Reunião com o ministro para tratar da liberação dos recursos foi realizada nesta quarta-feira (23)
Reunião com o ministro para tratar da liberação dos recursos foi realizada nesta quarta-feira (23)Foto: Humberto Pradera/Divulgação

Em reunião com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), tratou sobre a liberação da emenda da bancada pernambucana ao Orçamento Geral da União (OGU), no valor de R$ 164 milhões para as obras da Adutora do Agreste. A promessa de liberação dos recursos foi feita pelo titular da pasta em reunião com os parlamentares, em abril.

O ministro assegurou a liberação de R$ 11 milhões do orçamento do próprio ministério, nos próximos dias, e lutará para desbloquear mais R$ 40,5 milhões no mês de setembro. Na previsão do Governo do Estado, a Adutora poderá ser inaugurada em dezembro deste ano, caso não haja interrupção dos repasses.

"A Adutora do Agreste é a principal obra hídrica de Pernambuco, pois atende a região com o maior déficit no fornecimento de água do Estado. É fundamental que não haja contingenciamento de recursos, pois a obra está com ritmo acelerado e é fundamental para levar água do Rio São Francisco para várias cidades do Agreste e do Sertão", explicou o governador.

Participaram da audiência o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry (PMDB); o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni; o deputado federal Fernando Monteiro (PP); o presidente da Compesa, Roberto Tavares; o secretário nacional de Infraestrutura Hídrica, Antônio de Pádua; e o secretário nacional da Defesa Civil, coronel Renato Newton Ramlow.

O governador solicitou o empenho da Integração Nacional para liberação dos recursos para municípios do Estado, cujos projetos foram apresentados pela Compesa e aprovados pela Defesa Civil Nacional. Entre eles, Custódia, Caetés e Capoeiras. O gestor também defendeu a necessidade do DNOCS iniciar a conexão da Adutora do Pajeú com a cidade de Triunfo.

Paulo Câmara convidou Helder Barbalho para visitar Pernambuco em três agendas: na Mata Sul, região atingida pela enchente, para assinar o convênio de aplicação de geomantas; na Mata Norte, para inaugurar a interligação do Sistema Sirijí com o Sistema Jucazinho; e, no Sertão, para visitar as obras das adutoras do Moxotó e do Agreste.

Na véspera de desembarcar no Recife, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) passou por Arapiraca, em Alagoas. No município, foi recebido por admiradores e chegou a desfilar em cima de um carro de boi por alguns instantes, enquanto acenava para os que acompanhavam a visita. A cena foi registrada em transmissão ao vivo no perfil do Facebook do cacique petista, na tarde desta quarta-feira (23). Na cidade, Lula recebe o título de Doutor Honoris Causa da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal).

Após descer do carro de boi, Lula atende a chamados e pedidos de selfie, abraça e conversa com as pessoas, segura uma vara e veste um chapéu de vaqueiro. No fundo, gritos de "Lula, guerreiro do povo brasileiro". Antes de deixar o local, até o animal ganha um afago do político.

A visita ao município alagoano faz parte da caravana do ex-presidente ao Nordeste. Lula desembarca em Pernambuco nesta quinta-feira (24). A agenda do petista no Estado tem duração de três dias.


Integrantes do Direita Pernambuco organizam manifestação contra visita do ex-presidente Lula
Integrantes do Direita Pernambuco organizam manifestação contra visita do ex-presidente LulaFoto: Divulgação

A visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Pernambuco está mexendo não só com os admiradores do petista. Um grupo intitulado Grupo Ideológico Direita Pernambuco (DPE) está revoltado com a presença do líder do PT ao Estado e está organizando um ato para cobrar da “Justiça a condenação do Petista”. É bom lembrar que Lula já está condenado pelo juiz Sérgio Moro no caso do tríplex do Guarujá.

A mobilização dos críticos do petista acontecerá nesta sexta-feira (25), às 16h, na Praça do Derby. No entanto, o grupo admite que ”pode sair pelas ruas da Capital expressando sua revolta”.

“Chegou a hora de mostrar ao Lula toda a indignação do povo Pernambucano. Ele precisa saber que não é bem-vindo em nosso Estado”, ressaltou Leandro Quirino, presidente do Direita Pernambuco. “Ao invés de fazer-se de vítima, Brasil a fora, ele deve prestar contas à Nação e responder por todos os seus atos infracionários”, prossegue.

Por fim, o grupo pede que os contrários à visita de Lula vistam as cores do Brasil e levem a bandeira do Brasil.

“Junte-se ao Direita Pernambuco nesta luta por um País melhor e mais digno. Diga ‘não ao Foro de São Paulo’, ‘não à corrupção’, e ‘Sim’ ao Brasil”, conclamou Quirino. O grupo, no entanto, não deixa claro se protestarão contra outros episódios de corrupção investigados pela operação Lava Jato.

Empreendedores que realizam o serviço de emplacamento de veículos acompanham a reunião desta quarta-feira (23)
Empreendedores que realizam o serviço de emplacamento de veículos acompanham a reunião desta quarta-feira (23)Foto: Henrique Genecy/Folha de Pernambuco

A Portaria 1604/2017, do Detran de Pernambuco, que restringiu a oito empresas o serviço de emplacamento de carros em Pernambuco, é alvo de questionamentos por parte de parlamentares de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), na tarde desta quarta-feira (23). A medida prejudicaria cerca de 150 estabelecimentos em todo o Estado.

Enquanto isso, um grupo de empreendedores da área acompanha a sessão plenária desta quarta. Eles levaram uma faixa solicitando que o Detran reconsidere a decisão. A restrição teria ocorrido porque houve o fim do prazo para regularização dessas empresas.

Para tentar chegar a um consenso, o presidente do órgão, Charles Ribeiro (PSD), vai receber o deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD) junto com outros parlamentares e representantes da categoria.

Com informações de Ulysses Gadêlha, da Folha de Pernambuco.

Jarbas recebeu Paulo, Geraldo e Raul Henry, no gabinete na Câmara
Jarbas recebeu Paulo, Geraldo e Raul Henry, no gabinete na CâmaraFoto: Reprodução do Instagram

Em meio à turbulência da reforma política em Brasília, o governador Paulo Câmara, o seu vice, Raul Henry, e o prefeito do Recife, Geraldo Julio, tiraram um tempo, na manhã desta quarta-feira para visitar o deputado Jarbas Vasconcelos, que completa 75 anos.

Em postagem em uma das suas redes sociais, Paulo Câmara acrescentou que, durante o encontro, também conversaram sobre o momento que passa o Brasil e Pernambuco. Jarbas deverá ocupar uma das vagas para o Senado na futura chapa à reeleição do governador.

“Jarbas, que é um grande contador de "causos" da política pernambucana, nos contou alguns episódios bem humorados da sua trajetória”, afirmou Paulo Câmara, na postagem.

Deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE)
Deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE)Foto: Agência Câmara

Depois de o Ministério das Minas e Energia ter anunciado a privatização da Eletrobras, o deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE) começou a coletar assinaturas para a criação de uma frente em defesa da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco, uma das subsidiárias da estatal de energia.

Na avaliação do socialista, é preciso calma e discussão do processo, cuja a conclusão está prevista para o primeiro semestre de 2018.

“A condução da política energética do País deve ser do poder público e não da iniciativa privada. É uma questão de soberania nacional. A Chesf tem 70 anos de história. É um patrimônio dos nordestinos e um instrumento fundamental para o desenvolvimento regional”, afirma Danilo Cabral.

Já funciona no Congresso Nacional uma Frente Parlamentar em Defesa do Sistema Elétrico Brasileiro, coordenada pela deputada Érika Kokay (PT-DF). Lançada em 2016, tem como objetivos fortalecer o sistema elétrico público, discutir um novo modelo para o setor e defender os interesses da classe trabalhadora.

Essa que está sendo proposta por Danilo, e que precisa das assinaturas de 187 parlamentares, no entanto, tratará especificamente da Chesf, que foi criada em 1945 e no seu parque há 13 usinas hidrelétricas, a maior parte dela ao longo do Rio São Francisco, e uma termelétrica.

Teatro do Parque
Teatro do ParqueFoto: Arthur Mota

Fechado desde 2010, o Teatro do Parque, que completa 102 anos de existência nesta quinta-feira (24), será tema de audiência pública na Câmara do Recife. A reunião foi solicitada pelo vereador Ivan Moraes (PSOL) e será realizada no dia do aniversário do equipamento. Na última terça-feira (22), a Prefeitura do Recife publicou, no Diário Oficial do município, o edital de licitação para a retomada das obras de reforma do equipamento público.

“É preciso conhecer os termos desse novo edital. É de interesse público saber, por exemplo, se o processo contempla todos os itens que restam das obras físicas, as instalações elétrica e hidráulica, sistema de sonorização e refrigeração, iluminação cênica”, afirma Ivan Moraes.

O psolista solicitou, por meio de ofício, ao gabinete de projetos especiais da Prefeitura, as planilhas de edição dos serviços realizados no contrato anterior, firmado entre o município e a empresa Concrepoxi, entre 2014 e 2017. A documentação deve se tornar pública durante a audiência pública.

O vereador ainda sugeriu ao Executivo que o novo edital fique restrito à conclusão das obras físicas, ficando pendente ainda a publicação de outros dois editais específicos: um para a restauração das obras de arte e outro para equipagem do cineteatro.

“Na prática, é muito pouco provável que um mesmo fornecedor tenha capacidade para responder a necessidades tão específicas, como obras de reforma, serviço de restauro e montagem de equipamento”, explicou Ivan Moraes.

Nos dias 24 e 25 de agosto, a capital pernambucana vai sediar a 1ª Mostra de Experiências Bem-sucedidas na Defesa do Consumidor. Na ocasião, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e de outros Estados, Procons, Defensorias Públicas e organizações não-governamentais de todo o País realizarão uma troca de conhecimento, além de expor material gráfico e educativo com foco na educação para o consumo e proteção do consumidor.

A Mostra acontecerá dentro do 17º Congresso Nacional do Ministério Publico do Consumidor (MPCon), que tem início nesta quarta-feira (23) e segue até o dia 25 de agosto, no Mar Hotel, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife.

Ao longo do evento, serão discutidos assuntos como o modelo brasileiro de internet, o superendividamento dos consumidores, as medidas de segurança dos alimentos e a proteção dos direitos de clientes de plano de saúde, dentre outros.

A abertura do 17º Congresso do MP do Consumidor acontece nesta quarta-feira, às 19h. Já na quinta (24) e sexta (25), as atividades se iniciam às 9h.

Audiência Pública debate o processo de privatização da Chesf, na Câmara de Vereadores do Recife.
Audiência Pública debate o processo de privatização da Chesf, na Câmara de Vereadores do Recife.Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A privatização da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) é tema de audiência pública que acontece na manhã desta quarta-feira (23), no Plenarinho da Câmara Municipal do Recife. O debate foi convocado pela vereadora de oposição Marília Arraes (PT).

A reunião foi iniciada sem a presença do presidente da Companhia, Sinval Zaidan. Compuseram a mesa inicial a vereadora Marília Arraes, o ex-deputado Fernando Ferro (PT), o representante do Sindicato dos Engenheiros Fernando Freitas, o deputado estadual Odacy Amorim (PT) e o representante da Federação Regional dos Urbanitários do Nordeste (Frune), Raimundo Lucena. Também participam da discussão o ex-diretor da Chesf José Aílton e o ex-presidente da Chesf José Carlos Miranda.

"O principal de chamar essa audiência é discutir. Primeiro, expor a importância que a Chesf tem para a Cidade do Recife e expor toda essa polêmica que está acontecendo coma venda de um grande patrimônio não somente da Cidade, mas do Brasil inteiro. E, principalmente, discutir a entrega dos nossos recursos naturais para a exploração estrangeira, que a gente sabe que é um dos grandes objetivos dos que estão hoje no poder no Brasil", disse a petista.

O ex-deputado Fernando Ferro, por sua vez, avaliou que a privatização da estatal desloca o centro de decisão da empresa para o Sudeste, o que considerou uma perda não apenas para os consumidores, mas para a cultura nordestina.

O debate na Câmara gira em torno da importância e a representatividade do Rio São Francisco para a região Nordeste. Os participantes também defendem que privatizar a Chesf é “roubar o desenvolvimento da região” e que 'descotizar' a tarifa não é a forma correta de taxar o bem público. Além disso, que não se pode cobrar preço de mercado pela energia porque incorpora o valor de estruturas que já foram quitadas no passado.

Ao final da audiência pública, Marília Arraes posicionou-se contra a privatização do setor elétrico.Segundo a vereadora, a iniciativa é algo que significa um projeto de País que não passou pelo crivo das urnas. Ainda na compreensão da petista, a privatização da Chesf significa privatizar o Rio São Francisco. "O que é que vai ser feito da água do rio? Como vai ser dar esse desenvolvimento? Porque a Chesf é uma empresa que prioriza o desenvolvimento do Nordeste. A partir do momento que vai para as mãos de privados, não vai ser mais essa a prioridade", disse.

A vereadora disse esperar que outras reuniões como a de hoje se repitam. "O objetivo da audiência foi esse de mobilizar, de esclarecer as pessoas. Então, vamos a partir daí tentar criar uma frente de combate a esse tipo de postura, com várias audiências públicas por todo o Estado. A Assembleia Legislativa também vai ter uma audiência pública e com isso fazer uma grande mobilização", afirmou a petista.

Com informações de Julia Pecly, da editoria de Economia.

Ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), no Congresso da Amupe
Ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), no Congresso da AmupeFoto: Mandy Oliver/Folha de Pernambuco

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), anunciará, no Recife, nesta quinta-feira (24), mais de R$ 1 bilhão em investimentos para obras de contenção de encostas e de saneamento ambiental na Região Metropolitana e Goiana. A solenidade será realizada às 11h, na Ilha do Leite.

Para saneamento, serão destinados R$ 906,4 milhões para a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário da Região Metropolitana do Recife, beneficiando os municípios de Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes e Goiana.

Contenção
No Recife, quatro etapas de obras de contenção de encostas serão iniciadas em 77 localidades de risco de deslizamentos. Os investimentos são de R$ 125,07 milhões do PAC Encostas.

comece o dia bem informado: