Festa do Náutico contra o CRB
Festa do Náutico contra o CRBFoto: Léo Lemos/Náutico

O discurso parece repetido, mas é por uma boa causa: mais uma vez o Náutico sai de campo sem ser derrota. Melhor: com uma vitória. A quinta seguida. O triunfo por 2x1 diante do CRB, no Rei Pelé, pela Copa do Nordeste, colocou o time pernambucano no G4 do Grupo B, na quarta colocação com 11 pontos. De quebra, aumentou a marca de invencibilidade do Alvirrubro para 12 jogos. Uma nova oportunidade para o técnico Márcio Goiano reforçar a confiança no elenco e destacar a evolução do grupo na temporada.

“Com o resultado do Bahia, sabíamos que uma vitória nos colocaria com a mesma pontuação de outros times. Não é fácil jogar aqui. CRB tem um time qualificado, com bons jogadores. Foram duas equipes que buscaram a vitória a todo tempo. Nós tivemos a felicidade de abrir logo o placar. Fiquei feliz com a atuação de alguns jogadores que estão crescendo no momento certo”, afirmou Goiano.

Ao alcançar a marca de 12 partidas sem derrotas no comando do Náutico, o treinador bateu seu próprio recorde no clube (11 jogos em 2018) e superou a antiga melhor marca, também no ano passado, do ex-comandante alvirrubro Roberto Fernandes. Curiosamente, profissional que hoje treina o CRB. Mas o atual técnico do Timbu foi tímido ao celebrar os números, preferindo elogiar a entrega dos atletas.

“Eu vivo o jogo, não tenho vaidade com relação a isso. Toda partida eu penso em pontuar, mas tem jogos que você usa para experimentar, olhar alguns atletas e tomar algumas decisões. Os números são bons, mas sou uma pessoa bem focada. Entro nos jogos para vencer. Estamos aqui querendo fazer historia. Não adianta ficar só de passagem. Temos jogadores maduros mesclando também com alguns jovens. Ficamos felizes por essa invencibilidade”, frisou.

Leia também:
Náutico derrota CRB e entra no G4 do Grupo B do NE

veja também

comentários

comece o dia bem informado: