Líder do grupo, Danny Morais exalta experiência de Vítor
Líder do grupo, Danny Morais exalta experiência de VítorFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Maior referência do elenco atual do Santa Cruz, o zagueiro Danny Morais é um dos dez remanescentes para 2019 e vai disputar a quarta temporada no Arruda. Líder dentro e fora de campo, o experiente defensor tenta convencer o lateral-direito Vítor a renovar o contrato com o clube para o próximo ano. A campanha pela permanência do companheiro tem motivos, um deles seria a responsabilidade que os jogadores mais antigos precisam carregar como escudo para os garotos da base. Para ele, a presença dos veteranos no dia a dia pode fazer a diferença.

“Tenho o maior carinho pelo Vitor por tudo que passamos juntos no Arruda. Eu gostaria que ele estivesse conosco, inclusive até comentamos isso entre nós e também acho que seria bom para ele. Mas espero que tudo se resolva da melhor maneira possível tanto para nós quanto para Santa Cruz”, disse.

Além de Danny Morais, o goleiro Ricardo Ernesto e o atacante Pipico também são remanescentes que dividem a missão de liderar um elenco repleto de jovens das divisões inferiores que foram integrados ao grupo principal. Artilheiro do Santa na Série C, com seis gols em nove jogos, o centroavante de 33 anos de idade não fugiu da pressão.

“Por ser uma das referências, sei que o peso da responsabilidade é grande. Subiu uma ‘molecada’ dos juniores, mas dez atletas que já conhecem o clube permaneceram. Estamos, aos poucos, conhecendo a filosofia do técnico Leston Júnior”, comentou Pipico.

Leia também:
Zagueiro e lateral saem do Santa; Vítor e Paraíba estão nos planos
Pipico revela motivo para ficar no Santa e esconde meta de gols
Santa Cruz recusa convite para reinauguração do Amigão
Diretoria do Santa Cruz "afina" discurso de consenso


Danny Morais fez coro ao presidente Constantino Júnior e ao técnico Leston Júnior, que pediram calma à torcida com a garotada. Para não queimar os atletas da base, o executivo de futebol Luciano Sorriso também reforçou que é preciso ter cautela para utilizá-los em meio à cobrança. “Vamos usar a categoria de base, mas tem que ter paciência também, né? Não adianta no primeiro erro a gente criticar. Os garotos vão errar e acertar, mas que caiam as críticas para mim, para Pipico. Não tem problema. Estamos aqui para isso, também, e para dar tranquilidade aos jovens, que serão testados”, declarou o defensor.

Assim como Vítor, o meia Carlinhos Paraíba faz parte dos planos para 2019, contudo a direção busca recursos financeiros para estender o vínculo da dupla. Os salários atrasados também emperram a negociação. O primeiro deles está no Tricolor há quatro temporadas. Ao lado de Danny Morais, o lateral-direito conquistou o acesso à Série A em 2015 e títulos do Campeonato Pernambucano e da Copa Nordeste, ambos em 2016. Todos os três têm identificação com clube.

Pré-temporada

Após dois dias seguidos de treino físico na academia do clube, no Arruda, o elenco realizou o primeiro trabalho em Aldeia e com bola, na tarde da última quarta-feira (5), no Espaço e Lazer do Real Hospital Português. A preparação continua nesta quinta, em dois períodos, no clube, com a programação marcando atividades físicas.

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: