Etiene Medeiros exibe medalha no Mundial de Hangzhou
Etiene Medeiros exibe medalha no Mundial de HangzhouFoto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Depois da medalha de bronze nos 50 metros livre no Mundial de Piscina Curta de Hangzhou, na China, no final de 2018, a pernambucana Etiene Medeiros anunciou, nesta semana, o que muitos desejavam ouvir já há algum tempo. A partir desta temporada, focará nas provas de 50 metros e 100 metros livre, de olho nos Jogos Olímpicos de 2020. A decisão, pode-se dizer, contou com um empurrãozinho do destino.

No último Mundial, o foco de Etiene era a prova dos 50 metros costas, na qual ela tinha chances reais de conquistar o tricampeonato no evento. Na semifinal, contudo, um escorregão na largada acabou a tirando da decisão, que aconteceria no mesmo turno da semifinal dos 50 metros livre, prova da qual ela abriria mão. Embora frustrada, Etiene investiu nos 50 metros livre e acabou no pódio. Não fora a primeira vez que ela extraiu um bom resultado na prova. Nos Jogos Rio-2016, a pernambucana esteve na final. Tanto os 50 metros, quanto os 100 metros livre são provas inseridas no programa olímpico, enquanto os 50 metros costas não faz parte e, por isso, havia uma expectativa grande por essa mudança de foco visando, quem sabe, um pódio olímpico.

“Nosso foco hoje estão sendo as provas de crawl, de velocidade: os 50 metros e 100 metros livre. Por conta disso, o treinamento mudou. Se antes eu fazia mais costas e menos crawl, agora é o contrário. Não vou deixar as provas de nado costas de lado, até por que tenho um leque de provas e isso é mais uma oportunidade para mim, gosto de nadar o ‘costa’”, disse Etiene. “Ela tem habilidades para nadar as provas de 50 metros e 100 metros, em três estilos: livre, costas e borboleta. E agora é o momento de apertar um pouco mais e achar uma prova na qual ela possa ter um resultado expressivo como o que ela já tem nos 50 metros costas. Temos o desafio de achar o melhor caminho para ela buscar essa medalha nos Jogos Olímpicos e, nesse primeiro momento, enxergamos que os 50 metros livre é mais físico e natural dela”, explicou o técnico do Sesi/SP, Fernando Vanzella.

Leia também:
Etiene Medeiros, incansável e desafiadora
Pernambucana Etiene Medeiros conquista bronze no Mundial
Daiene e Etiene quebram tabu com medalhas em distâncias olímpicas
Etiene Medeiros é campeã em etapa da Copa do Mundo

Atravessando um ano pré-olímpico, a dupla sabe bem o que isso significa. “Um ano que vou treinar muito. Este é um ano que antecede os Jogos Olímpicos, com competições muito importantes: Pan-Americano, Mundial Militar, Mundial de Natação. Será um ano cheio, de muito foco e disciplina, porque sem isso e sem uma programação você não consegue fazer nada certo”, disse Etiene, que trabalha mirando a segunda participação olímpica da carreira.

A mudança de endereço do Sesi/SP neste ano contribuiu no quesito foco. Depois de seis anos treinando na Vila Leopoldina, em São Paulo, Etiene e todo o time se mudaram para São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. “Está sendo bem diferente, no sentido de estar em uma cidade nova, mais pacata que São Paulo, aqui respiramos muito natação. Nossa estrutura está bem melhor, nosso staff está focado apenas na natação e isso é um grande diferencial. Em ano que antecede os Jogos Olímpicos é preciso muito foco”, analisou ela.

Agenda
Nesta semana, Etiene participa de um camp de treinos no Complexo do Time Brasil, no Rio de Janeiro. No final de março, ela competirá na França, enquanto em abril enfrentará o desafio principal do ano, o Troféu Maria Lenk, seletiva para os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, e para o Mundial de Piscina Longa, na Coreia do Sul, ambos no início do segundo semestre.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: