Metrô do Recife
Metrô do RecifeFoto: Leo Motta/Folha de Pernambuco

Após solicitação do Grande Recife Consórcio de Transporte, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) suspendeu o início da integração temporal na Estação Central do Metrô do Recife, localizada no bairro de São José. A mudança na operação estava prevista para o próximo sábado (8), mas foi adiada para janeiro de 2019. 

Leia também
Ambulantes queimam pneus em protesto e paralisam Linha Sul do metrô
Metrô do Recife: tarifa de R$1,60 deve ser implantada nesta quinta


O Grande Recife Consórcio de Transporte argumentou, em reunião com equipes técnicas dos dois órgãos, que não havia tempo hábil para distribuir cinco mil cartões Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) até o fim de semana. "Fizemos uma reunião, nesta quarta-feira (5), com a equipe técnica da CBTU e do Grande Recife. Colocamos nossos argumentos e chegamos à conclusão de que existe uma inviabilidade para iniciar a integração temporal neste sábado. Para fazer a integração temporal, os cinco mil usuários que pagam a passagem em dinheiro precisam ter o cartão VEM e, a partir disso, vimos que não havia tempo hábil para distribuir os cartões antes da alteração", explicou o diretor de Operação do Grande Recife, André Melibeu.

O consórcio justificou, ainda, que seria preciso realizar um estudo cauteloso para evitar que os usuários sejam prejudicados pela mudança e terminem pagando uma passagem a mais no deslocamento. "Não podemos fazer a mudança dessa forma porque acaba prejudicando as pessoas. É necessário um estudo para que o passageiro não termine pagando mais uma passagem. Criamos um grupo de trabalho para afinar as coisas e conseguir realizar a alteração até 19 de janeiro", concluiu o diretor.

A mudança tem a intenção de coibir a evasão da receita. A CBTU estima que cerca de mil pessoas circulam diariamente sem pagar tarifa do transporte. Com a implantação do novo sistema, os 45 mil usuários que circulam diretamente pela estação terão que realizar a integração Metrô/Ônibus exclusivamente com o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) – comum, trabalhador, estudante ou livre acesso – sem que seja debitada uma nova tarifa no segundo embarque dentro do período de duas horas.

Depois que a integração temporal foi adotada na Estação Cavaleiro, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, a CBTU recuperou em 300% o número de usuários que entrava irregularmente nos portões do terminal. Ainda durante a reunião, os dois órgãos acordaram que, até a implantação da integração temporal em janeiro, o Grande Recife vai reforçar a segurança no Metrô para reduzir a evasão. "Como o Grande Recife nos pediu mais tempo, decidimos que, para diminuir o número de pessoas sem pagar, vamos reforçar a segurança nos terminais até o dia 19", explicou o superintendente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) do Recife, Leonardo Villar.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: