Foram encontrados 5971 resultados para "Blog da Folha":

Gleide Ângelo
Gleide ÂngeloFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Um recorte do levantamento realizado pelo professor Maurício Romão, Ph.D em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, mostrou que o desempenho das urnas da deputada estadual eleita, Gleide Ângelo (PSB), quase conquista a melhor performance eleitoral entre os parlamentares estaduais do Brasil proporcionalmente.

Para considerar o critério da proporcionalidade, Maurício Romão levou em consideração o percentual de cada votação individual em relação ao total de votos válidos do pleito. "É o método apropriado de comparar votações, seja ao longo do tempo, seja entre estados numa mesma eleição. Ao longo do tempo porque de uma eleição para outra as variáveis demográficas (tamanho da população, faixa etária, etc.) e eleitorais (eleitorado, abstenção, votos nulos, etc.) se modificam. De um estado para outro numa mesma eleição porque suas populações e eleitorados são diferentes", diz seu estudo.

Portanto, a delegada Gleide Ângelo, que obteve 412.636 votos, o equivalente a 9,15% dos votos válidos, tornou-se a mais bem votada da história no Estado. Quando comparada a perfomance da pernambucana à deputada estadual eleita por São Paulo, Janaína Paschoal (PSL), que teve 2.060.786 votos, obteve 9,88% dos votos válidos da eleição paulista, sendo considerada a mais bem votada do Brasil em todos os tempos, nominal e proporcionalmente.

Para desbancar Janaína, Gleide Ângelo necessitaria atingir marca dos 446 mil votos, ou seja, ela teria 33.364 votos a mais.

Porém, vale continuar destacando o surpreendente desempenho de Gleide Ângelo em Pernambuco, que desbancou o deputado Cleiton Collins (PP), em 2014, com os 216.874 votos, ou 4,71% dos votos válidos (desbancando João Coelho que, em 1986, tivera 77.924 votos, na época, 4,31% dos votos válidos).

Janaina Paschoal

Janaina Paschoal - Crédito: Reprodução/Facebook

Luciano Siqueira
Luciano SiqueiraFoto: Reprodução/Facebook

Por Luciano Siqueira

Um sujeito inexpressivo, parlamentar bisonho há quase trinta anos, é escolhido por forças poderosas, disputa a presidência do maior país da América do Sul e ganha. E ainda sai com o galardão de ter vencido sem debater, nem explicar — inaugurando o monólogo quase monossilábico e primário como forma exclusiva de comunicação com os eleitores.

Um fenômeno!

Claro que esse cidadão, precisamente o capitão Bolsonaro, venceu principalmente porque havia um amplo espaço aberto em razão da confluência de fatores cujo vértice está no desgaste das instituições, dos partidos e das lideranças políticas em presença.

Mas fica a fama de herói da manipulação das redes sociais e do aplicativo WhatsApp — de fato, outro fator igualmente decisivo para confundir milhões de eleitores e vencer as eleições.

Como todo fenômeno político novo, logo ganha status de "modelo" a ser seguido, na esteira do imediatismo contumaz.

Mais: preparando-se para governar, o dito cujo mal concede entrevistas, pronuncia-se através de transmissões ao vivo pelo Facebook e pelo Twitter.

Demonstra, assim, confirmar a sua confessa admiração pelo presidente Trump, dos EUA, em quem diz se inspirar.

Então, Brasil e EUA, com toda a importância geopolítica dessas duas grandes nações, se vêem liderados por outsiders hábeis e espertos na exploração da oportunidade e na manipulação das consciências.

Tudo bem. Serão duas experiências que certamente ficarão na História como algo fora da curva e próprio de um instante de verdadeira civilizacional que assola a maior parte do Planeta.

Mas, para efeito imediato, essa moda pode pegar e em certa medida contaminar a prática política, pelo menos cá em terras tupiniquins, e o tão necessário contencioso de ideias, fator imprescindível à democracia, estará ofuscado pelo monólogo cibernético!

Quer saber o que pensa o presidente? Aguarde o próximo comunicado nas redes.
O governador pretende anunciar suas primeiras medidas? Acesse o Facebook.
O prefeito viajará a capital para tratar do programa de combate à estiagem? Veja no Twitter.

E assim por diante.

Ainda bem que a sociedade humana é muito mais complexa do que supõem os senhores manipuladores de algoritmos e a dita inteligência artificial, por mais eficiente que seja, jamais dará conta das necessidades, aspirações, sonhos e emoções de um povo.

Essa moda não pegará em definitivo, passará.

Paulo Câmara
Paulo CâmaraFoto: Paullo Allmeida/Folha de Perambuco

Antes de sair de férias na última sexta-feira (9), o governador reeleito Paulo Câmara (PSB) enviou dois projetos de lei à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), como antecipou a coluna Folha Política. As propostas serão detalhadas aos deputados estaduais pelo secretário-executivo da Fazenda, Bernardo D´Almeida, na terça-feira (13), e no mesmo dia a matéria será distribuída para relatoria nas comissões. No entanto, o líder da bancada de oposição, deputado Silvio Costa Filho (PRB), já sinalizou ser favorável às medidas.

A proposta da Nota Fiscal Solidária viabilizará a promessa de campanha do 13º salário do Bolsa Família, e a redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do diesel, de 18% para 16%, era uma cobrança da oposição e dos motoristas de caminhão desde a crise dos combustíveis ocasionada pela greve dos caminheiros no final de maio passado. O Palácio do Campo das Princesas avalia que os projetos vão viabilizar uma maior competitividade das atividades econômicas e contemplar a população mais carente ao mesmo tempo.

Leia também:
Retórica agressiva deve ficar no passado, diz Paulo Câmara sobre Bolsonaro
Os "escolhidos" para continuar no segundo Governo Paulo Câmara


Bolsa Família
A Nota Fiscal é um programa de restituição de impostos que atenderá aos beneficiários do Bolsa Família no Estado. As iniciativas serão executadas por meio do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza, composto por recursos do imposto de produtos como cigarro, armas, produtos de alto luxo, entre outros. Ao Fundo, serão acrescentados produtos como carnes gourmet, embalagens plásticas não retornáveis, garrafas plásticas e canudos, automóveis (exceto de 1.000 cilindradas até R$ 50 mil), motos acima de 250 cilindradas, explosivos, refrigerantes e isotônicos. Do ICMS sobre esses produtos, 2% vão para este fundo.

No caso da redução do imposto do diesel era uma reivindicação dos caminhoneiros, mas agrada todo setor produtivo em um momento em que o Brasil está submetido à crise fiscal. O governo estadual havia aumentado a alíquota do diesel de 17% para 18% em 2016 e a previsão era de retornar aos 17% apenas a partir de 2020, mas foi antecipado.

CCJ

Câmara aproveitou a transmissão de cargo na última sexta-feira para apresentar os projetos ao presidente da Assembleia, deputado Eriberto Medeiros (PP), governador em exercício, e ao deputado Cleiton Collins (PP), presidente em exercício da Alepe. Ainda participaram do ato o secretário da Casa Civil, André Campos (PSB), e o líder do governo na Alepe, deputado Isaltino Nascimento (PSB). “Os conteúdos das propostas são positivos: a ideia é atender as demandas de campanha e viabilizar a cadeia produtiva”, disse Nascimento.

As matérias chegarão à comissão de Constituição e Justiça na terça. Antes de seguir para votação em plenário, passará também pela comissão de Administração e Finanças. Mas não deve encontrar resistência na Casa Joaquim Nabuco. Costa Filho, por exemplo, disse que os oposicionistas concordam com as propostas, mas ironizou. “O governador apenas está voltando atrás, já que antes o imposto era 16% e passou para 18%. Esta é a realidade dos fatos”, disse. “Queremos saber do impacto que vai representar na cadeia produtiva”, afirmou ele, sobre a Nota Fiscal Solidária.

Campanha ficará no ar até o dia 22 de novembro
Campanha ficará no ar até o dia 22 de novembroFoto: Divulgação

Este ano, 11 jovens foram selecionados para representar o Brasil na conferência de mudanças climáticas da ONU, COP24, que acontecerá em Katowice, na Polônia. Entre eles está um pernambucano. Igor Vieira, 25anos, estudante de mestrado em engenharia ambiental pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e articulador de mudanças climáticas na ONG Engajamundo. Mas apesar do convite, ele ainda não conseguiu recursos para garantir sua ida até a conferência, que acontece no início do mês de dezembro. Por conta disso, ele está mobilizando uma "vaquinha virtual".

Com a negativa de financiamento da UFRPE - que alegou indisponibilidade no orçamento para este ano, e de outras universidades públicas, para ajudar a custear os R$ 5.000,00 necessários para as passagens aéreas, Igor colocou no ar uma campanha virtual de financeamento, que ficará no ar por 15 dias. Ainda faltam 13 para chegar ao objetivo. Para contribuir, basta acessar, até o dia 22 de novembro, o link: https://abacashi.com/p/igornacop24

Leia também:
[Manchetes] Confira os destaques nos jornais pelo país, nesta sexta
Duplicação de rodovia de São Caetano a Garanhuns receberá R$60 mi
Paulo aguarda novo convite de Bolsonaro 'quando ele assumir o cargo'


“Tenho buscado formas que possam garantir minha ida a COP, com o objetivo de acompanhar as discussões sobre a agenda de clima, comunicar esses assuntos de forma acessível aos jovens brasileiros, realizar ações que tragam visibilidade para o desmatamento, a Amazônia, os povos tradicionais, energia limpa e articular com os tomadores de decisão que lá estarão sobre educação climática, criando vínculos e convergências com a próxima gestão do governo federal, que tem demonstrado pouco interesse nas pautas ambientais.” disse o estudante.

Engajamundo - É uma organização liderada por jovens que acreditam na sua responsabilidade como parte fundamental da solução para enfrentar os maiores desafios socioambientais do Brasil e do mundo. É uma rede aberta, com mais de 2.000 membros e cerca de 200 voluntários locais ativos em 18 estados do país. Tem por missão conscientizar os jovens brasileiros sobre a importância do engajamento político, por meio dos 4 pilares de atuação: formação, participação, mobilização e ativismo.

O Engaja capacita jovens no Brasil todo por meio de metodologias próprias, além de incentivar que cada vez mais jovens ocupem espaços de tomada de decisão e governança, promovendo também ações de ativismo que chamem a atenção para temas relevantes às juventudes, para assim, influenciar processos políticos a nível local, nacional e internacional. Este grupo atua desde 2013 em todas as regiões do país colocando o jovem brasileiro como protagonista da solução. De lá pra cá, a organização já marcou presença em 4 COPs da UNFCCC, além de ter promovido formações com jovens, ocupando os espaços deliberativos sobre a temática em todas as escalas de poder.

Confira um curtametragem sobre o trabalho da Engajamundo:

Vereador do Recife Ivan Moraes Filho (PSOL)
Vereador do Recife Ivan Moraes Filho (PSOL)Foto: Beto Figueiroa/Divulgação

No Recife, parlamentares usaram a tribuna durante as sessões legislativas para condenar a distribuição de um panfleto que ameaça nominalmente professores e alunos e está sendo distribuído na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) desde ontem. No papel contém os nomes de membros da comunidade acadêmica que seriam considerados “comunistas” e por conta disso, deveriam ser “banidos” do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH).

Na Câmara do Recife, o vereador Ivan Moraes (PSOL) foi quem levou o assunto à discussão. Durante seu discurso, Moraes rotulou a carta como “covarde”,por conta do anonimato do panfleto, que foi apenas deixado no Diretório Acadêmico de História da instituição. “Por ter opiniões políticas diferentes não pode mais conviver no mesmo lugar?”, questionou, Ivan. “A liberdade de expressão e a liberdade de imprensa são garantidos pela nossa constituição”, lembrou.

Na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), foi a vez dos deputados estaduais Edilson Silva (PSOL) e Laura Gomes (PSB), criticar a ação. O deputado psolista prestou sua solidariedade e leu os nomes dos professores e alunos intimados.

“Essa carta apócrifa, anônima, ela lamentavelmente se soma a um conjunto de agressões simbólicas, verbais, físicas, que nós estamos tendo que assistir e combater por conta desse clima de beligerância e de caça a tudo que se pareça vermelho e tudo que se pareça humanista, a tudo que se pareça razoável do ponto de vista da defesa dos direitos fundamentais da pessoa humana”, disse Edilson.

Na vez da deputada Laura Gomes, que sucedeu a explanação de Edilson, a deputada cobrou das autoridades competentes a apuração do caso. “A Casa de Joaquim Nabuco precisa atentar para isso e mobilizar todo o seu poder para restabelecer a ordem no sentido constitucional e de direitos humanos”, ressaltou.

A ideia de Felipe Carreras é suspender os atos do Governo Temer até que seu recurso seja julgado no Tribunal
A ideia de Felipe Carreras é suspender os atos do Governo Temer até que seu recurso seja julgado no TribunalFoto: Alfeu Tavares

O deputado federal reeleito pelo PSB, Felipe Carreras, ingressou na Justiça pedindo a suspensão do processo de licitação do Aeroporto Internacional do Recife. Depois de publicação no Diário Oficial da União da resolução dos ministros da Secretaria Geral e dos Transportes aprovando a concessão do Aeroporto junto com outros terminais do Bloco Nordeste, Felipe Carreras apresentou, nesta terça-feira (6), no Tribunal Regional Federal (TRF), um efeito suspensivo. Segundo o parlamentar, a ideia é suspender os atos do Governo Temer até que seu recurso seja julgado no Tribunal. Quem faz a relatoria do processo é o desembargador, Roberto Machado.

Em julho deste ano, Carreras já tinha movido uma ação popular visando a suspensão deste processo de privatização devido ao modelo em blocos, no qual os investimentos da empresa vencedora seriam divididos entre os terminais de Recife, Maceió, Campina Grande, Aracaju, Juazeiro do Norte e João Pessoa, o que diminuiria a competitividade do equipamento.

“Além disso, ao invés de aplicar os lucros do Aeroporto do Recife no próprio terminal, eles também serão divididos entre todos. Se a privatização fosse individual, o lucro do último ano, por exemplo, que ultrapassou a barreira dos R$ 100 milhões, serviriam para corrigir os problemas apontados pelo relatório da Anac na nossa pista, interferindo, inclusive, na segurança dos passageiros. Esse modelo nunca foi feito, testado, comprovado que daria certo. Não seremos cobaias do presidente Temer”, afirmou Felipe Carreras, em Brasília.

O Governo Temer pretende publicar o edital ainda este mês. “O efeito suspensivo visa parar o processo até que o caso seja julgado pela justiça. Acredito na justiça e farei de tudo para que o povo pernambucano não seja prejudicado com essa ação”, completou Felipe Carreras.

Vereadora Aline Mariano agora integra os quadros do PP
Vereadora Aline Mariano agora integra os quadros do PPFoto: Paullo Allmeida

A vereadora Aline Mariano (PP) esteve reunida, nesta terça-feira (6), com o secretário de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, João Braga, e representantes da Associação dos Barraqueiros de Cocos do Recife (ABCR) para cobrar melhorias e reforma de 60 quiosques de pequenos empreendedores da Orla de praia de Boa Viagem, no Recife.

"A reforma valoriza a estrutura dos locais com melhores condições de segurança dos funcionários, de higiene e de armazenamento dos produtos; e assim entregar um serviço de qualidade aos munícipes. Os quiosques exigem mudanças estruturais”, destacou. Entre as exigências idealizadas pelos barraqueiros, estão a melhoraria dos balcões, a criação de sótão seco para armazenamento de mercadoria, instalação de caixa d’água, reforço da sustentação, afixação de telhas ecológicas, desenvolvimento de estrutura para fechar melhor os quiosques e implantação de placas de energia solar fotovoltaicas.

“Além da reforma, precisamos atentar à segurança e revisão do horário de funcionamento, os representantes da entidade nos procuraram mais uma vez para pedir nossa intervenção”, explica. Aline Mariano realizou fiscalizações, audiência pública e reuniões sobre o tema, sendo a representante da Associação de Barraqueiros nesse pleito.

De acordo com João Braga, a proposta é cuidar do que já existe. “É possível a requalificação para proporcionar melhores condições de trabalho aos permissionários. É melhorar a segurança deles e da população, adaptando os quiosques para fácil manutenção ”, pondera o secretário.

Segundo a presidente da associação Josiane Miranda, a “iniciativa de reformar os quiosques da orla chega em bom tempo. Eles nunca estiveram adequados à demanda dos donos dos quiosques e não contempla a realidade do cotidiano da nossa praia”, afirmou.

Para Tomé Ferreira de Lima, Zezinho do Coco, o mais antigo permissionário de Boa Viagem, fazer a reformar é um dos maiores desafios. “Quem trabalha na beira da praia não pode prosseguir com a realidade que vemos, nós permissionários esperarmos incluir nossas solicitações”, declarou.

Veja o vídeo:

II Congresso UFPE em debate começa nesta terça
II Congresso UFPE em debate começa nesta terçaFoto: Divulgação

A partir desta terça-feira (6), a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) sedia o II Congresso UFPE em Debate, promovido pela Associação dos Docentes da UFPE (ADUFEPE). O evento vai reunir, até a sexta-feira (9), a comunidade acadêmica de todo o Brasil para discutir a respeito do papel da universidade brasileira, as variadas convergências de temas na atualidade e as relações da instituição com a ciência, a tecnologia, a cultura e a arte, a partir do tema Universidade de Ideias e Ideias de Universidade.

A conferência de abertura promete reunir estudantes e professores das mais diversas áreas. Às 10h30, o geólogo Guilherme Estrella, ex-diretor da Petrobras no período de descoberta do pré-sal no Brasil, realiza conferência com mediação do presidente da Adufepe, Edeson Siqueira.

Leia também:
MPPE e MPF recomendam prevenção ao assédio moral a professores
Câmara volta a debater venda direta para baratear etanol
[Podcast] Daniel Coelho concorda com ministros escolhidos por Bolsonaro


Ainda no primeiro dia, os participantes podem assistir, à tarde, mesas-redondas simultâneas sobre direitos humanos, inclusão e empoderamento. O historiador Joanildo Burity, da Fundação Joaquim Nabuco, e a socióloga Vera Cêpeda, da Universidade de São Carlos (UFSCar), ambos com pós-graduação em Ciência Política, estarão na mesa “Inclusão e Empoderamento”, a ser realizada no auditório do Centro de Tecnologia e Geociências (CTG/UFPE), das 15h às 18h.

No mesmo horário, outro debate ocupará o auditório da Adufepe, logo após a apresentação dos artigos de opinião, marcada para as 14h. Além da integrante do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) Rubneuza Leandro, Moisés Santana (UFRPE), Maria de Nazaré Tavares Zenaide (UFPB) e Antônio Carlos Cardoso (UFPE) debaterão diversos aspectos de compromisso e defesa dos direitos, como posse de terra em assentamentos, inclusão da pessoa com deficiência, racismo, políticas em direitos humanos e cidadania.

Para assistir às palestras, é preciso fazer credenciamento online, por meio da página da Adufepe (www.adufepe.org.br) na aba inscrições. No primeiro dia, pela manhã, os inscritos receberão o material do evento (crachá, programação completa) no cadastramento montado na entrada do auditório do CTG. Nos demais dias, o credenciamento funcionará em tenda montada nos jardins da Adufepe. O credenciamento é essencial para que os participantes tenham livre acesso às atividades do evento e adquiram o certificado de participação ao final da maratona de discussões.

WEB - Além da cobertura completa nas redes sociais e em página específica no site da Adufepe, o II Congresso UFPE em Debate também terá transmissões ao vivo das mesas-redondas, conferências e palestras, por meio dos perfis do Facebook (https://www.facebook.com/adufeperecife/) e pelo canal do YouTube da associação (Ascom Adufepe). A intenção dos organizadores é que os internautas possam prestigiar a programação em tempo real, interagir, comentar e compartilhar em suas próprias redes.

Serviço:

II CONGRESSO UFPE EM DEBATE – Universidade de Ideias e Ideias de Universidade

De 6 a 9 de novembro, das 9h às 18h. No Auditório da Biblioteca Central, Auditório Paulo Rosas (Adufepe), Auditório Barbosa Lima Sobrinho (CFCH) e Auditório Newton Maia (CTG). Inscrições e mais informações: www.adufepe.org.br

Câmara de Olinda elegeu a nova composição da sua Mesa Diretora para o próximo biênio (2019-2020)
Câmara de Olinda elegeu a nova composição da sua Mesa Diretora para o próximo biênio (2019-2020)Foto: Divulgação

O vereador Jorge Federal (PR) foi reeleito presidente da Câmara Municipal de Olinda, nesta segunda-feira (5), com 11 votos, para o próximo biênio de 2019-2020. Além de Jorge Federal, a Mesa Diretora ficou composta pelos seguintes vereadores: Márcio Barbosa (PCdoB), primeiro vice-presidente; Vlademir Labanca (PTC), segundo vice-presidente; Agério Nossa Voz (PSB), primeiro secretário; e Saulo Holanda (PTC), segundo secretário.

Antônio Campos reverencia familiares no Dia de Finados
Antônio Campos reverencia familiares no Dia de FinadosFoto: Divulgação

O advogado Antônio Campos homenageou o irmão Eduardo Campos, o avô Miguel Arraes e seu pai, Maximiniano Campos.

“Visitei hoje os túmulos do meu pai o escritor Maximiano Campos, que esse ano completa 20 anos de sua passagem, e de meu irmão Eduardo Campos e Miguel Arraes. Com a certeza que o amor é maior que a morte. Precisamos unir o Brasil, desarmar os palanques, jurar a constituição e abrir um novo capítulo em nossa história”, Antônio Campos.



comece o dia bem informado: