'Torturador de Afogados' na saída da delegacia
'Torturador de Afogados' na saída da delegaciaFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) apresentou, nesta quinta-feira (9), os detalhes da prisão de Emmanuel Augusto de Oliveira, de 37 anos, conhecido como "Torturador de Afogados". Ele é suspeito de torturar duas mulheres na Comunidade Vila Miguel, em Afogados, Zona Oeste do Recife. De acordo com o delegado Igor Leite, tanto as vítimas quanto o suspeito são usuários de drogas e dívidas com pedras de crack teriam sido o motivo que levou o suspeito à prática dos crimes. Com Emmanuel a polícia apreendeu cordas, um barrote de madeira e um facão. Durante o depoimento foi descoberto um mandado de prisão por tráfico de drogas em aberto, contra Rosalice Silva de Melo, a Rosinha, de 38 anos. Ela é companheira da outra vítima, de 27 anos, que não teve o nome revelado e foi salva pela polícia minutos antes de ser jogada na maré, com uma pedra amarrada no pé. Ele foi indiciado por lesão corporal, tortura, furto qualificado e cárcere privado

O trio havia dado uma bicicleta a traficantes, como parte de pagamento de dívidas. Mas o valor não era suficiente e Emmanuel passou a cobrar das duas mulheres mais dinheiro. Sem êxito, ele encontrou Rosalice e a arrastou com um facão para a casa dele. “Lá ele começou a praticar tortura psicológica e ela, sob cárcere privado, passou a sofrer ameaças. A intenção dele era chegar à companheira de Rosalice, para tentar conseguir o valor de R$ 200, que seria levado para pagamento ao tráfico. De madrugada, Emmanuel saiu para praticar furtos na área de Afogados e levou a vítima para ajudá-lo. Durante a ação, Rosalice conseguiu fugir”, contou o delegado que confirmou furtos a uma residência e a uma sorveteria, além de fios de cobre, objetos que foram levados pelo suspeito para serem trocados por drogas.  

Leia também:
Mulher comandava quadrilha suspeita de homicídios, tráfico, tortura e venda de armasAdolescente é torturada e baleada na cabeça em Caruaru

Já no dia seguinte Emmanuel encontrou a vítima de 27 anos na estação do metrô de Afogados e com o mesmo facão, a levou para uma localidade conhecida como Marrom Glacê, dentro da Vila Miguel, em Afogados. “Lá ele começou a torturá-la com o barrote e o facão, que seria usado para desmembrar a mulher, que ficou sob a ameaça de ter as orelhas e os dedos decepados. A vítima, amarrada, chegou a ser levada para a área de maré, local em que seria jogada com uma pedra amarrada ao pé. Mas chegamos a tempo e conseguimos evitar.”, concluiu o delegado.

Emmanuel Augusto de Oliveira foi levado para audiência de custódia. Já Rosalice Silva de Melo, prestou depoimento como vítima e em seguida, com o mandado de prisão por tráfico de drogas em aberto, foi encaminhada para a Colônia Penal Feminina Bom Pastor.



veja também

comentários

comece o dia bem informado: