Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do Recife
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do RecifeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Um idoso cadeirante de 89 anos morreu e outras cinco pessoas ficaram feridas na manhã desta quinta-feira (9) em um incêndio em uma residência na rua Juarez Millet, no bairro do Jiquiá, na Zona Oeste do Recife. O Corpo de Bombeiros (CB) foi acionado por volta das 6h e enviou sete viaturas ao local. Brivaldo Fagundes do Nascimento não conseguiu ser tirado a tempo do quarto em que estava e morreu com queimaduras de terceiro grau em todo o corpo, segundo o tenente do CB Plínio Guilherme.

As chamas atingiram o quarto do idoso e os bombeiros evitaram que se alastrassem para os outros cômodos. Os cinco feridos, que também estavam na casa, foram socorridos para unidades hospitalares pelo CB e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). De acordo com os bombeiros, os familiares informaram que uma vela estava acesa próximo ao quarto do idoso, o que poderia ter provocado o incêndio. O Instituto de Criminalística (IC) vai periciar o local e atestar a causa.

Leia também:
Incêndio atinge caldeira de loja de material de construção na Tamarineira
Incêndio atinge supermercado na Zona Norte do Recife

Entre os feridos socorrido pelos Bombeiros, um homem de 43 anos, identificado como Peter Glaydson Fagundes dos Santos, foi conduzido com queimaduras na face e nos braços ao Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, área central do Recife. Ele teve 10% do corpo queimado ao tentar tirar o tio do quarto. Segundo a assessoria do HR, o quadro de Peter Glaydson é estável e ele seguirá para curativos.

A vizinha da família Jacilene Silva Soares conta que acordou com os gritos de socorro de Peter. "Eram umas cinco e meia da manhã quando eu ouvi os gritos do sobrinho gritando: 'Por favor, socorro, me ajude. Meu tio está morrendo queimado'. Era um desespero muito grande", relatou. "O meu irmão acordou apavorado, desceu, pegou um balde e saiu correndo para tentar ajudar a apagar. Ele entrou em choque ao ver ele morrendo queimado na cama. Todo mundo ficou transtornado e triste por não ter conseguido ajudar. Eram gritos de terror, ele gritava muito. Ele até se queimou um pouco por ter ajudado", completou a vizinha.

Lindinéia Fagundes dos Santos, de 63 anos, que também estava na residência, foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá, na Zona Oeste do Recife, com quadro de inalação de fumaça. Segundo a UPA, ela chegou muito nervosa e precisou ser sedada e entubada. O estado de saúde dela é estável e a idosa deverá ficar internada no local até ser transferida para outro hospital.

Um adolescente de 12 anos foi socorrido para a mesma UPA com inalação de fumaça e com quadro estável. Uma outra mulher de 42 anos identificada como Nadege Fagundes dos Santos foi levada também por inalação à UPA do Ibura, na Zona Sul do Recife. Ela estava com a pressão arterial alterada, mas passa bem. Ambos devem receber alta nesta quinta.

   Sobrinho lamenta morte do tio

O sobrinho da vítima Cristiano Fagundes lamentou a morte do tio. "Não estou ciente do acontecido, só sei que meu tio veio a falecer e minha família foi socorrida", contou à reportagem da Rádio Folha FM. Segundo ele, moravam na residência oito pessoas. "No momento estavam minha mãe, minha tia, meu sobrinho, minhas duas irmãs e meu tio que veio a falecer. Me disseram que foi simplesmente uma vela que deixaram acesa", completou.



Cristiano Fagundes é sobrinho do idoso que morreu queimado

Cristiano Fagundes é sobrinho do idoso que morreu queimado - Crédito: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco



A residência foi isolada pelo Corpo de Bombeiros, que irá aguardar a perícia para confirmar a causa do incêndio. "Quando chegamos havia muita fumaça e pouco fogo. Nossa equipe fez a intervenção, retirou as vítimas e isolou a área, porque poderia ter mais vítimas. A operação foi bem sucedida, mas ficamos tristes porque não conseguimos salvar esse cidadão. A irmã do idoso informou que ele era cadeirante, o que dificultou sua saída do local. Os parentes não conseguiram tirá-lo a tempo", detalhou o tenente Plínio Guilherme. O corpo de Brivaldo Fagundes foi removido pelo Instituto de Medicina Legal (IML) por volta das 9h30.

Uma equipe da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) foi ao local e eliminou risco para os moradores da rua. Segundo a distribuidora, o fornecimento de energia foi afetado apenas na residência atingida pelas chamas.

Corpo do idoso foi removido pelo IML

Corpo do idoso foi removido pelo IML - Crédito: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco


 

Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do Recife
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do RecifeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do Recife
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do RecifeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do Recife
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do RecifeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do Recife
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do RecifeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do Recife
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do RecifeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do Recife
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do RecifeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do Recife
Idoso morre em incêndio no Jiquiá, na Zona Oeste do RecifeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: