Gustavo Lucchesi (à esquerda), Geison Macedo e Fernando Barros
Gustavo Lucchesi (à esquerda), Geison Macedo e Fernando BarrosFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

A Taça Libertadores da América está prestes a realizar aquela que promete ser a "maior final de todos os tempos" da história da competição. A alta expectativa se justifica. Afinal, a decisão deste ano terá nada menos do que os dois clubes mais representativos da Argentina e que são arquirrivais históricos: Boca Juniors e River Plate

O chamado Superclásico costuma paralisar a Argentina. Desta vez, a América do Sul inteira e - por quê não? - boa parte do mundo vai parar devido a este verdadeiro duelo de titãs. No Folha em Campo desta quarta-feira, os jornalistas Gustavo Lucchesi e Fernando Barros, mediados por Geison Macedo, analisam a grande decisão e debatem se essa deve ser mesmo considerada a maior final de todos os tempos.

Leia também:
Argentina conta as horas para o 'maior dos Superclásicos'
Apesar de pressão, final da Libertadores terá torcida única
[Vídeo] Folha em Campo: Libertadores tem semis de encher os olhos
[Vídeo] NBA: confira no Folha em Campo as projeções para temporada
Clubes devem expor posição política? Veja no Folha em Campo
Sport já deve jogar a toalha? Confira no Folha em Campo
Folha em Campo debate prêmio de melhor jogador do mundo
Quem ganhará a Liga dos Campeões? Confira no Folha em Campo

Também em pauta, esta edição destrincha outras rivalidades históricas no futebol, seja entre clubes como em seleções, e busca enumerar quais são os ingredientes que faz um confronto conquistar a reputação de clássico imperdível. 


veja também

comentários

comece o dia bem informado: