Atlético/PR é único clube que tem estádio com grama sintética na Série A
Atlético/PR é único clube que tem estádio com grama sintética na Série AFoto: EBC

Centro de discussões nos últimos anos, o gramado sintético da Arena da Baixada já foi alvo de queixa de vários adversários do Atlético/PR. Pioneiro entre os clubes considerados da elite do futebol nacional, o Furacão instalou o piso artificial no final de 2015 e já passou por diversas polêmicas com muitos argumentando se tratar de um gramado que favorece ao time paranaense, já que só ele tem e já está mais acostumado que os demais clubes. O piso é formado por uma mistura de camadas de borracha, terra e outra de borracha misturada com um produto orgânico chamado geo fio, originário da casca do côco e sua fibra.

Leia também:
Michel Bastos revela que não aceitou deixar o Sport
Após polêmica, 'Família Bastos' ganha nova chance no Sport
Milton desenha o Sport com volta de Fellipe Bastos

Apesar de todas as queixas dos adversários, o gramado é aprovado pela Fifa e passa por uma inspeção anual feita pela própria Fifa para que seja liberado para uso. No Brasileirão 2016, o primeiro com o gramado sintético, o Atlético/PR fez toda a diferença nos jogos em casa, vencendo 17 e perdendo apenas dois, sendo o melhor visitante de um lado e quarto pior visitante do outro. Alheio a todo esse debate, o Sport precisa vencer o gramado e o Atlético/PR neste domingo (14), às 19h. Para não ser pego de surpresa, o treinador Milton Mendes resolveu se antecipar na adaptação.

Curiosamente, Milton já treinou o Furacão, em 2015, antes da implantação da grama sintética da Arena da Baixada. O novo piso é mais duro e tem como característica deixar o jogo mais rápido, com a bola deslizando com mais velocidade. Para deixar os seus atletas adaptados o mais rápido possível, o comandante rubro-negro pediu para que o gramado do campo do Centro de Treinamento José Médicis, em Paratibe, fosse molhado com mais intensidade antes das atividades de ontem.

Nas duas vezes em que atuou na casa do Furacão com o novo piso, o Sport não se deu bem, perdendo nas duas ocasiões. No Brasileirão de 2016, 2x0 para o Furacão, com gols de André Lima e Thiago Heleno. Já no ano passado, 2x1 para os paranaenses, com gols de Lucho González e Felipe Gedoz, com Diego Souza descontando para os leoninos. Com a grama natural, o Leão se deu melhor em 2014, vencendo por 1x0, com gol de Diego Souza, e empatou em 2015, com um gol de Marlone.

Para encarar os atleticanos desta vez, o Sport vai confiante após uma vitória diante do Internacional. Por isso, Milton Mendes tentou fazer o mínimo de mudanças possíveis. As únicas duas alterações serão feitas por motivo de força maior, já que o lateral-esquerdo Sander e o volante Jair estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. O prata-da-casa Evandro e o Fellipe Bastos forma os escolhidos para as vagas.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: