Zagueiro Henríquez durante treino do Sport
Zagueiro Henríquez durante treino do SportFoto: Anderson Stevens/Arquivo Folha

A novela envolvendo o zagueiro Henríquez enfim chegou ao fim na Praça da Bandeira. Após idas e vindas, o Sport anunciou ontem, de maneira oficial, a rescisão de contrato com o colombiano, que tinha contrato até o final deste ano com o clube. Além dele, o lateral-direito Fellipe Rodrigues teve também a sua saída oficializada. Com o desfecho, os atletas estão livres para negociar com outras equipes. No caso de Henríquez, o destino deve ser o Vasco. O time carioca já havia demonstrado interesse em contar com o defensor, mas esbarrava na liberação dos dirigentes rubro-negros, que não toparam continuar pagando os salários do profissional para ele reforçar um rival direto da Série A. Segundo o vice-presidente de futebol, Guilherme Beltrão, a primeira versão apresentada por Henríquez é que a transferência seria para um clube de fora do Brasil. Abrindo mão de parte dos salários, o jogador teria a liberação. Porém, quando soube que o destino seria o Vasco, a cúpula leonina prontamente travou a negociação.

Na última sexta-feira, o próprio jogador teria procurado o executivo de futebol, Klauss Câmara, para negociar a rescisão. Sem revelar detalhes, o cartola afirma que as conversas foram proveitosas e assim chegaram a um acordo sobre a rescisão, assinada ontem. "Henríquez, inicialmente, não obteve acordo, mas na última sexta-feira, no final do dia, a gente evoluiu bem. Porém, até em virtude dos jogos da Copa do Mundo, a gente acabou por concluir hoje (ontem) a negociação. Chegamos num acordo, que se torna interessante para o clube. Estão perguntando muito, mas não houve compensação financeira de nenhum lado", explicou Câmara. De acordo com informações de bastidores, o jogador abriu mão de receber parte dos dois meses de salários atrasados para conseguir a liberação.

Leia também:
Sport e Henríquez esbarram em detalhe final
Zagueiro e lateral deixam o Sport. Volante é emprestado
Elenco do Sport passa a focar em trabalhos com bola

Com a saída de Henríquez, o Sport passa a ter apenas Durval e Ronaldo Alves como zagueiros do clube. E somente Ronaldo Alves tem contrato até o final de 2019. Já Max, Léo Ortiz e Ernando são emprestados até o final deste ano. Ou seja, ao final desta temporada o clube terá que passar por uma renovação no sistema defensivo. Uma das promessas é Adryelson, de 20 anos, que ainda não teve grandes chances no profissional.

Treino
O elenco do Sport iniciou os trabalhos ontem sem a presença do treinador Claudinei Oliveira. Alegando problemas particulares, o comandante leonino foi liberado, mas já deve estar presente nas atividades de hoje. Além dele, Everton Felipe e Nonoca também não treinaram. O primeiro ficou fazendo reforço muscular, enquanto o segundo sentiu dores no pé direito e foi poupado.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: