A surpresa sobre o único espaço público de lazer da cidade motivou a comunidade a protestar
A surpresa sobre o único espaço público de lazer da cidade motivou a comunidade a protestarFoto: Cortesia

 Moradores do município de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, foram surpreendidos na tarde dessa terça-feira (4) com uma faixa afixada na fachada do Parque Aldeia dos Camarás, situado no km 10,5 da Estrada de Aldeia. O aviso sinaliza que o terreno se trata de uma área privada pertencente ao Espólio Torquato Castro. A surpresa sobre o único espaço público de lazer do município motivou a comunidade a se reunir no próximo sábado (8), a partir das 8h, em um ato pacífico com atividades culturais e lúdicas para pedir esclarecimento à prefeitura.

Entre 2011 e 2012, após vários protestos da população para evitar o desmatamento da área, a administração municipal fez a desapropriação dos oito hectares do Parque Aldeia dos Camarás, que até então tinha sido vendido pela Torquato Castro a outra empresa particular. Na época, a prefeitura apresentou um projeto semelhante ao parque e museu interativo Espaço Ciência, em Olinda, que seria o Parque Espaço Saber, vinculada à Secretaria Municipal de Educação. “Ele chegou a ser iniciado, com a construção de um muro, pista de cooper de 1.700 km, mas na gestão seguinte o projeto original não foi concluído”, afirmou o presidente do Fórum Socioambiental de Aldeia, Herbert Tejo.

Leia também:
Prefeitura de Camaragibe destrói área de preservação
Prefeitura de Camaragibe volta a ser autuada por destruir área de preservação
Após desmatamento, Camaragibe se propõe a assinar termo de compromisso com a CPRH


“Foi proposto pela prefeitura que o Parque Aldeia fosse semelhante ao Parque da Jaqueira, mas não deram nenhum passo. Como o projeto foi feito sem respeitar a legislação ambiental, por se tratar de uma área de nascente, o Ministério Público de Pernambuco embargou a obra”, explicou. 

A Prefeitura de Camaragibe emitiu um comunicado informando que o terreno em questão foi devolvido à família Torquato Castro “devido a diversas irregularidades contratuais que obrigaram o Executivo a restituir nesta gestão a diferença paga em favor do antigo proprietário, no valor de R$ 10.170.000,00”. A administração também afirmou que, “diante da expectativa de vir arcar com o pagamento deste valor, sem o devido aprovisionamento financeiro, fica impedido de atender ao pleito do litigante, restando tão somente a opção de devolução do terreno”, concluiu a nota. Sem luz, capinação e segurança, os moradores querem uma resposta sobre o futuro do Parque Aldeia dos Camarás.

Polêmica
Área de preservação permanente, o Parque Aldeia dos Camarás foi alvo de impasse entre a Prefeitura de Camaragibe e a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) em outubro. Tudo porque o Executivo tentou abrir um acesso viário dentro do Parque. O desmatamento resultou em dois embargos, na apreensão de dois caminhões e dois tratores e em quatro autos de infração contra a Prefeitura e dois contra o prefeito Demóstenes Meira. Cerca de 100 metros de estrada foram construídos sem nenhuma licença ambiental. 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: