Dirigente Gustavo Dubeux, do Sport.
Dirigente Gustavo Dubeux, do Sport.Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

O Sport perdeu o seu homem-forte do futebol. Em pronunciamento seguido de uma entrevista coletiva nesta quarta-feira (06), o empresário Gustavo Dubeux anunciou que não é mais vice-presidente de futebol do clube, renunciado ao cargo a partir desta semana. Com isso, Dubeux segue apenas como vice-presidente executivo, não acumulando mais os dois cargos.

Leia também
STF nega recurso do Fla e confirma Sport campeão de 1987 
O que 2017 deixou de lição para o Sport
Sport ganha prêmio por atitude com Abel Braga
Sport é o melhor nordestino colocado em ranking da CBF
Decisão que exige paciência e atenção para o Sport

O motivo alegado pelo dirigente é a falta de tempo para continuar na função por conta de atribuições profissionais em 2018. "Requer muito tempo essa função. E eu me cobro muito de estar presente aos treinamentos e jogos. Em 2018 não terei esse tempo disponível e deixo o cargo sem problemas", explicou.

O presidente Arnaldo Barros ainda não anunciou se irá procurar alguém para a vaga ou se deixará o futebol na mão apenas da diretoria de futebol, formada por Aluísio Maluf, Augusto Carreras, Rodrigo Barros e pelo executivo de futebol, Alexandre Faria, que segundo Gustavo Dubeux, permanece no clube. "A decisão é do presidente, mas não vejo motivos para Alexandre deixar o Sport. Ele vem evoluindo e é um profissional trabalhador. Eu ainda não sei como o presidente Arnaldo pretende montar a diretoria de futebol", comentou Dubeux.

Como não poderia ser diferente, mesmo em seu último dia como dirigente responsável pelo futebol, Gustavo não conseguiu escapar da perguntar que ronda a Praça da Bandeira nos dias atuais: quem será o novo treinador do Sport. "Entendemos a ansiedade de todos, mas não podemos ter essa pressa. É preciso conversar, olhar no  olho e ver a vontade do profissional. Estamos conversando com alguns nomes e vamos anunciar logo que estiver assinado", declarou.

Questionado sobre o meia Diego Souza, o dirigente afirmou que o atleta tem contrato até o final de 2018, com preferência do Sport para extensão até o final de 2019. Porém, segundo a imprensa de São Paulo, ele interessa a vários clubes e teria mostrado interesse em deixar a Ilha do Retiro.  

Por último Dubeux voltou a proferir uma frase que vem gerando polêmica com a torcida do Sport. "Avalio 2017 como um ano positivo sim. Tivemos mais acertos do que erros. Dentro das nossas limitações, conseguimos chegar longe em várias competições. Ter chegado na reta final do Brasileiro lutando contra o rebaixamento dá a impressão que foi tudo errado. Não concordo", finalizou. 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: