Grupo de Operações Especiais - GOE
Grupo de Operações Especiais - GOEFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Três policiais, sendo dois agentes da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) e um da Polícia Civil, foram presos temporariamente na manhã desta quinta-feira (20). Eles são acusados de praticar roubos, atuando principalmente no Centro do Recife. A Operação “Cães de Fu” também cumpre seis mandados de busca e apreensão e investiga o envolvimento de outros agentes da polícia em roubos.

Foi preso o agente da Polícia Civil Silvio Gomes da Silva, lotado na Delegacia de Polícia de Água Fria. Além dele, também foram detidos o soldado Raul César Félix de Moura e o cabo Cleberson Felipe dos Santos, ambos lotados no batalhão especializado da Rocam.

Com os mandados de busca e apreensão, foram encontrados relógios, celulares e uma arma de fogo sem registro na residência de um dos policiais. O balanço parcial das ações foi feito na sede do Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil (GOE), no bairro do Cordeiro. “Foi uma surpresa para nós, e estamos investigando se há outros policiais envolvidos nesses roubos” afirmou o comandante da PMPE, Vanildo Maranhão.

Os policiais permanecerão detidos por cinco dias e depois responderão ao processo no Conselho de disciplina da Polícia Militar. O afastamento deles depende deste inquérito.

Grupo de Operações Especiais - GOE
Grupo de Operações Especiais - GOEFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Operação Cães de Fu
Operação Cães de FuFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Operação Cães de Fu
Operação Cães de FuFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: