Homicídio
HomicídioFoto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

O primeiro trimestre de 2019 registrou uma redução de 27,6% no número de homicídios em Pernambuco. O balanço foi divulgado nesta segunda-feira (15) pela Secretaria de Defesa Social (SDS), que apontou 896 homicídios entre 1º de janeiro e 31 de março deste ano, contra 1.237 no mesmo trimestre do ano anterior. O mês de março, com 316 ocorrências, é o 16º consecutivo de redução nos índices de mortes violentas no Estado, com quedas em todas as regiões.

A redução dos homicídios ocorreu em todas as regiões de Pernambuco nesse primeiro trimestre em comparação ao mesmo período de 2018. Na Zona da Mata, o recuo foi de 31,73%: de 249 para 170 mortes; na Região Metropolitana do Recife (RMR, exceto a Capital), de 373 para 256; no Sertão, de 137 para 96; no Agreste, de 310 para 233; e no Recife, de 168 para 141.

Leia também:
Fevereiro registra redução de 33,9% nos casos de homicídio comparado a 2018
Fevereiro registra menor índice de roubos em 4 anos em Pernambuco


Todas as regiões também apresentaram queda na comparação entre março deste ano e março do ano passado. No Sertão, a redução foi de 46 para 31; na Zona da Mata, de 67 para 53; no Recife, de 55 para 44; no Agreste, de 100 para 92; e na RMR (exceto o Recife), de 101 para 92. Não houve Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) em março de 2019 em 94 municípios pernambucanos e em Fernando de Noronha, segundo a SDS. [veja a lista abaixo]

Mortes de mulheres
O número de assassinatos de mulheres foi o menor em intervalos de 90 dias desde a implantação da atual metodologia de contagem de homicídios, iniciada em 2004. Foram 49 assassinatos entre janeiro e março deste ano. Três mulheres foram vítimas de feminicídio em março de 2019, uma redução de 57,1% em comparação ao mesmo mês do ano anterior, quando foram contados 7 casos. No primeiro trimestre do ano foram 15 homicídios contra 18 do período equivalente anterior.

Estupros registram queda
Os estupros também caíram em Pernambuco nos recortes do primeiro trimestre e de março. Entre janeiro e março deste ano foram 519 queixas desse tipo de crime contra 647 do mesmo período anterior, uma redução de 19,78%. Contando apenas o mês de março, a queda foi de 13,81%: de 210 para 181.

As queixas de violência doméstica contra a mulher aumentaram, tanto no comparativo do mês de março quanto na análise do 1º trimestre. Foram 3.681 casos reportados à polícia no mês passado, contra 3.615 registros no mesmo período de 2018. As 66 denúncias a mais representaram um aumento de 1,83%. No recorte trimestral, houve 8,96% de crescimento no comparativo de janeiro a março deste ano com o período análogo de 2018: de 9.783 para 10.660.

Motivação dos assassinatos
Segundo a SDS, tráfico de drogas, acerto de contas ou outras atividades criminais lideram as motivações do assassinatos no Estado: dos 896 homicídios registrados no primeiro trimestre deste ano, 67,75% foram por uma dessas razões. Os conflitos em comunidades estão na sequência, com 171 casos (19,08%). Por fim, conflitos afetivos e familiares registraram 34 casos (3,79%); latrocínios, 3,35%; e outras motivações, 2,01%.

Em março, das 316 ocorrências, 74,68% tiveram origem no tráfico e outras atividades criminosas. Os conflitos em comunidades, com 48 casos, foram responsáveis por 15,19%. Conflitos afetivos e familiares tiveram relação com 12 casos (3,80%); latrocínios representaram 2,53%; e outras motivações, 1,90%.

Cidades sem mortes violentas em março
De acordo com a SDS, 94 cidades e Fernando de Noronha não registraram mortes em março deste ano. Confira a lista:

Água Preta, Alagoinha, Aliança, Altinho, Araçoiaba, Belém de São Francisco, Betânia, Bodocó, Brejão, Brejinho, Buenos Aires, Cabrobó, Cachoeirinha, Caetés, Calçado, Calumbi, Camutanga, Canhotinho, Capoeiras, Carnaubeira da Penha, Casinhas, Cedro, Chã de Alegria, Chã Grande, Cortês, Cumaru, Custódia, Dormentes, Exu, Fernando De Noronha, Flores, Gameleira, Glória do Goitá, Granito, Iatí, Ibirajuba, Iguaraci, Ingazeira, Ipubi, Itacuruba, Itaíba, Itapetim, Jaqueira, Jataúba, Jatobá, Joaquim Nabuco, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Macaparana, Manari, Mirandiba, Moreilândia, Nazaré da Mata, Orobó, Orocó, Palmeirina, Panelas, Paranatama, Parnamirim, Pedra, Petrolândia, Poção, Quipapá, Quixaba, Riacho das Almas, Salgadinho, Saloá, Santa Cruz, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Filomena, Santa Maria da Boa Vista, Santa Maria do Cambucá, Santa Terezinha, São Benedito do Sul, São Caetano, São João, São Jose do Egito, Serrita, Sertânia, Sirinhaém, Solidão, Surubim, Tacaimbó, Terezinha, Terra Nova, Tracunhaém, Trindade, Triunfo, Tupanatinga, Tuparetama, Verdejante, Vertente do Lério, Vertentes e Xexéu.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: