Imóveis

O interesse da compra de um imóvel faz com que o cliente pesquise mais no âmbito virtual
O interesse da compra de um imóvel faz com que o cliente pesquise mais no âmbito virtualFoto: Arquivo Folha de Pernambuco

A Moura Dubeux é mais uma vez preferência absoluta na Marcas que eu gosto. Em 2018, a empresa completa 35 anos de atuação em Pernambuco e dez anos no Rio Grande do Norte, Ceará, Bahia e Alagoas. “Nós temos mais de 205 empreendimentos entregues nesses estados. Para a gerente de Marketing, Eduarda Dubeux, a força da marca na mente dos pernambucanos se deve ao trabalho contínuo para o lançamento de produtos de qualidade e preocupação em trazer tendências novas, como espaço de co-working, pomar e horta.

“Colocamos esses itens em nossos lançamentos recentes porque verificamos que eram adequados ao novo estilo de vida das pessoas. Hoje se fala muito em experiência, e nada melhor do que ter uma boa experiência na entrega do seu apartamento: receber no prazo, com a qualidade que desejava e um atendimento de pós-venda para o que for necessário”, pontua a gerente.

Cerca de 25% dos produtos da Moura Dubeux são comercializados via canais digitais. De olho nas demandas dos clientes conectados, um novo site está em andamento para 2018. “Um bom clima de trabalho traz a satisfação dos colaboradores e, consequentemente, bons resultados. Isso junto fez a construtora ser eleita mais uma vez pelos pernambucanos”, diz a gerente.

INOVAÇÃO EM TODOS OS ESTÁGIOS DE NEGÓCIO
Com uma média de 1.400 clientes por mês e 270 imóveis comercializados no mesmo período, a Paulo Miranda é preferência quando o assunto é imobiliária. Ao longo de 46 anos de atuação no mercado, a empresa não abriu mão da inovação. “Pensamos nela em todos os aspectos, inclusive na comunicação, qualificação dos profissionais e tecnologia. Acompanhamos de perto a conclusão dos negócios priorizando a segurança e a tranquilidade que todos almejam nesse tipo de transação que envolve alto valor financeiro e emocional. É a partir disso que construímos a fidelização no mercado”, avalia a diretora de Marketing, Renata Miranda.

Na prática, o interesse da compra de um imóvel faz com que o cliente pesquise no âmbito virtual as opções que ele pode considerar para análise, e neste mesmo ambiente ele interage com o profissional, seguindo para as confirmações telefônicas, onde agenda visita aos imóveis ou mesmo transita entre o meio virtual e físico, até identificar a opção que melhor se enquadra às suas necessidades.

Por isso, a imobiliária tem investido em ações de marketing, especialmente na atuação nas mídias digitais. A imobiliária oferece três unidades de negócios para diferentes nichos mercadológicos, em Paulista, Boa Viagem, a Unidade Exclusive (público prime, também em Boa Viagem) e, até o final deste primeiro semestre, uma nova unidade no município de Igarassu. Outra meta para 2018 é a ampliação para o Interior, com a proposta de bairros planejados.

Fatores como a queda dos juros – com Selic a 9,25% e a própria economia, que começou a dar sinais de recuperação - trouxeram boas expectativas aos negócios do segmento
Fatores como a queda dos juros – com Selic a 9,25% e a própria economia, que começou a dar sinais de recuperação - trouxeram boas expectativas aos negócios do segmentoFoto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

Depois de uma forte retração do mercado, o ano de 2017 trouxe um respiro para o setor imobiliário. Alguns fatores, como a queda dos juros – com Selic a 9,25% e a própria economia, que começou a dar sinais de recuperação, trouxeram boas expectativas aos negócios do segmento, estimulando a tomada de financiamentos e o consumo.
“A tendência é que o resto do segundo semestre seja positivo. De forma bastante amadurecida, o empresário local se preparou para a crise”, avalia o presidente da Ademi-PE, Carlos Tinoco.

Empresas consolidadas no mercado, como a Paulo Miranda, vencedora na categoria Imobiliária da pesquisa Marcas que eu gosto 2017, comemoram a superação do período de maiores dificuldades. O horizonte é positivo, até porque, mesmo em meio às intempéries do mercado, a empresa conseguiu registrar um crescimento de 35% nos primeiros meses do ano vigente em comparação ao mesmo período de 2016. Renata Miranda, diretora de Marketing da Paulo Miranda, avalia que a credibilidade associada à inovação são diferenciais da empresa. “Inovamos em todos os aspectos, inclusive na comunicação, qualificação dos profissionais e tecnologia que buscamos de forma contínua para oferecer aos nossos clientes maior qualidade no atendimento e facilidade nas escolhas de seus imóveis”, enumera.

A atenção com os clientes continua até a conclusão do negócio, acompanhado de perto pela equipe de quase 300 corretores. Isso oferece segurança aos clientes, defende Renata. Em média, 165 imóveis são comercializados pela Paulo Miranda todos os meses, contabilizando os resultados das três unidades de negócios em Paulista e Boa Viagem, além de uma unidade Exclusive, focada no público.

Por hora, além dos investimentos voltados para o marketing em mídia digital, em campanhas especificas para um maior engajamento do público, a Paulo Miranda desenvolve um trabalho de mentoria e coaching específico no segmento para os seus profissionais, além da contratação de diversos cursos de capacitação da nossa força de vendas. “Dispomos ainda de um plano de investimento com o objetivo de acompanhar as tendências, facilitar, melhorar e aumentar os serviços prestados e a qualidade”, detalha Renata Miranda.

Surpreender como estratégia

Mais de três milhões de metros quadrados construídos e cerca de 200 empreendimentos – 150 deles em Pernambuco – entregues. Esse é o robusto portfólio da pernambucana Moura Dubeux, maior incorporadora do Nordeste. Escolha do público na categoria Construtora, a empresa já está presente em Alagoas, Rio Grande do Norte, Ceará, Bahia, além de Pernambuco.

Leia também:
Estudo faz mapeamento dos hábitos dos consumidores
Foco e estratégia como receita de sucesso

A assinatura da Moura Dubeux é fortemente associada à inovação no mercado imobiliário. Tanto na criação de modelos de empreendimentos, quando na exploração de novas áreas, a empresa está sempre antecipando tendências. “Esse trabalho de inovação envolve o time de inteligência de mercado e vários outros setores com pesquisa constante”, explica a gerente de Marketing Eduarda Dubeux.

A capacidade de continuar surpreendendo a clientela tem sido fundamental para romper o marasmo geral do mercado imobiliário. E é uma estratégia que vem funcionando, tanto que, no primeiro semestre deste ano, enquanto o setor de modo geral ainda amargava desempenhos recessivos, a empresa teve um incremento de 20% das vendas, no resultado geral de suas praças (Pernambuco, Alagoas, Bahia, Rio Grande do Norte e Ceará). O maior crescimento foi em Pernambuco, onde os resultados superaram a meta em 33%.

“Os lançamentos foram os responsáveis pelo incremento. Embora o setor todo tenha sentido o impacto da crise nos negócios, conseguimos manter um bom ritmo de lançamentos”, ratificou Eduarda. Além disso, a empresa investe continuamente no relacionamento com os clientes. “Começamos focando em condomínios fechados, modelo onde a proximidade com o cliente é muito forte. Está no DNA da empresa”, destaca.