Assuntos tramitam em regime de urgência e serão pautados após 5 de agosto
Assuntos tramitam em regime de urgência e serão pautados após 5 de agostoFoto: Valter Campanato / Agência Brasil

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), disse nesta quinta-feira (12) que, na volta do recesso parlamentar, em agosto, pretende colocar em votação propostas recém-aprovadas pela Câmara dos Deputados que não tiveram tempo de ser votadas na Casa no primeiro semestre.

Na lista, está incluída a proposta que trata da venda de seis distribuidoras da Eletrobras no Norte e no Nordeste e o projeto que permite à Petrobras transferir, para outras empresas, até 70% dos direitos de exploração de 5 bilhões de barris de petróleo, a chamada cessão onerosa.

Segundo o senador, os assuntos já tramitam em regime de urgência e serão pautados após o dia 5 de agosto, prazo final para realização das convenções partidárias, quando as siglas definem oficialmente seus candidatos às eleições de outubro.

Leia também:
Câmara conclui votação da venda de distribuidoras da Eletrobras
Câmara aprova urgência de projeto de privatização da Eletrobras
Governo corre para derrubar decisão contra privatizações, que impacta Eletrobras, diz ministro
Congresso vota LDO e retira dispositivo que proibia reajuste de servidores

Questionado por jornalistas Eunício não quis adiantar que outros temas terão celeridade no segundo semestre, mas disse que vai combinar com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), as semanas em que as duas Casas trabalharão em esforço concentrado em função do recesso branco das eleições.

O presidente do Senado destacou também a votação de projetos na área de segurança pública e microeconomia e comemorou a votação da Lei de Diretrizes Orçamentários ontem (11), dentro do prazo. Oficialmente, o recesso parlamentar vai de 18 a 31 de julho.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: