Diplomacia Econômica

Rainier Michael

ver colunas anteriores
Rainier Michael, Cônsul da Eslovênia
Rainier Michael, Cônsul da EslovêniaFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

"De hoje até o fim do mundo" e as "cláusulas do entardecer". Em um mundo em transformação onde crenças e valores estão sendo discutidos e a disrupção está presente em todos os aspectos da vida humana, a frase acima pode gerar intensa discussão.

Pouco conhecida, esta frase - “De hoje até o fim do mundo” - faz parte de um importante documento que remete à fundação da cidade de São Paulo:

“A fundação do Mosteiro de São Bento na atual cidade de São Paulo, data do fim do século XVI ou mais exatamente, de 14 de julho de 1598. Segundo documentação da época, foram concedidas duas Sesmarias pelo Capitão-Mor Jorge Correia, as quais seriam a base da fundação beneditina na pequena vila.

O terreno cedido a São Bento era o mais bem localizado, depois daquele do Colégio dos Jesuítas, ficando exatamente no alto da elevação, entre as águas do Anhangabaú e do Tamanduateí, abrangendo de um lado até o Vale do Anhangabaú e do outro, até a atual 25 de Março, inclusive.” FONTE: http://mosteiro.org.br

Parte do título deste artigo é em função deste importante documento datado de 15 de abril de 1600, quando os oficiais da Câmara ratificaram, o que já havia sido feito por seus colegas, a Frei Mauro Teixeira: “Carta de chãos de sesmaria, para o sítio do convento”, “os quais chãos serão para o convento, mosteiro, ou casa do dito santo, fôrros livres e isentos de todo tributo e pensão, de hoje até o fim do mundo”.

Mas, afinal, quando será o fim do mundo? E, após este cataclisma, o que será feito com a propriedade doada? E o que são as “cláusulas do entardecer (sunset clause)” mencionadas no título do artigo?

Conforme o primeiro ministro canadense Justin Trudeau, Donald Trump estava perto de um grande acordo de comércio com o México e Canadá, que foi “quebrado” através de uma demanda! Trudeau recebeu a informação do vice presidente Mike Pence de que, para que exista qualquer possibilidade de negociação, o Canadá deveria conceder a inclusão de uma “cláusula do entardecer (sunset clause)” para a “nova versão do Nafta”.

A mensagem do presidente Trump para o primeiro ministro canadense Justin Trudeau: “Os Estados Unidos assinarão um acordo justo ou não haverá nenhum tipo de acordo“.

Vejam que as “cláusulas do entardecer (sunset clause)” exigidas, tratam-se do acordo firmado de que os três países devem reavaliar o Nafta a cada cinco anos e que estas cláusulas permitiriam qualquer um dos países sair deste acordo, nestes intervalos. No caso, Canadá e México são contrários a esta cláusula, pois alegam que gerariam incertezas econômicas em seus países.

A discussão é grande e não temos espaço para uma discussão saudável sobre o contraditório, mas, certamente, o mundo não pode mais esperar anos e décadas para um acordo econômico entre regiões e potências. É necessário considerar as mudanças do mundo moderno. Estamos preparados para o futuro hoje?

*Empresário há 35 anos e Presidente do Iperid (primeiro THINK TANK do Nordeste) – Instituto de Pesquisa Estratégica em Relações Internacionais e Diplomacia, Rainier Michael tem ampla experiência em trocas internacionais. O trabalho realizado por ele junto ao consulado esloveno, e designado “Diplomacia Econômica”, interpreta sob uma visão humana o desenvolvimento e o crescimento do Nordeste. Paulista de nascença, Michael se mudou para Pernambuco há dez anos, quando seus negócios no Estado cresceram de forma a tornar indispensável sua presença aqui. Seu comparecimento nos mercados pernambucanos, entretanto, é mais antigo do que isso. Antes de assumir o consulado, já era representante da DBG - Sociedade Brasil-Alemanha no Nordeste. É destacável, também, sua atuação enquanto presidente do Rotary Club Recife Boa Viagem. (colunadiplomacia@gmail.com)

* A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: