após reconhecimento do juiz da 3ª Vara Cível da comarca local, uma liminar foi concedida e a posse foi realizada em 20 de janeiro de 2017, já com o novo prefeito. Paulo chegou a assinar o termo de posse e recebeu dois meses de salário. "Trabalhei cerca de três meses em uma escola municipal e não há nenhuma isonomia em tudo isso. Uns foram afastados, outros agravados e estamos em busca de solução para os nossos problemas. Eles alegaram que não tínhamos sido nomeados, mas o edital previa que os passos que tomamos foram para a posse", completou Paulo. 

Uma recomendação feita em 2017 pela Controladoria-Geral da Vitória de Santo Antão afirma que a Prefeitura deveria se abster de contratar cargos temporários para contratar os aprovados no concurso público. O auxiliar administrativo Erick Silva, também aprovado no concurso e empossado em 20 de janeiro, reclama de trocas de nomenclaturas nos cargos. "Estão trocando a nomenclatura. 'Auxiliar administrativo' vira 'técnico de gestão'", disse. 

Logo após a saída das funções, diz Erick, a Prefeitura começou a chamar os comissionados. "Eu pedi para sair do meu emprego quando chegou a convocação. Criei expectativas, fiz exames médicos e saí quando estava em vias de assumir na Prefeitura. Assim como eu, existem outros desempregados que estão dependendo de ajuda de familiares para sobreviver. Eles nem escutam a gente, não abrem diálogo", queixou-se Erick.

A Folha de Pernambuco tentou entrar em contato com a Secretaria Municipal de Gestão de Pessoas de Vitória de Santo Antão, mas, até o momento, não obteve resposta.

Protesto
Uma manifestação está marcada para a próxima segunda-feira (26) na cidade. Os servidores farão concentração na frente do Fórum Municipal, no bairro da Matriz, entre 8h e 9h. Em seguida, sairão em caminhada até a sede da Prefeitura.

CEO da Prata Rara, Hellen Postai
CEO da Prata Rara, Hellen PostaiFoto: Divulgação

A Prata Rara, rede brasileira de joalherias de prata, vai fazer contratações para a nova operação da marca, no Shopping Patteo Olinda, cuja inauguração está prevista para o dia 25 de abril. Currículos devem ser enviados para contato@pratarara.com.br. As vagas são apenas para mulheres, sem faixa etária pré-definida.

Haverá quatro oportunidades para consultoras de vendas e uma para gerente, com contrações estão previstas para ocorrer no final de março e serão efetivadas após o treinamento, que será feito durante o mês de abril. 

Está aberta também vaga para o cargo de supervisora de lojas, que entre as atribuições, será responsável pelo acompanhamento da área comercial da rede – desenvolvendo campanhas e atividades para as equipes de vendas, avaliações de performance e metas, propondo novos desafios e refinando ainda mais o atendimento da marca.

Seleção
SeleçãoFoto: Divulgação

Após o anúncio de que a Prefeitura do Recife vai contratar 624 professores para preencher vagas temporárias na rede municipal de ensino, atendendo às Educação Infantil, Fundamental e de Jovens e Adultos, o Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife (Simpere) se posicionou contrário à modalidade, defendendo que a seleção temporária precariza a relação de trabalho.

Leia também:
Secretaria de Educação do Recife vai contratar 624 professores temporários


A coordenadora-geral do Simpere, Cláudia Ribeiro, argumentou que a temporalidade dos contratos prejudica a trabalhadores e estudantes, já que não garante a continuidade do serviço. "Esses temporários não têm direito à sindicalização e ao gozo de férias coletivas, em janeiro. Enquanto os efetivos estão de férias, eles estão assumindo déficits de carga horária dos alunos. Além disso, é uma quebra do que prevê o funcionalismo público, cujos contratos deveriam ser feitos por concurso efetivos", disse.

"É bastante preocupante e o sindicato já pediu à Prefeitura do Recife que informe qual o déficit de professores na rede, mas ainda não fomos atendidos", continuou Cláudia. Os dados do próprio Simpere indicam que o deficit do sistema municipal de educação do Recife chega a 600 professores.

A seleção
O edital, segundo o secretário de Educação do Recife, Alexandre Rebêlo, deve ser publicado no próximo sábado (24). As contratações foram publicadas em três decretos (31.179, 31.180 e 31.181) no Diário Oficial do Município de ontem e atenderão a todas as 309 escolas da rede. Os salários vão variar entre R$ 2,3 mil e R$ 4 mil, a depender da carga horária de cada professor, e os contratos terão vigência de 24 meses prorrogáveis por igual período.

Educação
EducaçãoFoto: Reprodução/Internet

Professores de nível superior com habilitação em Licenciatura Plena em Pedagogia e nas demais licenciaturas dos diversos componentes curriculares (Língua Portuguesa, História, Geografia, Ciências, Inglês, Artes, Educação Física) poderão concorrer a uma das 624 vagas temporárias que serão preenchidas por seleção simplificada pela Secretaria de Educação do Recife. Os contratos são de 24 meses prorrogáveis por igual período.

Leia também:
Sindicato critica seleção simplificada de professores para rede municipal do Recife


De acordo com o secretário da pasta, Alexandre Rebêlo, os salários vão variar de R$ 2,3 mil a R$ 4 mil, a depender da carga horária de cada professor. O edital deve ser publicado no próximo sábado (24). Ainda segundo o gestor, está em curso o planejamento para o concurso para vagas efetivas na rede municipal de ensino do Recife, cujo edital deve ser lançado no segundo semestre deste ano.

Os decretos que autorizam as contratações foram divulgados neste terça (20), no Diário Oficial do Recife e as vagas são para atuar na Educação Infantil, Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental, nos projetos e Programas Educacionais e salas regulares bilíngues em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Segundo divulgou a Secretaria de Educação do Recife, a contratação temporária vai atender à demanda de professores na rede de ensino em caso de afastamentos legais como licenças de docentes do quadro efetivo e ainda para reforçar programas e projetos.

Certame nacional é para contratação imediata e cadastro de reserva
Certame nacional é para contratação imediata e cadastro de reservaFoto: Marcos de Paula/AE

A Petrobras abriu processo seletivo público para preenchimento de 111 vagas, além de cadastro de reserva, para profissionais de níveis médio e superior. As inscrições podem ser feitas até o dia 5 de março via internet, pelo site da Fundação Cesgranrio.

As vagas são para os seguintes cargos: Enfermeiro do Trabalho Júnior, Engenheiro de Equipamentos Júnior - Mecânica, Engenheiro de Equipamentos Júnior - Eletrônica, Engenheiro de Equipamentos Júnior - Elétrica, Engenheiro de Equipamentos Júnior - Inspeção, Engenheiro de Meio Ambiente Júnior, Engenheiro de Petróleo Júnior, Engenheiro de Processamento Júnior, Engenheiro de Segurança Júnior, Engenheiro Naval Júnior, Geofísico Júnior - Geologia, Geofísico Júnior - Física, Geólogo Júnior, Medico do Trabalho Júnior, Químico de Petróleo Júnior, Técnico de Administração e Controle Júnior, Técnico de Comercialização e Logística Júnior, Técnico de Exploração de Petróleo Júnior - Geologia, Técnico de Inspeção de Equipamentos e Instalações Júnior, Técnico de Logística de Transporte Júnior - Controle, Técnico de Logística de Transporte Júnior - Operação, Técnico de Manutenção Júnior - Instrumentação, Técnico de Segurança Júnior, Técnico de Suprimento de Bens e Serviços Júnior - Mecânica, Técnico de Suprimento de Bens e Serviços Júnior - Administração e Técnico Químico de Petróleo Júnior. O cadastro esperado é de 555 candidatos.

Interessados em participar do processo seletivo vão desembolsar R$ 47 para os cargos de nível médio e de R$ 67 para cargos de nível superior. As provas objetivas estão marcadas para o dia 8 de abril de 2018.

O resultado final será publicado no Diário Oficial da União (DOU) e divulgado nos endereços eletrônicos da Cesgranrio e Petrobras. Os resultados serão homologados no dia 28 de junho de 2018.

O concurso tem validade de 12 meses, a partir da data de publicação do edital de homologação dos resultados finais e pode ser prorrogado, uma única vez, por igual período, a critério da Petrobras. Os postos de trabalhos estão detalhados no edital.

Com informações da Petrobras

Novo Centro de Pesquisas do IFPE no Campus Recife
Novo Centro de Pesquisas do IFPE no Campus RecifeFoto: André Nery/MEC/Divulgação

Esta sexta (16) é o último dia para se inscrever no processo seletivo simplificado do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE) para tradutor e intérprete de Libras. Estão sendo oferecidas três vagas de contratação temporária, e os selecionados vão trabalhar auxiliando estudantes surdos ou com deficiência auditiva, dentro dos cursos técnicos e superiores oferecidos pela instituição.

Para participar do processo seletivo, é preciso ter Bacharelado ou Licenciatura em Letras com habilitação em Libras, ou qualquer curso superior mais certificado de proficiência em Libras. A seleção será feita em duas etapas (análise curricular classificatória e prova prática). A remuneração básica será de R$4.182,66 por mês, além de benefícios, com um regime de trabalho de 40 horas semanais.

A taxa de inscrição custa R$ 80 e as inscrições devem ser selecionadas através do site cvest.ifpe.edu.br , onde também pode ser consultado o edital específico com maiores detalhes.

Prefeitura de Camaragibe
Prefeitura de CamaragibeFoto: Divulgação

A Prefeitura Municipal de Camaragibe abre, nesta quinta-feira (15), as inscrições para uma seleção simplificada para professores da educação básica e motoristas para a Secretaria de Educação. Ao todo, serão 55 vagas. A seleção é temporária, pelo prazo de 12 meses, podendo ser prorrogada por mais 12 meses.

Clique aqui para conferir o edital

Os cadastros deverão ser realizados por correspondência enviadas via Sedex ou AR para a própria secretaria ou presencialmente, mediante a entrega da ficha de inscrição devidamente preenchida e das cópias dos documentos de RG ou Carteira de Trabalho, CPF, comprovante de residência e currículo atualizado em envelope lacrado.

A seleção será realizada em uma única etapa de avaliação de currículos, a qual valerá 100 pontos, sendo eliminado o candidato que não comprovar os requisitos mínimos para a contratação e não atingir a pontuação mínima de 30 pontos. O resultado final será divulgado no dia 17 de março.

Currículo de papel?
Currículo de papel?Foto: Reprodução/Internet

Entre os caminhos para a conquista do emprego, uma é a mais utilizada por iniciantes e experientes em diversas áreas: o uso do banco de currículos online - aqueles famosos sites que abrigam informações profissionais do candidato por período determinado. Essa alternativa é tão comum quanto a do cadastro virtual disponível na página de grandes empresas para quem busca oportunidades preenchendo alguns campos de informação. Nesse cenário tecnológico, engana-se quem acha ser mesmo o fim da tradicional forma de entregar currículo olhando nos olhos do futuro empregador. Segundo especialista em recursos humanos, vale estudar o perfil da empresa antes de disparar seus dados por todos os lados.

Para a psicóloga da área de RH, Auxiliadora Santos, o recrutador não olha diferente para o candidato que seguir a opção virtual ou presencial. Na verdade, ele já direciona a vaga de acordo com o tipo de cargo. “A entrega pessoal de currículo é eficaz para muitas atividades operacionais, como oportunidades que exigem até o segundo grau. É diferente do meio online por onde são analisados diferentes pré-requisitos à função, geralmente mais complexa, uma praticidade que facilita a vida do recrutador”, explica. Mas como toda regra, há exceções, existe a chance de o candidato poder se mostrar pessoalmente durante a entrega do papel. É o caso de Kátia Albuquerque, formada em administração, que se planeja com relação aos bairros mais próximos de onde mora para traçar sua rota diária. “Faço uma seleção das empresas mais próximas entre elas e sigo adiante. Em média, 95% delas aceitam o currículo, as demais se recusam por direcionarem a seleção para a internet”, adianta ela que, presencialmente, consegue ter uma ideia das chances de ser chamada ou não.

Por outro lado, quem usa a web fica na ânsia de uma resposta mais imediata, como diz o tecnólogo em rede de computadores, Fábio Cunha, que, por anos, entregou CV presencialmente até se render às facilidades dos sites corporativos. “No online existe a comodidade de poder colocar suas informações em vários lugares. No meu caso, em 100 tentativas por esse meio resultaram em, pelo menos, duas marcações de entrevistas. Até então fiquei na expectativa de retorno”, acrescenta. A dica de Auxiliadora Santos é formatar suas informações de acordo com a vaga. "É preciso saber direcionar as habilidades em relação ao cargo. Seja no digital ou no papel, o contratante leverá em conta as noções sobre a atividade em questão", completa.

Dar Feedback ajuda na motivação dos funcionáriosf

Dar Feedback ajuda na motivação dos funcionários - Crédito: Divulgação

Assumir uma postura de liderança é também se comprometer em atitudes. Uma delas é dar feedback sem medo de ser sincero. Mas claro, com bom senso. Isso diz respeito à performance dos colaboradores, que às vezes não é tão satisfatória para a empresa. Então, como agir?

"Reuniões de feedback geralmente deixam ambos os lados desconfortáveis, seja porque os membros da equipe têm receio de serem mal avaliados pelo chefe, ou até mesmo porque o gestor teme que seu coordenado sinta-se ofendido com algo que for falado, e com isso passe a não aceitar mais sua liderança", avalia Alexandre Lacava, especialista em liderança e vendas.

Segundo pesquisa da ARCH Profile Solutions, empresa de criação de testes para recrutadores, quase metade dos colaboradores (43%) dizem que ficam desmotivados com o trabalho realizado ao receberem uma crítica mal elaborada, ou até mesmo que perdem totalmente a vontade de se esforçar.

O especialista ensina cinco passos que evitam que o feedback seja uma fonte de desmotivação para a equipe, e ajudam a aplicá-lo da forma correta:

Dê feedbacks constantes

Seções formais de feedback são úteis, mas o líder deve estar atento para dar os feedbacks necessários no dia a dia, no momento em que a conduta da equipe precisa ser ajustada. "Não é preciso aguardar uma data específica - uma vez a cada trimestre ou semestre - para avaliar a performance da equipe. O líder coach - aquele que atua para aprimorar a performance e desenvolver as habilidades de sua equipe - dá feedbacks constantemente", explica Lacava.

Para o especialista, o feedback constante garante que a boa comunicação entre o gestor e os liderados exista sempre, o que é fundamental para que cada um sinta-se valorizado como parte do time e da empresa. "O processo de formação e desenvolvimento da equipe deve ser contínuo e constante, e isso só acontece se cada um souber onde está acertando e onde está errando", diz.

Crie um ambiente confortável

Antes de realizar um feedback, certifique-se de que está em sintonia com o colaborador que ouvirá a avaliação. Esse não é o momento para ordens, por isso, tenha postura de igualdade e valorize a parceria entre as duas partes.


"O momento do feedback deve ser usado para aumentar o vínculo de confiança, por isso é importante deixar a pessoa confortável. Uma dica simples, que costuma funcionar, é permitir que a pessoa avaliada escolha onde acontecerá a conversa", ensina o especialista.

Seja assertivo nas avaliações

Procure orientar a conversa com exemplos concretos. Não basta falar sobre as metas que não estão sendo cumpridas, é preciso ilustrar com datas e horários específicos de quando a ação foi cometida, para legitimar sua crítica. Além disso, utilize o feedback para tratar apenas de um ponto a ser melhorado, para dessa forma aumentar o comprometimento de quem precisa mudar a postura.

"Muitos gestores têm o péssimo hábito de tratar vários pontos de melhoria em uma só conversa. Se preciso, faça tantos feedbacks quanto forem necessários, e escolha um intervalo mínimo de tempo para abordar todas as questões de forma individual", recomenda Lacava.

Tenha como foco a ação

Foque sua avaliação em fatos e não em julgamentos. Não utilize a pessoa para dar exemplos, mas sim as ações que ela cometeu. Por exemplo, ao invés de dizer que a pessoa não é organizada, diga que os materiais que ela utiliza não estão passando uma boa apresentação. "Muitas vezes, as pessoas não erram porque querem, por isso é necessário não julgá-la, a fim de conduzir aquele profissional à melhoria da sua performance", indica o especialista.


comece o dia bem informado: