A Elétronsbot é a única do Norte/Nordeste no campeonato que acontecerá de 21 a 25 de junho
A Elétronsbot é a única do Norte/Nordeste no campeonato que acontecerá de 21 a 25 de junhoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Os adolescentes recifenses estão com a mão no futuro. Dois campeonatos internacionais de robótica neste ano podem ter a presença de estudantes da Capital pernambucana. O primeiro, Robocup - Campeonato Mundial de Robótica, realizado no Japão, está garantido e será disputado por alunos da rede municipal de ensino. O segundo, o First Lego League (FLL) na Inglaterra, pela equipe Elétronsbot, formada por alunos do colégio Visão. Para viajar, no entanto, a equipe precisa de ajuda financeira, ou ficará de fora da disputa. Além das passagens, serão necessários cerca de 520 libras para os custos de cada integrante. 

A Elétronsbot é a única do Norte/Nordeste no campeonato que acontecerá de 21 a 25 de junho. No total, serão necessários R$ 60 mil para tornar a participação possível. “Uma oportunidade dessa, a gente tem que aproveitar. Porque não é uma coisa que acontece todo dia. Se a gente conseguir viajar, vai ser uma motivação maior ainda para o próximo campeonato”, avaliou a aluna do 2º ano do Ensino Médio, Sofia Alencar, de 16 anos.
O FLL é considerado uma das maiores competições mundiais de robótica envolvendo uma média 230 mil jovens. A competição tem um desafio a cada edição. O tema proposto deste ano é Animal Allies, abordando a relação entre humanos e animais como aliados. O projeto da Visão Elétronsbot é intitulado “Repelir sim, Exterminar, não! Um litoral sem preocupação”.

O plano consiste em criar e instalar um sistema de boias como barreira no canal natural próximo aos arrecifes, repelindo tubarões. A pesquisa foi discutida com o doutor em ciências marinhas pela Universidade de Pesca de Tóquio e o diretor do Departamento de Pesca e Aquicultura da UFRPE, Fábio Hazin.
Representantes do Colégio Visão estão buscando meios de tornar a viagem possível. “É um custo alto. Então, a gente tá usando de alguns mecanismos, levaremos na Prefeitura do Recife e no governo do Estado, além disso, estamos entrando em contato com outras empresas. A equipe montou também uma vaquinha, e vamos fazer ações de arrecadação no próprio colégio”, contou Carlos Paiva, professor responsável pela equipe de robótica. O grupo terá até o dia 31 de maio para arrecadar o montante.
As doações podem ser feitas no www.vakinha.com.br/vaquinha/eletronsbot-na-international-open-championship ou por depósito na conta poupança do Bradesco (Ag.:3202-6; C.C:9234-7). O contato do grupo é pelo (81) 99145-2996.
Escola municipal
Alunos da rede municipal de ensino do Recife se classificaram para a copa do mundo da robótica pela segunda vez, após serem campeões da Olimpíada Brasileira de Robótica em 2016.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: