Vamos Viajar

Priscilla Aguiar

ver colunas anteriores
A Torre Eiffel provavelmente é o ponto turístico mais conhecido no mundo e está não apenas em cartões postais, mas também em diversos filmes e no imaginário de pessoas de todas as partes do Planeta
A Torre Eiffel provavelmente é o ponto turístico mais conhecido no mundo e está não apenas em cartões postais, mas também em diversos filmes e no imaginário de pessoas de todas as partes do PlanetaFoto: Priscilla Aguiar/Portal FolhaPE

Rivalidades à parte, a Copa do Mundo é sempre um tempo de integração de povos e torcidas. Em um dia, somos provocados por argentinos. No outro, os “hermanos” torcem para que ao menos um país sul-americano avance para as semifinais. Não deu. A Seleção Brasileira perdeu por 2 a 1 para a Bélgica, em Kazan, e foi eliminada da Copa da Rússia. Sobraram apenas equipes europeias e uma dúvida sobre por quem torcer nos próximos jogos. França ou Bélgica? Croácia ou Inglaterra? A Coluna Vamos Viajar reuniu algumas características de cada país para que, além de uma equipe favorita, você possa também escolher o seu próximo destino. Na coluna desta terça, claro, é dia de França e Bélgica. Como sei que vocês estavam com saudade do meu período de férias + licença médica, na quarta (11) tem mais com Croácia x Inglaterra. Que comecem os jogos!

França x Bélgica
A primeira partida da semifinal será disputada em São Petersburgo, às 15h desta terça-feira (10), por dois países onde predomina a língua francesa e que têm as suas capitais separadas por apenas 312 quilômetros. Na Copa do Mundo, apenas um seguirá para a final, mas na sua próxima viagem para a Europa é muito fácil conhecer os dois destinos sem perder muito tempo. São apenas quatro horas para se deslocar, de carro, entre Paris e Bruxelas. E ainda há a possibilidade de fazer o percurso de ônibus e trem.

Leia também:
Comer bem em Lisboa: onde encontrar as delícias lusas
Viajar sozinho parece assustador, mas é surpreendente e divertidíssimo
Um olhar recifense sobre Lisboa, ora pois


Paris: a queridinha dos românticos e dos cineastas
Com suas pontes, museus e monumentos conhecidos no mundo inteiro, a Cidade Luz ganharia de goleada para a adversária se o que estivesse em questão fosse movimentação turística. A Torre Eiffel provavelmente é o ponto turístico mais conhecido no mundo e está não apenas em cartões postais, mas também em diversos filmes e no imaginário de pessoas de todas as partes do Planeta.

Paris, na França

 

Além do monumento de ferro de 324 metros de altura, construído pelo engenheiro Gustave Eiffel, Paris tem outros símbolos marcantes, como as margens do rio Sena, a Catedral de Notre Dame e o Museu do Louvre, e também encanta os visitantes com seus cafés, candeeiros de ferro e inúmeros museus, igrejas e parques. Todo o tempo é pouco para explorar os encantos da principal cidade francesa. Fique em Paris por tempo suficiente para suspirar, sem pressa, ao caminhar pelas ruas da charmosa região de Montmartre, imortalizada pelo filme da Amélie Poulain. E quem sabe até passear em uma Scoorter no estilo “Amélie e Nino”.

O que comer e beber
A variedade de queijos, vinhos, carnes e doces é a marca da França, em termos de gastronomia. Com o croissant, uma massa folheada que desmancha na boca, crepes deliciosos e pratos famosos, como foie gras e escargot, a França também é o paraíso dos enófilos, a quem ela oferece vinhos de qualidade excepcional. Ah, é a sua oportunidade de comprar champanhe a um preço justo. Aproveite!


Bruxelas: de Audrey Hepburn ao Manneken Pis
Com a maior área urbana da Bélgica, Bruxelas é um importante centro de política internacional e, embora historicamente seja uma região de falantes do neerlandês, tornou-se uma cidade com cada vez mais falantes da língua francesa. Hoje, a maioria dos habitantes são falantes nativos do francês.

Cidade onde nasceu Audrey Hepburn, Bruxelas é bem pequena, mas também cheia de encantos. É possível conhecer tudo com calma e em pouco tempo, mas talvez uma viagem de fim de semana não seja suficiente para sentir bem a atmosfera local.

A Praça Grande, onde ficam a Câmara Municipal e a Casa do Rei, é citada por autores como Victor Hugo, que a considerava a praça mais bela do mundo. Em 1998, chegou a ser inscrita em 1998 na lista de Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Não estranhe se você olhar para o relógio e perceber que passou horas apreciando a arquitetura local.

 

A Praça Grande, onde ficam a Câmara Municipal e a Casa do Rei, é citada por autores como Victor Hugo como a mais bela do mundo

Para alguns turistas, a capital da Bélgica também pode trazer algumas decepções. Então é melhor não esperar demais do Mannelen Pis (garoto a urinar), que é um monumento super badalado na cidade. Nas fotos ele parece bem grande, mas na realidade é, tipo, a Mona Lisa do Louvre: muito menor do que os turistas imaginam.

E se você der azar é capaz de, como eu, encontrá-lo vestido, já que possui mais de 800 roupas que sempre são trocadas. Ah, foi com esse monumento que o prefeito de Bruxelas fez um meme com o nosso camisa 10 (Neymar). Mas prefiro não falar no assunto por motivos de ranço.

Para mim, o Atomium é a Torre Eiffel da Bélgica. Ele foi construído para a Feira Mundial de Bruxelas, a primeira grande exposição mundial depois da Segunda Guerra e, assim como a torre parisiense, a intenção era que ele fosse destruído após a exposição, mas mudaram de ideia e ambos os monumentos se tornaram símbolos de suas cidades. O monumento é bem bonito, além de enorme e impressionante.

O que comer e beber

A Bélgica também é conhecida pelos seus deliciosos chocolates, suas cervejas maravilhosas, os inigualáveis waffles e por ter inventado a batata frita. E em Bruxelas você irá encontrar tudo isso na maior concentração por metro quadrado. Não deixem de provar o Mexilhão à Belga. É um prato típico e delicioso. Deu para perceber que não é um bom destino para dietas, não é?

Bruxelas, na Bélgica



E-mail: ahvamosviajar@gmail.com
Instagram: @ahvamosviajar
Facebook: /AhVamosViajar
Youtube: c/Ahvamosviajar


* Priscilla Aguiar é jornalista, editora adjunta do Portal FolhaPE e criadora dos perfis 'Ah, vamos viajar' no Instagram, Facebook e Youtube com dicas fotos e vídeos de suas passagens por pelo menos 17 países. 

* A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas
 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: