Damien Marre - Professor da Aliança Francesa
Damien Marre - Professor da Aliança FrancesaFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Há alguns anos, preencher o currículo com “inglês fluente” fazia com que o postulante ao cargo oferecido naquela oportunidade saísse com ampla vantagem na frente dos demais concorrentes. Mas, com o passar do tempo, apenas saber falar inglês não era suficiente na hora de buscar uma vaga no mercado de trabalho. A língua, antes um diferencial, hoje é cobrada quase como uma obrigação.

Para voltar a conseguir se destacar dos demais candidatos, é necessário buscar alternativas. Um bom caminho é passar a investir um pouco de tempo no aprendizado de uma nova língua, o pode fazer com que a pessoa saia na frente na busca por um emprego.

Se for levar em consideração os idiomas mais exigidos pelo mercado de trabalho no Brasil - após o inglês e o espanhol - o francês é a língua mais solicitada. Os números fazem parte de um levantamento realizado no ano passado Catho Online.

Ao redor do mundo, 290 milhões pessoas falam o idioma, além de ser a língua oficial de 29 países. A França também possui um mercado abrangente, sendo um dos principais produtores mundiais no setor farmacêutico, em telecomunicações, na aeronáutica e na energia; sendo ainda a maior parceira do Brasil na América Latina, com mais de 600 empresas estabelecidas diretamente no País, empregando mais de 250 mil pessoas.

Leia também:
Confira o especial


“Depois que o inglês virou uma obrigação, outros idiomas que o rodeiam se tornaram um grande diferencial. O francês, ainda mais, já que abre portas em várias instituições brasileiras. A língua, inclusive, se tornou um dos idiomas internacionais da Europa nas áreas diplomática e científica, ou seja, virou a língua oficial e de trabalho em todas as agências das Nações Unidas e em organizações como União Européia, Otan, Conselho da Europa, entre outras”, explicou Damien Marre, professor de francês do curso Aliança Francesa.

Além de um curso de línguas, atualmente a internet e os vários aplicativos para celular permitem que o interessado em ingressar no estudo de um novo idioma possua um leque ainda mais amplo na hora de aprender e praticar. Portanto, o primeiro passo para expandir o currículo e aumentar as possibilidades de contratação é escolher uma língua que se tenha certa identificação, mas que também possua um apelo no mercado de trabalho.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: