Meirelles (MDB) em "erros de gravação" do guia eleitoral
Meirelles (MDB) em "erros de gravação" do guia eleitoralFoto: Divulgação/Youtube

Uma das estratégias mais comuns em campanhas eleitorais é tentar humanizar a imagem dos candidatos, sobretudo dos que são vistos como burocratas, tenham perfis mais sérios ou elitizados, pois numa corrida presidencial a viabilidade de uma candidatura depende da comunicação direta com o eleitor mais popular.

Talvez esse seja o objetivo a ser alcançado pelo marketing político em torno de Henrique Meirelles (MDB). Com sua trajetória marcada como banqueiro e empresário, com personalidade sisuda e distanciada da linguagem do povo, ele aparece, agora, em vídeo divulgado nas redes sociais, descontraído e brincalhão, durante "erros de gravação" de seu guia eleitoral.

Entre uma piada e outra, Meirelles tenta explicar porque merece ser presidente, alegando que "tirou R$ 10 milhões de pessoas do desemprego" e "pagou a dívida com o FMI", referências à sua atuação como presidente do Banco Central do Brasil (BCB), cargo que ocupou de 2003 a 2011 no governo Lula (PT).

Confira o vídeo:

comece o dia bem informado: