Constantino Junior, presidente do Santa Cruz
Constantino Junior, presidente do Santa CruzFoto: Bruno Campos/Folha de Pernambuco

O presidente Constantino Júnior repetiu recentemente uma frase dita no início da sua gestão: “Não vamos fazer loucuras”. Uma das prioridades do planejamento para a temporada 2019 é apostar em reforços mais modestos. Com nomes de grife descartados e o perfil definido, a preferência do Santa Cruz por contratações baratas é obrigação justamente para não extrapolar a realidade financeira e tentar acabar com os salários atrasados no próximo ano. 

A outra estratégia traçada pela diretoria coral é utilizar os garotos das categorias de base (Sub-20 e Sub-23) com frequência nas competições. A expectativa é que 15 jovens sejam integrados ao elenco profissional na pré-temporada, entre eles os laterais direitos Augusto Potiguar e Warley, o zagueiro João Victor, os volantes Jeffinho e Caetano e os atacantes Paulo Victor, Elias e Sillas Gomes .

Apesar das limitações financeiras, o orçamento para 2019 vai sofrer um pequeno acréscimo em relação ao teto salarial deste ano. O Núcleo de Gestão Administrativa e Financeira do Santa estipulou um aumento de R$ 60 mil, elevando os gastos do futebol de R$ 260 para R$ 320 mil. Além disso, o clube tem cortado as despesas com a redução do quadro dos departamentos de futebol e administrativo. Para diminuir os custos, profissionais que estavam no Arruda há dez anos foram demitidos.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: