Educação

Ciclo da alfabetização tem como desafio manter os alunos nas escolas
Ciclo da alfabetização tem como desafio manter os alunos nas escolasFoto: Reprodução/Pixabay

Quando se fala no crescimento de um país, uma das primeiras coisas que vem à mente é o seu investimento em educação. Especialistas de vários setores são unânimes ao defender que uma nação sem boas escolas está fadada à estagnação social, política e econômica. No Brasil, ela é um direito social de todos, assegurado pela Constituição Federal e de competência comum da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Apesar disso, segundo relatório Education at a Glance 2017 (Um olhar sobre a educação, em tradução livre), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que apresenta um amplo panorama sobre o setor em mais de 45 países, estamos bem abaixo da média dos demais. Em 2015, mais da metade dos adultos, com idade entre 25 e 64 anos, não tinham acesso ao ensino médio e 17% da população sequer tinha concluído o ensino básico.

A média dos países ligados à OCDE é de 22% de adultos que não chegaram ao ensino médio e 2% que não concluíram o básico. O relatório, no entanto, mostra um avanço. Entre os adultos de 25 e 34 anos, o percentual de alunos que completaram o ensino médio subiu de 53% em 2010 para 64% em 2015. Os dados comprovam que ainda há muito a se avançar.

Garantir que crianças e jovens aprendam e estejam prontos para construir a sua carreira profissional é um desafio de todos, afinal, o fato de que o Brasil ocupa a penúltima posição no ranking mundial que avalia a qualidade da educação não deve ser vista como tema que deve ser deixado em segundo plano.

Na pesquisa Marcas que eu gosto, o Salesiano é o vencedor na categoria Colégio Particular. O Nuce venceu em Preparatório para Concursos.

comentários