Michel Bastos entrou bem no decorrer das partidas e deve começar jogando em Fortaleza
Michel Bastos entrou bem no decorrer das partidas e deve começar jogando em FortalezaFoto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Aos poucos o gostinho de Série A vai reencontrando o paladar dos rubro-negros. Com a reta final da Copa do Mundo, os clubes da elite nacional entram nos últimos dias de preparativo para retomar o Brasileirão 2018, com a 13ª rodada se iniciando na próxima quarta-feira (18). Na Praça da Bandeira não é diferente. Após uma semana com foco no trabalhos físicos e outra dividida com as atividades técnicas-táticas, chegou a vez de a bola tomar conta da preparação do Sport. Ontem, o treinador Claudinei Oliveira desenhou pela primeira vez a equipe que irá enfrentar o Ceará, no estádio Presidente Vargas, às 19h30. Inicialmente marcado para acontecer na Arena Castelão, o duelo teve o seu local modificado a pedido do time cearense. Em 2015, o Vozão passou a mandar os jogos no mesmo estádio para tentar escapar do rebaixamento para a Série C e conseguiu. Curiosamente, o treinador também era Lisca, atual comandante alvinegro.

Leia também:
Ceará x Sport muda de local e Magrão pede inteligência
Zagueiro Henríquez, enfim, deixa o Sport
Elenco do Sport passa a focar em trabalhos com bola

Em relação ao time leonino, sem poder contar com o zagueiro Ronaldo Alves e o volante Deivid, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o treinador Claudinei Oliveira optou pela ousadia. Acionou o meia Gabriel como segundo volante e assim abriu espaço para Michel Bastos como titular. No treinamento realizado ontem, no CT José Médicis, o comandante rubro-negro armou a equipe com Fellipe Bastos e Gabriel como homens de marcação. Mais à frente, o trio formado com Rogério aberto pela esquerda, Marlone centralizado e Michel Bastos na direita, utilizando a tática de colocar pontas com o "pé trocado" para facilitar a diagonal para o meio e assim uma finalização mais firme. Na função de referência Rafael Marques segue mantido. Na zaga, Léo Ortiz fará a dupla com Ernando. Curiosamente, os dois são atletas emprestados pelo Internacional.

Com passagem pelo Fortaleza, rival do Ceará, o goleiro Magrão comentou a mudança do local da partida. Experiente, o arqueiro enxerga na tática da diretoria alvinegra uma escolha que tem os seus riscos. "O Castelão é mais aberto, a torcida fica distante. Já o PV a arquibancada é bem próxima. Ali, qualquer 10 mil pessoas já inflamam o estádio. Acredito que nos primeiros minutos vão incentivar muito. Mas, se nós formos inteligentes, toda essa pressão pode voltar contra eles, principalmente pelo momento que vivem", comentou. Com 19 pontos, o Sport é o sétimo colocado no Brasileirão. Já o Ceará tem apenas cinco pontos ganhos e é o lanterna.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: