Jorge Henrique é o destaque do Náutico para 2019
Jorge Henrique é o destaque do Náutico para 2019Foto: Arthur Motta/Folha de Pernambuco

A contagem regressiva para o início da 16ª edição da Copa do Nordeste está chegando ao fim. Na terça, a principal competição da região no primeiro semestre retorna cheia de novidades no regulamento, que traz um novo formato. Assim como na edição anterior, o Sport permanece fora. Pernambuco será representado por Náutico, Santa Cruz e Salgueiro. Timbu e Cobra Coral jogam na abertura do torneio, contra Fortaleza/CE (Aflitos) e Botafogo/PB (Amigão), respectivamente. O Carcará só entra em campo na quinta-feira, no Batistão, perante o Confiança/SE. As finais estão marcadas para os dias 22 e 29 de maio. Fora da Série A do Brasileiro, após a queda do Sport no ano passado, o estado busca recuperar o prestígio no torneio regional, diante de quatro estados com representantes na elite - Bahia (Bahia), Ceará (Ceará e Fortaleza) e Alagoas (CSA).

No ano passado, o torneio regional foi dividido em quatro grupos com quatro times cada. As equipes jogavam contra seus adversários da chave (ida e volta) e os dois primeiros avançavam de fase. Todos os mata-matas eram disputados em dois jogos. Neste ano, com a mudança da fórmula, a competição terá apenas duas chaves, com oito representantes cada - 16 clubes de nove estados ao todo. Os integrantes do A enfrentam os do B, com os quatro melhores de cada lado se classificando para o sistema eliminatório. As quartas de final e as semifinais serão decididas em partida única, com mando de campo do time que tiver melhor desempenho na fase inicial.

Estão no Grupo A: Altos/PI, CRB/AL, Fortaleza/CE, Salgueiro, Sampaio Corrêa/MA (atual campeão), Santa Cruz, Sergipe/SE e Vitória/BA. Os representantes do Grupo B são ABC/RN, Bahia/BA, Botafogo/PB, CSA/AL, Ceará/CE, Confiança/SE, Moto Club/MA e Náutico.

Em 2019, o Náutico tenta mais uma vez acabar com o tabu de nunca ter chegado ao mata-mata do torneio - considerando o modelo adotado a partir de 2013, sob tutela da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O alvirrubro caiu na fase de grupos em 2014 (3º lugar), 2015 (2º), 2017 e 2018 (ambos em 3º). A aposta nesta temporada está na manutenção da base titular do ano anterior, além da chegada de nomes como Maylson e Jorge Henrique.

O confronto de estreia do Timbu, atual campeão estadual, será uma "pedreira". O Tricolor do Pici vem empolgado após o acesso à Série A no ano passado, mas os alvirrubros seguem otimistas. “Eles também têm torcida, nome, mas vamos entrar para fazer nosso jogo. É bom pegar um time forte logo de cara”, afirmou o zagueiro Sueliton.
Em sua 13ª participação, o Santa busca o bicampeonato regional. O único título foi conquistado em 2016, em final contra o Campinense/PB, quando a Cobra Coral estava na Série A. Nas duas últimas edições, eliminações nas semifinais (para o Sport, em 2017) e quartas de final (para o ABC/RN, na temporada passada). Em 2015, ficou fora da disputa porque não conseguiu terminar o Pernambucano de 2014 entre os três primeiros colocados.

Dirigido pelo técnico Leston Júnior, contratado para 2019, a equipe tem como primeiro desafiante o Botafogo/PB, também é um dos integrantes da Série C. Outra coincidência é que o atual treinador coral esteve à frente do clube paraibano no ano passado, enfrentando, inclusive, o Santa na fase de grupos da Terceira Divisão. “Tivemos um longo tempo de preparação e a tendência é que a gente chegue forte no torneio”, comentou o atacante Pipico, principal esperança de gols do Tricolor.

A última participação do Salgueiro na Copa do Nordeste não traz boas lembranças. Na edição anterior, o Carcará deixou a competição ainda na fase de grupos sem ganhar um jogo sequer. Para apagar essa imagem, o elenco foi reformulado. Chegaram 16 atletas e subiram mais seis das categorias de base. Mesmo após o rebaixamento à Série D do Brasileiro em 2018, o técnico Sérgio China segue no comando. O detalhe é que os sertanejos se classificaram para o torneio depois de eliminar a Juazeirense/BA na fase preliminar, em abril do ano passado: 1x1 no jogo de ida e 2x1 na partida de volta.

Leia também:
Confira a tabela da Copa do Nordeste 2019
Times da elite e velhos rivais valorizam disputa

veja também

comentários

comece o dia bem informado: