Foram encontrados 29 resultados para "Recife":

Grupo discute prioridades das políticas públicas desenvolvidas pelo Governo Federal em torno do SUAS
Grupo discute prioridades das políticas públicas desenvolvidas pelo Governo Federal em torno do SUASFoto: Divulgação

A Frente Pernambucana em Defesa do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) realiza, nesta manhã de sexta-feira (15), no auditório do Condep/Fidem, uma reunião para discutir novas estratégias para enfrentar os desafios que se desenham na nova conjuntura da Política da Assistência Social no Estado. A Frente é formada por militantes, trabalhadores e gestores da Assistência Social e Conselhos.
  
Lourdes Viana, presidente do Conselho Estadual de Assistência Social mediará a discussão, que contará Ana Faria, do grupo gestor da Frente, e Joelson Reis, secretário-executivo de Assistência Social, apresentando uma análise da conjuntura atual. Entre os convidados, das deputadas do Juntas, Jô Cavalcanti, Carol Virgulino, Joelma Carla, Kátia Cunha e Robeyoncé Lima - em uma de suas primeiras pautas do mandato coletivo, e o deputado estadual Isaltino Nascimento (PSB). Também participa do evento o deputado federal Danilo Cabral (PSB).

Danilo Cabral, presidente da Frente Parlamentar em Defesa do SUAS, autor da PEC 383, que diz que a União deve aplicar anualmente, nunca menos, de 1% da Receita Líquida do respectivo exercício financeiro do financiamento do SUAS. Danilo segue articulando ações para enfrentar os desafios impostos na nova conjuntura da Política da Assistência Social no Estado, com rebatimento das movimentações nacionais.

“Antes da Constituição de 1988 tínhamos a política do assistencialismo, do “primeiro damismo”, que negava a oportunidade de o cidadão ter seus direitos respeitados. Depois veio a LOAS, a estruturação do SUAS e todos os avanços na caminhada da proteção social, mas o que parecia estar sendo fortalecida como uma política de estado foi e continua sendo colocada à prova”, ressaltou o deputado

Uma das primeiras discussões é sobre a realização das Conferências – municipais, estaduais e a federal. Os espaços democráticos para a discussão da Política da Assistência Social, com a participação efetiva do usuário, estariam sob ameaça, segundo a Frente Pernambucana em Defesa do SUAS, devido a direcionamentos provenientes do ministro da Cidadania e Ação Social, Osmar Terra.

“É preciso mobilização. Vamos construir a Frente Parlamentar em Defesa do SUAS na Alepe e tentar replicar nos demais estados do Nordeste”, sugeriu Isaltino. “Outro elemento central importante nessa luta é envolver prefeitos e vereadores e promover debates junto com a Amupe”, disse Isaltino.

Lourdes Viana, presidente do Conselho Estadual de Assistência Social  ao lado do deputado federal Danilo Cabral (PSB)

Lourdes Viana, presidente do Conselho Estadual de Assistência Social ao lado do deputado federal Danilo Cabral (PSB) - Crédito: Divulgação



Deputado estadual Isaltino Nascimento (PSB) também participa do encontro ao lado de Lourdes Viana, presidente do Conselho Estadual de Assistência Social

Deputado estadual Isaltino Nascimento (PSB) também participa do encontro ao lado de Lourdes Viana, presidente do Conselho Estadual de Assistência Social - Crédito: Divulgação

Marcelo Bruto cancelou reunião depois de decisão judicial que impediu qualquer aumento de passagens de ônibus pelo prazo de dez dias
Marcelo Bruto cancelou reunião depois de decisão judicial que impediu qualquer aumento de passagens de ônibus pelo prazo de dez diasFoto: Divulgação

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Bruto, também presidente do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM), cancelou a reunião que decidiria sobre o possível aumento das passagens de ônibus.

O cancelamento aconteceu depois que decisão judicial, da 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital, através do juiz Djalma Andrelino Nogueira Junior, que suspendeu os efeitos de qualquer reajuste - que ocorresse nos próximos dez dias - nas tarifas de ônibus que fosse votado na reunião do CSTM, desta terça-feira (12).

Os conselheiros Pedro Josephi e Marcio Morais, da Frente de Luta pelo Transporte Público, apresentou proposta de redução das tarifas para R$ 2,88. Segundo os conselheiros, a expectativa é para que Estado possa finalmente esclarecer qual a modalidade de recomposição tarifária será apreciada e se posicione sobre os aumentos ocorridos nos últimos anos, todos acima do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor), que representa o índice oficial da inflação no Brasil.

Leia a decisão da 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital na íntegra

Governador e prefeito destacam crescimento de 26 voos saindo do Recife para 56, de 11 destinos para 31
Governador e prefeito destacam crescimento de 26 voos saindo do Recife para 56, de 11 destinos para 31Foto: Andréa Rêgo Barros/ PCR

O governador Paulo Câmara (PSB) e o prefeito Geraldo Julio (PSB) receberam, nesta sexta-feira (8), no Palácio do Campo das Princesas, O presidente da Azul Linhas Aéreas, José Mario Caprioli. Na ocasião, foi anunciada a criação de uma base para tripulantes de voo, chamada crew desk, na capital pernambucana.
  
Segundo o governador Paulo Câmara, a abertura da base no Estado consolida a parceria de 3 anos com a Azul. "Há 3 anos, a empresa tinha apenas 26 voos saindo do Recife e hoje são 56. Cumpria apenas 11 destinos e hoje são 31. Então, isso mostra o acerto dessa política, dessa parceria e isso é bom para economia, para a relação do turismo. É importante para fortalecer o Recife como polo de serviços e com inserção também dessa mão de obra qualificada de comissários e pilotos", destacou o governador.

Para o prefeito Geraldo Julio, a escolha demonstra a consolidação do HUB da Azul no Recife. A expectativa é que 300 novos empregos diretos sejam gerados, sendo 110 pilotos e 190 comissários. A intenção da companhia é que a base comece a receber as equipes a partir de junho deste ano.

Leia também:
Paulo cobra ministro conclusão da transposição do São Francisco
Paulo Câmara pede 'olhar diferenciado' para o Nordeste


A decisão da Azul coloca o Recife como principal centro de conexões da companhia do Nordeste, com 55 voos diários para 29 destinos, sendo quatro internacionais. "A gente triplicou o tamanho da operação da Azul aqui no Recife e isso é muito importante, porque a companhia já é líder nacional em número de voos no Brasil inteiro e vai, certamente, dobrar a operação no País nos próximos anos. Atualmente, o Recife é a segunda maior operação da companhia e isso é muito importante para a cidade, porque atrai cada vez mais voos nacionais, internacionais e oportunidades de trabalho para os recifenses e pernambucanos", afirmou o prefeito Geraldo Julio. A abertura da crew desk vai permitir o baseamento dos tripulantes, que vão morar aqui no Recife. A oportunidade para geração de empregos também é um dos fatores importantes para o prefeito"Isso abre possibilidades para contratação de mais gente da nossa cidade", acrescentou.

Para o presidente do comitê executivo da Azul, José Mario Caprioli, a ampliação vai melhorar a vida dos tripulantes e está alinhada aos objetivos do negócio, que busca aumentar a malha viária da companhia. "A partir deste baseamento, a gente abre 220 vagas para os tripulantes técnicos, para atender aos nossos comandantes, co-pilotos e comissárias, que passam a ter Recife como a sua cidade de moradia. Em até 1 ano e meio este número deve subir. Isso é muito importante para os nossos tripulantes, porque muitos são da região e serão transferidos para o Recife. A gente tem um plano ousado de crescimento do HUB em Pernambuco e várias vagas vão ser abertas", afirmou Caprioli, acrescentando que estratégia é estimular a contratação da mão de obra local.

A capital pernambucana é, atualmente, o principal centro de conexões da Azul no Nordeste. Do Recife saem ligações diretas para Aracaju, Belém, Cuiabá, Belo Horizonte, Curitiba, Fernando de Noronha, Fortaleza, Rio de Janeiro, Guarulhos, Campinas, Goiânia, Juazeiro do Norte, João Pessoa, Manaus, Maceió, Natal, Petrolina, Ribeirão Preto, São Luís, Salvador, Teresina, Uberlândia, Campina Grande, Jericoacara, Mossoró, Rosário e Córdoba (Argentina); Fort Lauderdale e Orlando, nos Estados Unidos.

Isabella de Roldão (PDT) assume a Secretaria de Habitação do Recife
Isabella de Roldão (PDT) assume a Secretaria de Habitação do RecifeFoto: Divulgação / Câmara Municipal do Recife


No anúncio do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB) sobre mudanças no secretariado municipal, um dos nomes chamou atenção: o da ex-vereadora Isabella de Roldão (PDT), que concorreu em 2018 como candidata a vice na chapa de Maurício Rands (PROS), em oposição ao governador Paulo Câmara (PSB). Isabella foi anunciada como nova titular da Secretaria de Habitação.

Ainda na campanha eleitoral, com o anúncio do PDT como vice na chapa encabeçada por Rands, se questionava sobre a saída dos quadros do partido no governo Paulo Câmara, que nunca se concretizou. Os pedetistas continuaram na base do governo, apesar da oposição durante o pleito. Nove dias depois de anunciar a chapa, o PDT ainda manteve, à época, a Secretaria Estadual de Agricultura e Reforma Agrária e outras três diretorias da pasta no Governo do Estado.

Leia também:
PCR anuncia cortes de comissionados e mudanças no secretariado
10 vereadores em novo bloco de oposição ao prefeito Geraldo Julio
Claudiano Martins (PP) fica com 2ª secretaria da Mesa


Agora, o gesto de oferecer uma secretaria a Isabella feito pelo prefeito Geraldo Júlio, um dos principais aliados e correligionário do governador, segue afinado com o esforço do partido, no âmbito local e nacional, de continuar tendo os pedetistas como aliados, mesmo diante de divergências.

Prefeitura do Recife, sob chuva
Prefeitura do Recife, sob chuvaFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Com o objetivo de garantir recursos para iniciar e concluir obras importantes em 2019, o prefeito Geraldo Julio (PSB), após reunião para apresentar as metas a sua equipe de governo, nesta quinta-feira (31), anunciou medidas de austeridade como o corte de 256 cargos comissionados e revisão de contratos, que vão gerar uma economia de aproximadamente R$50 milhões. O chefe do executivo municipal divulgou, ainda, mudanças na sua equipe de governo.

Segundo a Prefeitura, a economia no cofre municipal vai possibitar a retomada de investimentos ao longo deste ano. A previsão é que tenham início obras como o Hospital do Idoso, novos Compaz e a reforma na avenida Conde da Boa Vista. Além disso, obras paradas como a revitalização do Geraldão e do Teatro do Parque seriam concluídas. 

"Estamos começando uma nova jornada, a equipe com algumas novidades. O cenário fiscal impõe cuidados, mas 2019 será um ano positivo, um ano de entregas. A gente está aqui conversando sobre corte de despesas e cargos para possibilitar essas entregas", explicou o scretário de Planejamento e Gestão do Recife, Jorge Vieira.

Leia também:
Vereador do Recife é assaltado em casa
10 vereadores em novo bloco de oposição ao prefeito Geraldo Julio


Mudanças no secretariado - João Guilherme Ferraz sai do gabinete de projetos especiais - que será assumido por Ademar Santos - e assume a Secretaria de Governo e Participação Social. Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação será chefiada por Guilherme Calheiros, enquanto Antoinio Junior ficará a frente da Secretaria do Trabalho, Qualificaçao e Empreendedorismo.

José Neves filho, que chefiava o Procon recife, vai para a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade. Já Rafael Figueiredo, que comandava a Controladoria Geral do Município, vai para a Procuradoria Geral, no lugar de Ricardo Correia, que agora chefiará a assessoria especial do prefeito. Na chefia de gabinete, o titular agora é Rodrigo Farias, enquanto Marconi Muzzio segue para a Secretaria de Administração e Gestao de Pessoas.

Isabella de Roldão, que concorreu como candidata a vice na chapa de Maurício Rands (PROS), em oposição ao governador Paulo Câmara, ganhou a titularidade da Secretaria de Habitação.

Na Secretaria Executiva de Coordenação de Gestão, assume Carlos Muniz, non lugar de Alexandre Gabriel, que foi convocado a ser secretário executivo de Comunicação Govenrnamental do Governo do Estado. Por fim, Ana Paula Martins assume a Secretaria Executiva de Política Sobre Drogas. As demais secretarias se mantém com os titulares.

O Projeto de Lei do Executivo com a reforma administrativa e os cortes de gastos será apresentado à Câmara Municipal do Recife nesta sexta (1º), quando o legislativo retorna do recesso.

Prefeito Geraldo Julio (PSB) iria para Brasília, mas preferiu acompanhar de perto os desdobramentos das fortes chuvas que caíram no Recife nesta segunda-feira (28)
Prefeito Geraldo Julio (PSB) iria para Brasília, mas preferiu acompanhar de perto os desdobramentos das fortes chuvas que caíram no Recife nesta segunda-feira (28)Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

A extensa agenda preparada pelo prefeito Geraldo Julio (PSB), que aconteceria nesta segunda-feira (28), em Brasília, foi desmarcada devido ao alerta de chuvas emitido na noite deste domingo (27), pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC). O prefeito ficou na cidade para acompanhar e monitorar de perto o impacto das chuvas.

Os compromissos de Geraldo Julio, em Brasília, atenderiam à sua representação como um dos vice-presidentes da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Encontros com Ministros de Estado, junto a outros prefeitos membros da Diretoria da FNP estavam no planejamento.

Na agenda, estavam os ministros Gustavo Canuto, do Desenvolvimento Regional; Carlos Alberto dos Santos Cruz, da Secretaria de Governo; Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública; e Osmar Terra, da Cidadania. Na pauta, os prefeitos levam os principais pleitos da municipalidade brasileira.

Vem Pra Rua realizou ato de repúdio contra Renan Calheiros no Recife
Vem Pra Rua realizou ato de repúdio contra Renan Calheiros no RecifeFoto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Manifestantes do movimento “Vem Pra Rua Recife” realizaram, no fim da manhã deste domingo (27), um ato de repúdio à candidatura do senador Renan Calheiros (MDB) à presidência do Senado Federal. A mobilização, em tom carnavalesco, intitulada “Renan Não”, foi convidada pela página no Facebook do coletivo. Acompanhados de uma orquestra de frevo, cerca de 30 pessoas, vestidas de verde e amarelo, gritavam palavras de ordem e mostravam cartazes no semáforo defronte da Padaria Boa Viagem, na Zona Sul da capital pernambucana.

Os cartazes diziam “Se Renan for presidente do Senado, o Congresso será comandado por Lula de dentro da cadeia. Renan é PT” ou “Congressistas, apoiem o voto aberto”. No microfone, os mobilizadores justificavam que, com o voto aberto, “seria possível saber quem são os bandidos que votam no bandido”, em referência a Renan. A Avenida Boa Viagem tem sido, tradicionalmente, desde o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o palco das manifestações com agenda anticorrupção e antipetista.

A coordenadora do Vem Pra Rua Recife, Maria Dulce Sampaio, afirma que a eleição de Renan é inaceitável, pois “Renan é a cara da corrupção, é a cara da velha política, dos conchavos, do balcão de negócios”. “Renan está indiciado em 14 processos junto ao Supremo Tribunal. E, uma vez indiciado, ele será o primeiro a tentar barrar a Lava Jato. Ele será um grande empecilho para que (Sérgio) Moro consiga o seu objetivo, que é criar leis para acabar com a corrupção e com a impunidade das autoridades”, explica a organizadora do ato.

Identificados com a agenda do Governo Bolsonaro, os manifestantes do Vem Pra Rua entendem que, em alguns casos, como na reeleição do presidente Rodrigo Maia (DEM), na Câmara, é possível fazer concessões. “Eu não sou muito a favor de Rodrigo Maia, não, mas diante de o presidente depender da aprovação do Congresso, ele realmente, ou o seu quadro, ou o seu interlocutor, ele tem que fazer algumas concessões, porque senão ele não conseguirá aprovar nada. Renan, para nós, é inegociável, porque Renan realmente representa a cara da corrupção”, argumenta Maria Dulce Sampaio.

Cerca de 30 famílias venezuelanas receberam atendimento da PCR
Cerca de 30 famílias venezuelanas receberam atendimento da PCRFoto: Antônio Tenório / PCR


Os imigrantes venezuelanos foram assistidos em atendimento iniciado na semana passada e encerrado nesta semana, na Casa de Direitos - espaço instalado na Universidade Católica de Pernambuco, na Boa Vista, com o objetivo de dar suporte aos imigrantes e refugiados de todas as nacionalidades. De acordo com a Prefeitura do Recife, Cerca de 30 crianças venezuelanas foram matriculadas na rede municipal de ensino do Recife, 16 adultos da Venezuela foram encaminhados para entrevistas de emprego e cerca de 30 foram inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Representantes da Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife (SDSJPDDH), Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente e outras secretarias orientaram e prestaram assistência às mais de 30 famílias venezuelanas.

Os mais de 100 imigrantes que fugiram da crise na Venezuela estão morando em 12 apartamentos e casas nos bairros de Santo Amaro, Boa Vista, Coelhos, Encruzilhada e Torreão. A ONG Cáritas Brasileira/CNBB (Regional Nordeste 2) é responsável pela estadia, alimentação, apoio jurídico, psicossocial e outras necessidades das famílias que chegaram ao Recife no dia 17 de dezembro através do Projeto Pana, que obteve financiamento do Departamento de Estado dos Estados Unidos.

Leia também:
Bolsonaro se mostra otimista com Venezuela
Dividida sobre Maduro, esquerda brasileira se une contra Guaidó


Para a gerente-geral do Sistema Único de Assistência Social do Recife, Ângela Oliveira, a atenção integral que está sendo dada aos imigrantes fortalece as ações de direitos humanos da Prefeitura do Recife. “Nós entendemos que os refugiados estão numa situação de extrema fragilidade e vulnerabilidade social por terem que deixar o país onde construíram a história deles pra virem pra outro com costumes totalmente diferentes. Por tudo isso, nossos vizinhos venezuelanos precisam de acolhimento e de serviços que assegurem seus direitos. A gestão municipal está prestando toda assistência necessária, respeitando a condição deles”, explicou a gestora, que também destacou a atuação da ONG Cáritas, da Universidade Católica e do Governo do Estado.


A Prefeitura do Recife contribui com encaminhamento para inclusão em programas sociais através da equipe do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da Campina do Barreto, garantia de acesso aos serviços de saúde, viabilização de matrícula escolar na rede de ensino municipal, inserção em cursos e no mercado de trabalho, entre outros. A gestão municipal participou de todo o processo de discussão e planejamento do atendimento aos imigrantes que chegaram à capital pernambucana em situação de vulnerabilidade social.


A Secretaria de Educação do Recife providenciou a matrícula de 29 estudantes de 6 a 16 anos nas escolas, creches e creches-escolas municipais localizadas na área central do Recife, na Encruzilhada e em Campo Grande. Dezesseis crianças foram matriculadas nas turmas de Educação Infantil, sendo cinco dessas em berçário; enquanto outras 13 crianças e adolescentes estudarão em turmas de Ensino Fundamental.

venezuelanos



Já os profissionais da Prefeitura do Recife que trabalham no CAD Único fizeram 41 atendimentos a venezuelanos na última semana: 27 deles foram inscritos no Cadastro Único e outros 14 já tinham sido inscritos quando estavam em Roraima, por isso só atualizaram os dados para poder ter acesso aos programas sociais do Governo Federal, como por exemplo o Bolsa Família.

A PCR também está tentando inserir os imigrantes no mercado de trabalho. Profissionais da Agência de Emprego do Recife atenderam 59 venezuelanos e já encaminharam 16 para entrevistas de emprego, além de ter feito orientação profissional. Foram ministradas palestras sobre comportamento pessoal e profissional durante uma entrevista de emprego, além de dicas básicas sobre como produzir um bom currículo profissional.

Os gays, lésbicas, bissexuais, travestis e/ou transexuais venezuelanos receberam apoio da SDSJPDDH. A equipe do Centro de Referência em Cidadania LGBT do Recife foi até a Casa de Direitos, na Universidade Católica, onde orientou e fez atendimento especializado a sete imigrantes LGBTs, que serão acompanhados pela equipe multidisciplinar do Centro LGBT.

Já a Secretaria de Saúde do Recife (Sesau) está atendendo os estrangeiros através das equipes do Programa Saúde na Família dos Distritos Sanitários 1 e 2, que estão fazendo visitas aos imigrantes e cadastrando-os no Sistema Único de Saúde (SUS), para que eles tenham o cartão do SUS e acessem mais facilmente a rede pública de saúde. Representantes das mais de 30 famílias estrangeiras receberam informações gerais da rede municipal e do Programa Academia da Cidade (PAC). As equipes de Vigilância Ambiental fizeram a desratização das casas e também avaliaram a qualidade da água nas residências.

Pelo local onde estão morando os mais de 100 venezuelanos, eles podem ser atendidos na Policlínica Waldemar de Oliveira, em Santo Amaro, na Policlínica Gouveia de Barros, na Boa Vista, e na Unidade de Saúde da Família Ponto de Parada, no Arruda. No próximo mês, a Sesau fará uma ação de saúde voltada ao grupo de imigrantes, com serviços como vacinação, testes de glicemia, aferição de pressão arterial e outras ações de prevenção.



Sede da Prefeitura do Recife (PCR)
Sede da Prefeitura do Recife (PCR)Foto: Reprodução/Google Maps


Os interessados em participar da eleição do Conselho Municipal de Direitos Humanos e Segurança Cidadã do Recife (CMDH) podem se inscrever até a próxima segunda-feira (21) . Vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife (SDSJPDDH), através da Secretaria Executiva de Direitos Humanos, o conselho existe desde 2001 e é um órgão colegiado de caráter deliberativo, de controle social da política pública municipal de Direitos Humanos da cidade. Já as inscrições para o Conselho Municipal de Políticas sobre Álcool e outras Drogas (Compad) se encerram nesta terça-feira (15).

A eleição dos representantes da sociedade civil para a composição do CMDH para o período de 2019 a 2020 será na manhã do próximo dia 31, durante o 2º Fórum de Eleição do CMDH. Serão escolhidos sete conselheiros titulares e igual número de suplentes, entre representantes de entidades que atuam na área dos Direitos Humanos. O mandato dos conselheiros eleitos é de dois anos. Os próprios candidatos são responsáveis pela votação.

Leia também:
Em Jaboatão, eleitores poderão se regularizar com a Justiça Eleitoral a partir de março
[Podcast] 'Não vamos praticar uma oposição irresponsável', diz Danilo Cabral


A documentação necessária para inscrição está descrita no regulamento eleitoral disponível no site da Prefeitura do Recife e publicada no Diário Oficial do Município do último dia 29. Os documentos podem ser entregues até a próximo segunda, das 9h às 12h e das 13h às 16h, na sala da Gerência Geral de Direitos Humanos, no 6º andar do edifício-sede da PCR, no Cais do Apolo. Quem tiver dúvidas pode ligar para o telefone 3355-8218. A Comissão Organizadora do Fórum Eleitoral divulgará o resultado da análise da documentação dos candidatos a partir do próximo dia 25.

DROGAS – Também ligado à SDSJPDDH, o Conselho Municipal de Políticas sobre Álcool e outras Drogas (Compad) encerra nesta terça as inscrições para três vagas que não foram preenchidas na primeira eleição, realizada no fim do ano passado. Podem se inscrever organizações da sociedade civil e movimentos sociais que trabalhem com inserção social, população em situação de rua e usuários e ex-usuários de álcool e outras drogas.

As inscrições estão sendo realizadas via Sedex ou de forma presencial na Secretaria Executiva de Políticas sobre Drogas do Recife (Sepod), localizada no 6º andar do edifício-sede da Prefeitura, no Cais do Apolo. A eleição também acontecerá no dia 31 de janeiro, das 14h às 17h, na sala de reunião da Sepod. A documentação necessária para inscrição está descrita no regulamento eleitoral disponível no site da Prefeitura do Recife.


Todo atendimento na Central que fica próxima ao Forte das Cinco Pontas, no Recife, é feito exclusivamente via agendamento
Todo atendimento na Central que fica próxima ao Forte das Cinco Pontas, no Recife, é feito exclusivamente via agendamentoFoto: Divulgação/ TRE-PE

Os eleitores que estão pendentes com a Justiça Eleitoral podem enfrentar vários transtornos no dia a dia, entre eles a dificuldade de tirar CPF, fazer a matrícula em faculdades e universidades e retirar ou renovar o passaporte.

Para facilitar a vida de todos, a Central de Atendimento ao Eleitor da Capital (Caec) - unidade do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) que fica próximo ao Forte das Cinco Pontas - está atendendo, em média, 250 pessoas por dia. Mas é bom lembrar que todo atendimento no local é feito exclusivamente via agendamento.

Desde novembro passado, quando foi reaberto o cadastro eleitoral, não há mais atendimento com distribuição de senha. O agendamento pode ser feito no site (http://www.tre-pe.jus.br/eleitor/solicitar-agendamento) ou pelos telefones 3194-9152 ou 3194-9153. A Caec funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, na Praça das Cinco Pontas, 321, São José, Recife.

"Com o atendimento feito apenas via agendamento, nós temos o objetivo de evitar filas, agilizar todos os procedimentos e, assim, aumentar o conforto dos eleitores", diz a coordenadora da Caec, Marta Vaz.

Na Central existem 11 guichês para atender eleitores que chegam, diariamente, interessados em tirar o primeiro título (alistamento), fazer transferências, atualizar informações como nome e endereço, pedir a a segunda via do título ou emitir a multa decorrente de alguma pendência. O prazo médio para que o eleitor seja atendido na Caec é de 10 minutos.

Fonte: TRE-PE

comece o dia bem informado: