Adolescentes são recapturados após motim e fuga na Funase do Cabo
Adolescentes são recapturados após motim e fuga na Funase do CaboFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Um motim com fuga de internos e feridos tumultuou a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, neste domingo (1º). A confusão começou por volta das 17h e só foi controlada depois das 19h, quando a Polícia Militar entrou na unidade. Segundo a Funase, um interno ficou ferido e muitos outros fugiram. No local, um policial militar chegou a mencionar 55 fugas, mas a Funase não confirmou o número até as 21h. 

Por meio da assessoria de imprensa, a Funase alegou que a contagem dos presos só deve ser concluída na madrugada desta segunda-feira (2). A instituição só informou que um interno foi ferido por um objeto perfurocortante e foi socorrido - gases sujas de sangue podiam ser vistas até do lado de fora da unidade. Ele foi levado para a Unidade de Pronto-Atendimento (Upa) do Cabo e depois transferido para o Hospital Dom Hélder Câmara, também no Cabo. Outro jovem foi atendido dentro da unidade, por conta de uma entorse no tornozelo. O reeducando responsável pelo ferimento mais grave foi levado, por volta das 20h, para a delegacia de plantão do Cabo. A Funase não informou a idade dele. 

O motivo do motim ainda não foi confirmado. Familiares que estavam na porta da unidade, aguardando informações dos internos, afirmaram que outras brigas já haviam ocorrido na unidade. A irmã de um dos internos disse até que a confusão poderia ter sido por falta de comida. Ela disse que o irmão estava reclamando que os funcionários da Funase estariam sem receber e, por isso, estariam levando os lanches dos internos para casa. Um dos agentes, no entanto, negou o atraso de salários. A Funase também negou a história e disse que apurações iniciais indicam que o motim foi causado para viabilizar a fuga dos internos, que abriram um buraco em um dos muros da unidade para poder escapar. 

A confusão ocorreu nas alas 2 e 4 da unidade, segundo a Funase, e começou logo depois da visita dos familiares, que ocorreu tranquilamente das 9h às 16h. Os jovens atearam fogo em colchões e lençóis e a fumaça podia ser avistada à distância. Por isso, alguns funcionários saíram do prédio, muito nervosos. Eles não quiseram falar com a reportagem.

Segundo a Funase, a situação foi controlada por volta das 19h30. Mas aproximadamente vinte policiais continuavam envolvidos na busca pelos jovens que conseguiram fugir às 21h30. Até este horário, cinco reeducandos já havia sido recapturados. Dois deles foram encontrados por volta das 19h30 por policiais do Grupamento Tático Itinerante (Gati) na comunidade de Novo Horizonte, no bairro da Charneca. Segundo o Gati, mais três adolescentes estavam no local, mas fugiram entrando na mata da região. Outro jovem acabou sendo capturado no mesmo local algum tempo depois. Mais cedo, já haviam sido recapturados mais dois pela Rádio Patrulha. 

Adolescentes são recapturados após motim e fuga na Funase do Cabo
Adolescentes são recapturados após motim e fuga na Funase do CaboFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Adolescentes são recapturados após motim e fuga na Funase do Cabo
Adolescentes são recapturados após motim e fuga na Funase do CaboFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Adolescentes são recapturados após motim e fuga na Funase do Cabo
Adolescentes são recapturados após motim e fuga na Funase do CaboFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Motim e fuga de adolescentes na Funase
Motim e fuga de adolescentes na FunaseFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Parentes aguardam notícias em frente à Funase do Cabo
Parentes aguardam notícias em frente à Funase do CaboFoto: Cortesia/Whatsapp

veja também

comentários

comece o dia bem informado: