Guto Ferreira aparece como um dos favoritos da cúpula rubro-negra
Guto Ferreira aparece como um dos favoritos da cúpula rubro-negraFoto: Ricardo Duarte/Divulgação Internacional

Todo final de temporada vem acompanhado de uma explosão nas bolsas de especulações. Entre verdades e peruas - gíria utilizada no meio jornalístico para notícias falsas -, o Sport continua procurando o seu comandante para o ano de 2018. Com Daniel Paulista já tendo anunciado logo após o Brasileirão, no último domingo, que ele não é uma das opções para a função, a cúpula leonina continua vasculhando o mercado em busca do seu novo treinador. Segundo informações de bastidores, três nomes fazem parte da frente principal trabalhada pelos dirigentes da Praça da Bandeira: Guto Ferreira (ex-Bahia e Internacional), Eduardo Baptista (Ponte Preta) e Alberto Valentim (ex-auxiliar do Palmeiras).

Deste trio, Guto Ferreira é o que mais agrada os rubro-negros. Com característica ofensivista, teria o perfil do clube. Porém, o profissional vem recebendo outras propostas pelos bons últimos trabalhos que desempenhou. No caso de Baptista, ele tem contrato com a Macaca até o final de 2018 e teria que negociar a sua rescisão. Além disso, ainda enfrenta a resistência de alguns dirigentes pela forma de atuar e pelas passagens fracassadas por Palmeiras, Atlético/PR e pela própria Ponte Preta, rebaixada para Série B. Por último, Alberto Valentim é visto como a grande aposta. Conhecedor do futebol de base e com excelente mapeamento de atletas, principalmente do interior de São Paulo. Caso os dirigentes queiram remontar o elenco para o ano que vem, é considerada uma boa escolha. Ontem, o Verdão anunciou oficialmente a sua saída e aumentou ainda mais os rumores da vinda para o Sport.

Entre os jogadores, a bolsa de apostas não difere muito, com muitas especulações e poucas confirmações ainda. Entre as mais fortes, a pedido de Osvaldo de Oliveira o volante Rithely está sendo pretendido pelo Atlético/MG, que teria oferecido R$ 5 milhões pelos 50% dos direitos econômicos que o Sport possui. Porém, os leoninos teriam feito uma contra-proposta de R$ 10 milhões. Talvez pensando numa reposição, a diretoria rubro-negra foi atrás do volante Richardson, destaque nas últimas duas temporadas pelo Ceará. Porém, os dirigentes do Vozão se irritaram com o suposto assédio e cravaram que não irão abrir mão de nenhuma parte dos R$ 3 milhões da multa rescisória, caso o Leão esteja mesmo interessado.

Leia também:
STF nega recurso do Fla e confirma Sport campeão de 1987 
O que 2017 deixou de lição para o Sport
Daniel Paulista entrega cargo à diretoria

No Rio de Janeiro, passando férias, o meia Diego Souza não deve ficar. Com propostas e levando em conta que o Sport teoricamente terá apenas o Campeonato Pernambucano nos primeiros meses do ano, a vontade de ser convocado para a Copa do Mundo vem pesando na decisão do jogador. Tendo contrato até o final de 2019 na Ilha do Retiro, o goleiro Agenor demonstrou interesse em aceitar uma proposta de empréstimo do Figueirense, já que Magrão não vem dando brecha. Já Durval, Patrick e Osvaldo terão seus futuros definidos nesta semana, com o trio devendo renovar seus vínculos com o clube.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: